Categorias
Esportes

Decisão do título da Série B fica em aberto, após tropeço da Chape

Na penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Operário, nono colocado, venceu por 2 a 0 a Chapecoense, que liderava a tabela, mas caiu para a segunda colocação, após a derrota nesta segunda-feira (25). O resultado no estádio Germano Krüeger, em Ponta Grossa (PR), deixou a decisão do título da edição 2020 em aberto.  

O Verdão do Oeste, com 70 pontos, mesmo total do agora líder América-MG – no critério de saldo de gols -, desperdiçou a chance de abrir vantagem no topo da tabela da Série B. Já o Fantasma, mesmo sem chances de subir para a elite do futebol nacional, comemora o desempenho na competição: nesta edição, o time chegou a 54 pontos, acima dos 50 obtidos em 2019, quando terminou a disputa em 10º lugar. 

O esquema 4-2-3-1 da equipe do Fantasma, montado pelo técnico Rodolfo Mehl,  conseguiu neutralizar o poder ofensivo do time catarinense. Com marcação no meio de campo, ficou difícil para a Chape construir as jogadas e chegar com perigo ao gol do Operário. A melhor chance dos visitantes foi aos 14 minutos: Anderson Leite cruzou pela direita, na media para Anderson Leite cabeça, mas a bola passou por cima do gol. 

Aos 20 minutos, o zagueiro Fábio Alemão entrou em campo, e mudou a história do jogo. Ele substituiu o lateral-direito Alex Silva, que sozinho lesionou o tornozelo. E bastou pouco mais de um minuto em campo, para Alemão abrir o placar para o Fantasma, após tabelar com Ricardo Bueno, num chute cruzado certeiro. Foi o primeiro gol do zagueiro, contrato em dezembro, no time de Ponta Grossa ((PR). 

 Depois do gol, não faltaram oportunidades de o Operário ampliar o placar. Aos 26 minutos, Fabiano cruzou pela esquerda, e por pouco Marcelo não fez o segundo de cabeça. Três minutos depois, o próprio Marcelo soltou uma bomba de fora da área, e o goleiro João Ricardo salvou, ao espalmar para fora. 

No segundo tempo, logo aos três minutos de bola rolando, Thomaz partiu no contra-ataque e deu de presente para o camisa 11 Rafael Oller, que a torcida apelidou carinhosamente de “Maradoller”, ampliar para os donos da casa. No minuto seguinte, faltou um triz para Thomas fazer o terceiro do Fantasma: ele recebeu pela direita e sozinho bateu da entrada da área.

Sem conseguir furar o bloqueio da marcação, o time da Chape, no esquema 4-3-3 do técnico Umberto Louzer, pouco criou do meio de campo para frente. Até esboçou uma reação nos minutos finais. Os 37, após bela jogada de Matheus Ribeiro pela direita, Evandro desviou de cabeça, mas a bola passou do lado de fora do gol.  Aos 43 minutos, Lucas Tocantins chutou na área, e mais uma vez Evandro arriscou um chute, mas a bola explodiu no zagueiro Ricardo Silva. Os jogadores catarinenses reclamaram de pênalti, em um possível toque de mão, mas a arbitragem assinalou escanteio. Depois da cobrança, a bola sobrou para Perotti, que chutou firme, mas ela foi para fora. 

Na 38ª e última rodada da Série B, a Chape recebe o Confiança, na próxima sexta (29), às 21h30 (horário de Brasília) na Arena Condá, em Chapecó (SC). Também na sexta, no mesmo horário, o Operário visita o encara o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, na cidade de Ribeirão Preto (SP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *