Categorias
Esportes

Decisão do título da Série B fica em aberto, após tropeço da Chape

Na penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Operário, nono colocado, venceu por 2 a 0 a Chapecoense, que liderava a tabela, mas caiu para a segunda colocação, após a derrota nesta segunda-feira (25). O resultado no estádio Germano Krüeger, em Ponta Grossa (PR), deixou a decisão do título da edição 2020 em aberto.  

O Verdão do Oeste, com 70 pontos, mesmo total do agora líder América-MG – no critério de saldo de gols -, desperdiçou a chance de abrir vantagem no topo da tabela da Série B. Já o Fantasma, mesmo sem chances de subir para a elite do futebol nacional, comemora o desempenho na competição: nesta edição, o time chegou a 54 pontos, acima dos 50 obtidos em 2019, quando terminou a disputa em 10º lugar. 

O esquema 4-2-3-1 da equipe do Fantasma, montado pelo técnico Rodolfo Mehl,  conseguiu neutralizar o poder ofensivo do time catarinense. Com marcação no meio de campo, ficou difícil para a Chape construir as jogadas e chegar com perigo ao gol do Operário. A melhor chance dos visitantes foi aos 14 minutos: Anderson Leite cruzou pela direita, na media para Anderson Leite cabeça, mas a bola passou por cima do gol. 

Aos 20 minutos, o zagueiro Fábio Alemão entrou em campo, e mudou a história do jogo. Ele substituiu o lateral-direito Alex Silva, que sozinho lesionou o tornozelo. E bastou pouco mais de um minuto em campo, para Alemão abrir o placar para o Fantasma, após tabelar com Ricardo Bueno, num chute cruzado certeiro. Foi o primeiro gol do zagueiro, contrato em dezembro, no time de Ponta Grossa ((PR). 

 Depois do gol, não faltaram oportunidades de o Operário ampliar o placar. Aos 26 minutos, Fabiano cruzou pela esquerda, e por pouco Marcelo não fez o segundo de cabeça. Três minutos depois, o próprio Marcelo soltou uma bomba de fora da área, e o goleiro João Ricardo salvou, ao espalmar para fora. 

No segundo tempo, logo aos três minutos de bola rolando, Thomaz partiu no contra-ataque e deu de presente para o camisa 11 Rafael Oller, que a torcida apelidou carinhosamente de “Maradoller”, ampliar para os donos da casa. No minuto seguinte, faltou um triz para Thomas fazer o terceiro do Fantasma: ele recebeu pela direita e sozinho bateu da entrada da área.

Sem conseguir furar o bloqueio da marcação, o time da Chape, no esquema 4-3-3 do técnico Umberto Louzer, pouco criou do meio de campo para frente. Até esboçou uma reação nos minutos finais. Os 37, após bela jogada de Matheus Ribeiro pela direita, Evandro desviou de cabeça, mas a bola passou do lado de fora do gol.  Aos 43 minutos, Lucas Tocantins chutou na área, e mais uma vez Evandro arriscou um chute, mas a bola explodiu no zagueiro Ricardo Silva. Os jogadores catarinenses reclamaram de pênalti, em um possível toque de mão, mas a arbitragem assinalou escanteio. Depois da cobrança, a bola sobrou para Perotti, que chutou firme, mas ela foi para fora. 

Na 38ª e última rodada da Série B, a Chape recebe o Confiança, na próxima sexta (29), às 21h30 (horário de Brasília) na Arena Condá, em Chapecó (SC). Também na sexta, no mesmo horário, o Operário visita o encara o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, na cidade de Ribeirão Preto (SP).

Categorias
Esportes

Após consenso, Felipão antecipa saída do Cruzeiro

O Cruzeiro, em comum acordo com o treinador Luiz Felipe Scolari, anunciou nesta segunda-feira (25) a rescisão do contrato com o técnico, que terminaria apenas no fim de 2022. Felipão assumiu o comando da Raposa em outubro, após a demissão de Ney Franco, com a missão de reerguer o time na Série B do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o time estava na zona de rebaixamento para a Série C, em  19º lugar. 

Embora não tenha conseguido levar a Raposa de volta de volta à Série A do Brasileiro, Felipão deixa o time na 12ª colocação na tabela. Em nota, o Cruzeiro reconheceu o esforço do técnico, em sua segunda passagem pelo clube.

“Colaborando com o clube em seu momento mais desafiador na história, Scolari e sua comissão técnica cumpriram a importante missão de recuperar o Cruzeiro no Campeonato Brasileiro da Série”, diz o comunicado.

Em 21 partidas no comando da equipe, Felipão somou nove vitórias, oito empates e quatro derrotas.

Categorias
Esportes

Napoli-SC bate Botafogo e encaminha vaga à elite do futebol feminino

A equipe feminina do Napoli-SC levou a melhor sobre o Botafogo no primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro Feminino A2 (segundo divisão), apesar da forte chuva na tarde deste domingo (24) no município de Caçador (SC). As donas da casa venceram o Alvinegro carioca, de virada, por 2 a 1, no Estádio Municipal Doutor Carlos Alberto da Costa Neves.  O duelo contou com a presença atenta de PIa Sundhage, técnica da seleção feminina brasileira. 

Aos oito minutos de partida, a  zagueira Karen, do time catarinense, marcou contra e abriu o placar para o Botafogo, após cobrança de falta de Gaby Louvain. Na sequência, Malu empatou a partida, depois de passar pelas zagueiras adversárias e driblar a goleira Gabi, antes de desferir o chute certeiro. 

O segundo tempo, também decorre debaixo de um temporal. Por pouco, as alvinegras não passaram à frente do placar, com uma bomba de Kélen, na trave, aos 17 minutos. Em seguida, veio o pênalti polêmico: a árbitra Charly Deretti apontou a falta de Káren sobre Aninha, embora a infração, por alguns ângulos, tenha parecido fora da grande área.  Malu cobrou e virou para o o Napoli. As donas da casa administraram o placar até o fim da partida, e leva  vantagem no jogo da volta, no próximo domingo (31), às 16h (horário de Brasília) no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro.

Já a equipe Alvinegra, se quiser levantar a taça, terá de vencer em casa, por dois ou mais gols de diferença no jogo da volta. Se ganhar do Napoli apenas por 1 a 0, o título será definido em cobrança de pênaltis. 

Categorias
Esportes

Mirassol-SP volta a vencer e disputa com Floresta-CE título da Série D

Pela primeira vez, em cinco participações na Série D,  o Mirassol-SP vai disputar o título da quarta divisão do Campeonato Brasileiro. O time paulista, que já havia encaminhado a vaga ao golear em casa o Altos-PI no primeiro jogo da semifinal, voltou o Jacaré na tarde deste domingo (24), no estádio Felipe Raulino, o Felipão, em Altos (PI).  A partida de volta foi  transmitida ao vivo na TV Brasil. O adversário na decisão da Série D será o Floresta-CE que derrotou ontem (23), fora de casa, o favorito Novorizontino-SP por 2 a 0. 

De acordo com o cronograma da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os dois jogos da final – ida e volta – ocorrerão nos próximos domingos (31 de janeiro e 7 de fevereiro). O Floresta-CE fará a partida de ida na Arena Castelão, em Fortaleza, e o Mirassol o último embate no estádio municipal José Maria de Campos Maia, no interior paulista. Os horários dos jogos ainda serão definidos pela CBF.

Esta é a quinta vez que o Leão disputa a Série D. A equipe da cidade de Mirassol (SP) , dirigida pelo técnico Eduardo Baptista, fez uma das melhores campanhas da edição de 2020: terminou a primeira fase na vice-liderança do grupo A e depois, nas fases eliminatórias, superou Caxias-RS, Brasiliense-DF, e Aparecidense-GO.  

Pressionado com a derrota fragorosa no primeiro duelo da semifinal, o time piauiense, comandado pelo técnico Fernando Tonet, tinha a árdua missão de ganhar por, pelo menos, quatro gols de diferença – o resultado levaria a decisão da vaga para os pênaltis. Antes de a bola rolar, jogadores e árbitros fizeram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas de covid-19 e aos seis mortos no acidente aéreo, ocorrido na manhã deste domingo (24), que vitimou quatro jogadores e o presidente do Palmas-TO, além do piloto da aeronave

Bola rolando, quem tomou a iniciativa do jogo foram os paulistas. E a pressão logo no início resultou no único gol da partida, aliás, um golaço de Fabrício: após receber o passe da esquerda, o camisa 11 ajeitou a bola antes de chutar por cima do goleiro. O gol do Mirassol despertou o time da casa, que mesmo com dificuldades de encarar a marcação, passou a cruzar a intermediária. As melhores chances do Jacaré foram já nos minutos finais. Aos 37, Ray cruzou e e a bola quase entrou, encobrindo o goleiro Jeffeson. Dois minutos depois, em cobrança de falta, Juninho Arcanjo mandou a bola na grande área e Júnior Campos cabeceou para fora. E já aos 42 minutos, Thiaguinho quase empatou com um chute forte  e certeiro, mas a bola desviou. 

Na volta do intervalo, o Mirassol teve chance clara de ampliar o placar com o lateral Moraes, com um chute cruzado, sem chances para o goleiro Marcelo, mas a bola saiu. Mesmo perdendo de 5 a 0 no placar agregado, o Jacaré não se deu por vencido e, por vezes, ficou perto do empate. Aos 18 minutos, Klenisson se livrou de dois na marcação e tocou para o meia Juninho soltar uma bomba, que passou à direita do goleiro Jefferson. Na sequência, no vacilo da defesa que afastou mal, novamente Juninho teve a chance de igualar, mas chutou por baixo e isolou a bola. O time piauiense teve ainda a seu favor vários escanteios, mas não soube aproveitá-los. Já nos minutos finais, Lucas Silva partiu no contra-ataque e quase ampliou para o Mirassol. Mas o placar terminou mesmo em 1 a 0 para o Leão. Embora derrotado, o Altos-PI já está classificado para a próxima edição da Série C do Brasileirão.

 

Categorias
Esportes

Flamengo perde para Athletico-PR; Internacional dispara na liderança

Em mais uma partida sem brilho o Flamengo não conseguiu superar a defesa do Athletico-PR e saiu da Arena da Baixada neste domingo (24) com uma derrota por 2 a 1. Com o resultado, o Rubro-Negro carioca permanece com 55 pontos, na terceira posição do Brasileirão, e viu o Internacional disparar na liderança após uma vitória sobre o Grêmio. Já o Furacão chegou aos 42 pontos e fica, momentaneamente, na 11ª colocação.

O JOGO

A etapa inicial foi bastante estudada e sem muitas chances de gol até os 20 minutos, quando o Athletico-PR quase abriu o placar. Carlos Eduardo apareceu pela direita e chutou cruzado. O goleiro Hugo espalmou para o meio da área. A bola sobrou para Renato Kayzer na marca do pênalti. Ele dominou e finalizou forte, mas o goleiro do Flamengo salvou. Quatro minutos depois, o Furacão fez o primeiro. Nova jogada pela direita com Nikão. Ele cruzou na segunda trave para Abner, sem marcação, bater de primeira para estufar a rede dos visitantes.

O Athletico continuou melhor na partida e por pouco não ampliou em uma jogada  parecida com a do gol. Abner apareceu novamente pela esquerda, após cruzamento e chutou para Hugo operar um milagre. Mesmo jogando mal, o Flamengo conseguiu o empate aos 33 minutos. Arrascaeta cobrou falta pela direita e Gustavo Henrique subiu sozinho para cabecear e deixar tudo igual.

