Categorias
Esportes

Série C: Vila Nova-GO vence de novo Remo-PA e é tricampeão

A tarde deste sábado (30) foi de festa para o Vila Nova, no Estádio Mangueirão, em Belém. O Tigrão venceu novamente o Remo; agora por 3 a 2 e faturou o tricampeonato da Série C do Campeonato Brasileiro.

Depois da goleada de 5 a 1, na semana passada, o Vila Nova poderia perder por até três gols para ficar com o troféu. O Remo não tinha escolha. Precisava de no mínimo quatro gols de diferença para forçar os pênaltis ou então cinco ou mais para ser campeão no tempo normal.

Com esse cenário, o time da casa partiu para cima. E fez o primeiro logo aos seis minutos. O meia Felipe Gedoz bateu firme de canhota de fora da área e a bola estufou a rede do goleiro Fabrício. Só que logo depois, aos nove, o Vila Nova jogou um balde de água fria no ânimo dos paraenses. O meia Alan Mineiro recebeu bom passe e chutou também de fora da área no canto direito do goleiro Vinícius. Era muito difícil.

Mas o Remo ainda tinha aproximadamente 60 minutos para fazer quatro gols e levar a decisão aos pênaltis. E o time seguia forçando. Até que, aos 35, o volante Lucas Siqueira pegou o rebote de uma finalização na trave e colocou novamente a equipe do Pará na frente do placar. Mas, por incrível que pareça, a reação do Vila Nova veio muito rápido novamente. Aos 39, apenas três minutos depois do segundo gol do Remo, o volante Pablo aproveitou cruzamento e empatou.

O segundo tempo passou sem grandes oportunidades dos dois lados até que, aos 42, o zagueiro Mimica cortou errado um cruzamento de Pedro Bambu e marcou contra o terceiro gol da equipe do Vila Nova. No placar agregado dos dois jogos, o Tigrão fez 8 a 3 e ficou com a taça.

Categorias
Esportes

Palmeiras é bicampeão da Copa Libertadores

O Palmeiras é bicampeão da Libertadores. Com um gol do herói improvável Breno Lopes aos 53 minutos da etapa final, o Alviverde fez 1 a 0 no Santos na decisão disputada na tarde deste sábado (30), no Maracanã.

O primeiro tempo da grande decisão foi marcada por muito equilíbrio. Cuca, técnico do Santos, apostou em uma equipe mais marcadora com Sandry reforçando o meio. Mesmo assim, foi o Peixe que começou ameaçando mais. A primeira finalização foi do lateral Pará. Só que, logo na sequência, o Palmeiras já equilibrou o jogo. Teve uma chance com Rony, outra com Gómez de cabeça. A partida seguiu muito disputada no meio de campo, até os 36 minutos. Foi aí que o lateral-direito Marcos Rocha achou o meia Raphael Veiga na área. Ele bateu, mas a bola passou perto. Logo depois, Marinho quase abriu o placar para o Santos.

Breno Lopes marcou o gol do título da Libertadores sobre o Santos nos acréscimos do jogo.Breno Lopes marcou o gol do título da Libertadores sobre o Santos nos acréscimos do jogo.

Breno Lopes marcou o gol do título da Libertadores sobre o Santos nos acréscimos do jogo. – REUTERS/Mauro Pimentel/Direitos Reservados

Na volta do intervalo, aos dois minutos, o centroavante Luiz Adriano ficou cara a cara com o goleiro John do Santos. Mas a jogada foi anulada por impedimento. Cinco minutos depois, Gabriel Menino cruzou na área e por muito pouco o atacante Rony não tocou na bola para marcar o gol do Verdão. Aos 13 foi a vez do Santos ameaçar. Soteldo rolou para Marinho. Ele cruzou na área e o zagueiro Lucas Veríssimo, sozinho, desviou para fora perdendo grande chance.

Aos 18, o meia Raphael Veiga bateu forte de fora da área. A bola bateu na rede do Santos, mas pelo lado de fora. Aos 31, o Santos teve as melhores chances. Pituca bateu forte da entrada da área e o goleiro Weverton salvou. Na sequência, Felipe Jonatan mandou uma bomba de muito longe e a bola raspou a trave esquerda do gol palmeirense.

Aos 50 aconteceu um lance que mudou o destino do jogo. Cuca, técnico do Santos, acabou se enrolando com o lateral-direito Marcos Rocha fora do campo e recebeu o cartão vermelho. Depois de muita reclamação, o jogo recomeçou e o atacante Rony, pela direita, colocou a bola na cabeça do Breno Lopes. Na segunda trave, o centroavante ganhou o lateral Pará e encobriu o goleiro John com um belo toque de cabeça no canto esquerdo. Quis o destino que um atleta anunciado pelo Palmeiras no dia 10 de novembro vindo do Juventude de Caxias do Sul marcasse o gol do título. Depois o Maracanã foi tomado por muita festa dos palmeirenses e muita lamentação dos santistas.