Cada equipe teve mais uma chance na primeira etapa. O Flamengo com Gabigol, em chute cruzado que Santos defendeu com tranquilidade. E o Furacão quase fez o segundo aos 42 minutos. Renato Kayzer finalizou, de cabeça, cruzamento da direita e Hugo salvou o Rubro-Negro carioca.

O Flamengo voltou para o segundo tempo disposto a virar o jogo. Com muita posse de bola, o atual campeão brasileiro pressionou desde o primeiro minuto, mas tinha dificuldade em levar perigo ao gol de Santos. O Athletico-PR preferiu esperar o adversário e jogar no contra-ataque. Deu certo.

Aos seis minutos, Nikão arriscou de perna esquerda de fora da área e Hugo defendeu. Aos 25 minutos, Christian quase marcou um gol antológico. Ele viu o goleiro do Flamengo adiantado e chutou de antes do meio de campo, de cobertura, mas Hugo conseguiu se recuperar e salvar o time carioca.

Sem força ofensiva, o Flamengo não assustava e viu o Furacão fazer o gol da vitória aos 37 minutos. Khellven avançou pela direita e cruzou na área. Renato Kayzer apareceu sozinho entre os zagueiros e bateu de primeira para fechar o placar na Arena da Baixada: 2 a 1.

Na próxima rodada, o Athletico-PR enfrenta o Ceará, domingo (31), às 19h, no Castelão. Já o Flamengo pega o Grêmio, quinta-feira (28), às 20h, na Arena do Grêmio, em jogo atrasado da 23ª rodada.

Categorias
Esportes

Quatro jogadores e presidente do Palmas morrem em acidente aéreo

A queda de um avião de pequeno porte, logo após a decolagem, na manhã deste domingo (24), causou a morte de quatro jogadores e do presidente do Palmas-TO, além do piloto. A aeronave foi tomada pelas chamas, após a queda em um piista de pouso particular no distrito de Luzimangues (TO), a cerca de oito quilômetros da capital Palmas. Morreram o presidente do clube, Lucas Meira, de 32 anos;  os jogadores Lucas Praxedes (23 anos), Guilherme Noé (28), Ranule (27), e Marcus Molinari (23), além do piloto da aeronave, identificado apenas como Wagner.

O time da Série D do Campeonato Brasileiro viajaria nesta manhã para Goiânia, onde jogaria nesta segunda-feira (25) com o Vila Nova, em partida das oitavas de final da Copa Verde. A partida foi suspensa pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).Em nota de pesar  a entidade disse estar “profundamente consternada”, se solidarizou com as famílias das vítimas, e decretou que seja respeitado um minuto de silêncio em todos os jogos deste domingo no país.

A tragédia causou comoção e inúmeras homenagens foram publicadas nas redes sociais. O Vila Nova, que enfrentaria o Palmas amanhã, foi um dos primeiros a postar mensagem de pesar.

A Chapecoense, vítima há menos de cinco anos de um trágico acidente aéreo que matou 19 de um total de 22 jogadores, também recorreu ao Twitter para expressar luto. Em novembro de 2016 o time estava em um voo para Colômbia, onde enfrentaria o Atlético Nacional pela Copa Sul-Americana. Parte dos 77 ocupantes eram jornalistas. Apenas seis pessoas sobrevieram à queda da aeronave (os jogadores Follmann, Neto e Alan Ruschel ,dois tripulantes e o jornalista Rafael Henzel).

Grandes clubes brasileiros também publicaram mensagens de pesar e de solidariedade aos familiares das vítimas. 

 

Categorias
Esportes

Vasco vence Atlético-MG por 3 a 2 e deixa o Z4

Com dois gols de Cano e um de Pikachu, o Vasco mostrou força em São Januário, derrotou o Atlético-MG por 3 a 2, chegou a 35 pontos, deixou a zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro e agora ocupa a 14ª colocação. Apesar de ter ficado maior parte do tempo com a bola, o Galo não foi bem na defesa, mesmo assim conseguiu fazer dois gols no segundo tempo depois de estar perdendo por 3 a 0. O Atlético permanece com 54 pontos, na quarta posição.