Agora as atenções palmeirenses se voltam para o Mundial de clubes. A competição já começa na próxima quinta-feira (4 de fevereiro). O primeiro jogo do Palmeiras será no domingo (7) contra o vencedor de Tigres do México e Ulsan Hyundai do Catar. A decisão do terceiro lugar e a grande final estão marcadas para quinta-feira (11).

Categorias
Esportes

Rosane Santos pensa em Tóquio e projeta também aposentadoria

Dona do histórico quinto lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, na categoria até 53kg do halterofilismo, a carioca Rosane Santos, de 33 anos, está na reta final de preparação para o Open Adulto. Qualificatório para os Jogos de Tóquio, o evento vai ocorrer entre os dias 12 e 16 de março, em Cali, na Colômbia. “A classificação para Tóquio leva em conta o recorde mundial, que é 227kg, da chinesa Liao Qiuyun. Em 2019, ela fez 102kg no arranco e 125kg no arremesso. Minha meta principal é chegar nos 93kg no arranco e nos 110kg no arremesso. Acredito que com essa marca eu estarei entre as oito primeiras do ranking mundial e ficarei com a vaga”, disse a atleta.

Outro torneio que vale para o índice será o Campeonato Pan-Americano Adulto, previsto para acontecer entre 18 e 25 de abril, em Santo Domingo, na República Dominicana. Outros torneios internacionais também estão marcados no calendário. Em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), que segue monitorada pela Federação Internacional da modalidade (IWF, sigla em inglês) e Confederação Brasileira de Levantamento de Peso (CBLP), as datas poderão sofrer modificações e, até mesmo, ocorrerem novos cancelamentos. 

Os meses do auge da pandemia da covid-19 foram de muita ansiedade para a atleta. Mas, no meio de tantas indefinições, ela buscou forças para seguir treinando e deu andamento também ao projeto de aposentadoria, a inauguração de um centro de treinamento da modalidade. O espaço deve ser inaugurado no final de fevereiro no bairro do Butantã, em São Paulo. “No meio do ano, tive crises de ansiedade. Me tratei e comecei a fazer cursos online na minha área (ela cursa o quinto período da faculdade de Fisioterapia, em São Paulo). Isso me ajudou bastante até voltar aos treinamentos. Em relação ao espaço do Butantã, por ser um local pequeno, quero começar com levantamento de peso. Depois, vou incluir outras modalidades. Quero oferecer aulas para jovens carentes da região”, comentou Rosane, que tem mais de 17 anos de dedicação ao levantamento de peso.

Jogos Olímpicos de Tóquio

O programa da Olimpíada prevê a classificação dos oito melhores do ranking. Além deles, outros cinco vagas serão destinadas aos melhores de cada continente que ainda não tenham garantido a classificação através de outros critérios. Serão 14 categorias em disputas, sete em cada naipe. De acordo com as alterações feitas recentemente pela IWF, as divisões de peso entre os homens são: 61kg, 67kg, 73kg, 81kg, 96kg, 109kg e acima de 109kg. As mulheres serão divididas entre as categorias 49kg, 55kg, 59kg, 64kg, 76kg, 87kg e acima de 87kg. 

Categorias
Esportes

Enderson Moreira, técnico do Fortaleza, é internado com covid-19

O Fortaleza confirmou na tarde deste sábado (30), através das redes sociais do clube, a internação do técnico Enderson Moreira. O comandante do Tricolor do Pici já havia sido diagnosticado com covid-19 no início desta semana e estava cumprimento isolamento domiciliar.

Segundo a publicação do Fortaleza, ele está em acompanhamento em ambiente hospitalar por precaução. “Está clinicamente bem, sem necessidade do uso de nenhum suporte de oxigênio. A programação é que se continuar evoluindo positivamente, Enderson deverá concluir seu isolamento em casa”, diz a nota. 

O próximo jogo do clube será no domingo (31) contra o Atlético Mineiro, às 17h, no Mineirão, em jogo válido pela 33ª rodada da Série A do Brasileiro. O auxiliar Léo Porto estará à beira do gramado orientando o Fortaleza.

Categorias
Esportes

Stefani estreia na noite deste sábado (30) no WTA 500 em Melbourne

A paulistana Luisa Stefani estreia, na noite deste sábado (30), no WTA 500 de Melbourne, na Austrália. A dupla de Stefani e a parceira americana Hayley Carter são as cabeças de chave 6 do torneio e encaram as tchecas Krystina Pliskova e Lucie Hradecka. O jogo está previsto para começar às 22h30 (horário de Brasília).