O JOGO

O Atlético-MG pressionou o Vasco desde o início. Com muita posse de bola, o Galo acuou os donos da casa e logo teve a chance de abrir o placar. Aos 12 minutos, após cobrança de falta pela esquerda, Léo Matos tirou com a mão e o lance foi analisado pelo VAR. O árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo confirmou o pênalti. Hyoran foi para a cobrança e bateu na trave. No rebote, o próprio Hyoran finalizou para o gol, o que não é permitido, configurando dois toques.

O Vasco então passou a se organizar melhor na marcação e o Galo começou a errar. Aos 15 minutos, Yago Pikachu recebeu de Benítez, dominou e chutou de virada, com perigo. Dois minutos depois, veio o gol. Lançamento longo para Léo Matos, que Guilherme Arana não conseguiu cortar. O lateral cruzmaltino aproveitou a bobeada da defesa atleticana, tocou de cabeça para Cano que, de primeira, abriu o placar.

Logo depois do gol, o Vasco recuou ainda mais e passou apenas a se defender. O Galo teve chance do empate aos 21 minutos, quando Savarino chutou na trave esquerda de Fernando Miguel. Na primeira jogada trabalhada dos donos da casa, o Cruzmaltino chegou ao segundo gol, aos 31 minutos. Em um lance que começou no campo de defesa e passou por praticamente todos os atletas do Vasco, Pikachu aproveitou cruzamento de Benítez, a bola bateu na trave e no rebote o próprio Pikachu finalizou para ampliar. O Vasco ainda teve a chance de ampliar no fim do primeiro tempo, novamente com Cano, mas o argentino furou a finalização após novo cruzamento de Léo Matos.

O panorama do segundo tempo foi o mesmo do primeiro. Logo aos seis minutos o árbitro marcou pênalti de Leandro Castán em cima de Jair. O VAR entrou em ação e Vinícius Gonçalves Dias Araújo anulou a penalidade. O Vasco respondeu com um golaço em uma jogada que começou nos pés do goleiro Fernando Miguel e terminou com a matada no peito de Cano e um chute forte de perna esquerda no canto do goleiro Everson: 3 x 0.

Se o Gigante da Colina estava recuado, depois do terceiro gol praticamente parou de atacar. O Galo partiu para o tudo ou nada e diminuiu a vantagem aos 22 minutos. Hyoran recebeu passe de calcanhar e colocou a bola no canto direito de Fernando Miguel. O Atlético quase fez o segundo quatro minutos depois. Gabriel desviou de cabeça após escanteio e Fernando Miguel salvou.

O Vasco conseguiu controlar o ímpeto do adversário até os 43 minutos, quando a pressão do Galo aumentou. Marrony apareceu sozinho na pequena área depois de lançamento e cabeceou para fora. A equipe mineira só fez o segundo gol aos 48 minutos, com Eduardo Sasha, que aproveitou bobeada da defesa depois de cobrança de escanteio.

Apesar do esforço do Atlético-MG, o empate não veio. Melhor para o Vasco que saiu da zona do rebaixamento. O próximo compromisso do Gigante da Colina será na terça-feira (26), contra o Palmeiras, às 20h, no Allianz Parque, em partida adiada da primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo enfrenta o Santos no mesmo dia e no mesmo horário, no Mineirão, em jogo atrasado da 28ª rodada.

Apesar da vitória sobre o Atlético-MG e de ter conseguido sair da zona de rebaixamento, com 35 pontos acumulados, o Vasco poderá perder a 14.ª posição no Brasileirão neste domingo (24) para o Fortaleza, que soma o mesmo número de pontos e jogará às 18:15h (hora de Brasília), com o Atlético-GO no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. Mas independente do resultado, o Vasco não corre riscos de retornar ao  grupo dos clubes ameaçados de rebaixamento. 

Categorias
Esportes

Série D: Com vantagem, Mirassol enfrenta Altos no Piauí pela semifinal

O destino de Mirassol-SP e Altos-PI na edição 2020 da Série D do Campeonato Brasileiro será conhecido neste domingo (24). Uma semana após golear o Jacaré por 4 a 0 em casa, o Leão enfrenta os piauienses no estádio Felipe Raulino, o Felipão, em Altos (PI), às 15h45 (horário de Brasília), em duelo pelas semifinais da competição. A partida decisiva terá transmissão ao vivo da TV Brasil

A vitória no estádio José Maria de Campos Maia, o Maião, em Mirassol (SP), dá aos paulistas uma vantagem significativa. A equipe dirigida por Eduardo Baptista se classifica mesmo se perder por até três gols de diferença. O Altos precisa necessariamente ganhar por cinco gols de saldo. Se igualar o placar agregado, leva a decisão do segundo finalista para os pênaltis.

O Jacaré possui o segundo melhor ataque entre os semifinalistas da Série D, com 40 gols marcados. No último jogo em casa, há duas semanas, pelas quartas de final, contra o Marcílio Dias-SC, o time piauiense balançou as redes cinco vezes, justamente como precisará fazer neste domingo. O problema é que a defesa sofreu 25 gols até o momento, com média acima de um gol por partida.

O técnico Fernando Tonet não deverá ter à disposição o zagueiro Reinaldo Lobo, que ainda não está 100% recuperado de uma lesão na coxa. O também zagueiro Lucas do Carmo está fora por ter recebido o terceiro amarelo na goleada em Mirassol, assim como o volante Dos Santos. A novidade entre os titulares será a volta do lateral Tiaguinho, suspenso no domingo passado. O provável Altos terá: Marcelo; Júlio Ferrari, Júnior Campos, Rafael Tavares e Tiaguinho; Netinho, Ray e Juninho Arcanjo; Klenisson, Manoel e Betinho.

Já o Mirassol tem a segunda defesa menos vazada entre os semifinalistas, com 15 gols sofridos em 21 partidas. Neste domingo, o setor terá o desfalque do lateral Vinícius, expulso no duelo de ida. O goleiro Jeferson, por sua vez, deve voltar ao posto de titular no gol, após cumprir suspensão no Maião. A equipe paulista deve ter na escalação: Jeferson; Oliveira, Danilo Boza, Heitor e Moraes; Daniel, Rafael Tavares e Cássio Gabriel; Netto, Fabrício Daniel e João Carlos.

O principal trunfo do Leão está no ataque, que balançou as redes 46 vezes na Série D, sendo o mais positivo do torneio. Fabrício Daniel é o artilheiro, com dez gols, dois a menos que os dois principais goleadores desta edição, os também atacantes Zé Love (Brasiliense-DF) e Wallace Pernambucano (América-RN). Outro atacante mirassolense em bom momento é João Carlos, que chegou durante o mata-mata e fez cinco gols em sete jogos pelos paulistas.

 

Categorias
Esportes

Brasileirão: de olho no título, Flamengo encara Athletico em Curitiba

A sete rodadas do fim da Série A do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR recebe o Flamengo neste domingo (24), na Arena da Baixada, em Curitiba, às 16h (horário de Brasília). Os donos da casa, com 39 pontos, querem se manter na área de classificação para a próxima edição da Copa Sul-Americana. Já o Rubro-Negro, com o moral alto após após ganhar do Palmeiras na última quinta-feira (21), só pensa em vencer para se aproximar ainda mais da liderança e, quem sabe, conquistar o segundo título nacional consecutivo. O jogo terá transmissão ao vivo da Rádio Nacional, com narração de Felipe Rangel, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Maurício Costa, e plantão de Wagner Gomes.

O Furacão terminou a rodada anterior na 12ª posição, última a garantir vaga para a Sul-Americana. Mas o principal objetivo do técnico Paulo Autuori é voltar a vencer, já que nos últimos três jogos foram dois empates e uma derrota. No entanto, o treinador vai ter de contornar vários problemas para escalar o time.  Enquanto o meia Fernando Canesin retorna de suspensão, quatro atletas são desfalques já confirmados. Lesionados, os laterais-esquerdos Márcio Azevedo e Abner, o volante Erick e o meia Léo Cittadini não foram liberados pelo departamento médico. Outros dois atletas importantes – meia Lucho González e o atacante Nikão – ainda são dúvida. Autuori cogita modificaçõe na equipe: na lateral-esquerda, Khellven pode dar lugar a Zé Ivaldo. Outra possibilidade é a entrada do volante Richard na vaga do colombiano Alvarado.

Enquanto isso, o Flamengo vem retomando a confiança com os últimos resultados. O 3 a 0 sobre o Goiás fora de casa, e o 2 a 0 sobre o Palmeiras em Brasília colocaram o Rubro-Negro no terceiro lugar, com 55 pontos, quatro a menos do que o líder Inter, sendo que os cariocas disputaram uma partida a menos do que os gaúchos. O time comandado pelo técnico Rogério Ceni depende apenas de si para conquistar o título brasileiro. Outro fato bastante comemorado pela torcida é que o Rubro-Negro carioca não sofreu gols nos últimos dois jogos. Inclusive, no triunfo sobre o Verdão, finalista da Copa do Brasil e da Libertadores, Ceni apostou no volante Willian Arão no setor defensivo. A escolha que foi bem-sucedida. Nesse mesmo jogo, Rodrigo Caio saiu de campo com dores no adutor da coxa direita e é dúvida para a partida desta tarde.

Na última quinta (21), contra o Palmeiras, o time foi bastante ofensivo: usou apenas Gérson como jogador de marcação do meio para a frente. Também contou com Diego, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel. Mas, para o jogo desta tarde, o treinador  terá de driblar as ausências de Bruno Henrique e do lateral-esquerdo Renê: ambos cumprem suspensão.  O goleiro Diego Alves também em recuperação e não jogará neste domingo (24).  A novidade no elenco é a presença do jovem Ramon, da base, que pode ser uma alternativa para a ausência de Renê na lateral-esquerda. 

Categorias
Esportes

Dora Varella fatura título da 1ª etapa do Circuito Brasileiro de Skate

A paulistana Dora Varella, de 19 anos, conquistou pelo segundo ano consecutivo o título feminino do estilo park, na etapa de abertura do Circuito Brasileiro, que ocorre na cidade de Criciúma (SC). O triunfo garantiu à atleta, sexta colocada no ranking mundial, mais 3.000 pontos, ampliando suas chances de garantir uma vaga este ano na Olimpíada de Tóquio (Japão), edição que marca a estreia do skate como modalidade nos Jogos.  Cada país tem direito a levar levar até 12 atletas que estejam entre os 20 melhores do ranking da World Skate, a federação internacional da modalidade, sendo seis por estilo (três homens e três mulheres). 

Na decisão do título (23), Varella somou 63,33 pontos, superando Erica Leguizamon (55,5) , segunda colocada, e outra forte candidata a representar o Brasil em Tóquio: Isadora Pacheco (52,67), que levou o terceiro lugar. A catarinense, de apenas 15 anos, ocupa a décima posição no ranking mundial. 

Dora Varella foi a última a andar na pista do Parque Altair Guidi e arrancou aplausos dos demais skatistas com manobras arrojadas. “Fiquei tentando o heelflip indy [manobra em que skate sai do chão, e gira na frente do atleta], mas dessa vez não saiu. Vou treinar muito para conseguir fazer na próxima vez”, disse ao final da apresentação, em nota à imprensa. 

A competição termina neste domingo (24), com transmissão ao vivo no STU Channel. Confira abaixo a programação:

Park

9h às 10h- Treinos Final Masculino

10h às 11h – Final Masculino Park

Street

9h às 10h30 – Treinos Final Feminino

10h30 às 12h – Treinos Final Masculino

12h às 13h10 – Final Feminino Street

13h30 às 14h40 – Final Masculino Street

15h às 16h – Cerimônia de Premiação