“Ótimo jogo, duas jogadoras muito boas. Entramos nesse torneio, mas não importava qual fosse, serão bons jogos, duros, é isso que nós gostamos. Nunca enfrentamos Hradekca e Pliskova juntas, só separadas”, apontou Stefani, que foi vice-campeã, ao lado de Hayley, no primeiro evento do ano em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Atual número 30 do mundo e primeira top 30 do Brasil no feminino desde Maria Esther Bueno, em 1976, Luisa havia aparecido na chave principal de outro torneio no mesmo local, com mesma pontuação e premiação; o Yarra Valley Classic, mas a WTA realizou a alteração. Os dois torneios começam simultaneamente na noite deste sábado. O WTA 500 de Melbourne, com premiação de US$ 442 mil, oferece 470 pontos no ranking mundial para a dupla campeã.

Categorias
Esportes

Libertadores: PM e Bombeiros fazem operação para evitar aglomeração

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros realizam uma força-tarefa para evitar aglomerações e garantir a segurança na final da Taça Libertadores 2020, no Maracanã, disputada por Santos e Palmeiras. A PM também reforça a segurança em diversos pontos da cidade do Rio de Janeiro. As informações são do governo do estado.

A força-tarefa vai auxiliar a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), responsável pela organização do torneio, assegurando que todas as medidas de proteção e prevenção à pandemia do novo coronavírus sejam cumpridas. Ao todo, cerca de 550 PMs, coordenados pelo Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (Bepe), realizam o patrulhamento dentro e no entorno do estádio.

Público

Apenas pessoas credenciadas pela Conmebol, com limite de até 10% da capacidade do estádio, podem acompanhar a partida. Os credenciados precisam apresentar exame tipo RT-PCR negativo para Covid-19. Haverá, ainda, aferição de temperatura para acesso ao Maracanã. O uso de máscara de proteção será obrigatório durante todo o tempo, inclusive, na parte externa do estádio.

O público pagante não é permitido. Mesmo assim, de acordo com nota divulgada pelo governo, a PM vai monitorar ônibus transportando torcedores nas rodovias, vias expressas, Rodoviária Novo Rio, estações de trem e nos aeroportos RIOGaleão e Santos Dumont.

Os agentes da Operação Verão, que atuam na orla carioca, também estarão mobilizados para acompanhar a movimentação de torcedores. Além disso, haverá policiamento em possíveis pontos de encontro de torcidas.

Partida

Santos e Palmeiras decidem, às 17h (horário de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro, o campeão da edição 2020 da Libertadores. A partida terá transmissão ao vivo da Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz e plantão de Bruno Mendes.

O Palmeiras busca o segundo título continental na história. Em 1999, o Verdão superou o Deportivo Cali (Colômbia) na final e levantou a taça. A equipe da capital paulista ainda esteve em outras três finais (1961, 1968 e 2000). O Santos, que também disputa sua quinta decisão, mira o tetracampeonato, podendo se isolar como a equipe brasileira com mais títulos de Libertadores – hoje, o posto é dividido com São Paulo e Grêmio, ambos também tricampeões. O Peixe levou a melhor em 1962, 1963 e 2011, sendo vice em 2003.

Categorias
Esportes

Incêndio na Arena Castelão altera local da final da Série D

A diretoria de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou, através de nota oficial no início da tarde deste sábado (30), que a primeira partida da decisão da Série D, entre Floresta-CE e Mirassol-SP, foi transferida da Arena Castelão para o Estádio Carlos de Alencar Pinto, em Fortaleza. O horário continua o mesmo: 16h (horário de Brasília). A TV Brasil transmite o jogo ao vivo.

A mudança ocorreu depois de um incêndio na Arena Castelão na manhã deste sábado (30). Aproximadamente às 10h30, uma cabine de rádio do Estádio foi atingida pelas chamas. Os bombeiros da capital cearense controlaram o fogo e as causas do incêndio estão sendo investigadas. Até o início da tarde não havia informação sobre feridos.

A CBF deve se pronunciar ao longo do sábado a respeito do jogo das 19h deste domingo (31) pela 33ª rodada do Brasileirão Série A, entre Ceará e Athletico-PR.

NOTA DA CBF

A Diretoria de Competições da CBF informa que, em função do incêndio que atingiu a Arena Castelão, a Final da Série D, entre Floresta (CE) e Mirassol (SP), prevista para as 16h deste sábado (30), teve o local modificado e será realizada no Estádio Carlos de Alencar Pinto, em Fortaleza (CE), no mesmo horário. Para o jogo deste domingo (31) pelo Brasileirão Assaí – Série A, entre Ceará e Athletico, a decisão será informada ao longo do dia.

Categorias
Esportes

Chapecoense marca aos 51 minutos do segundo tempo e conquista Série B

Em uma última rodada emocionante, a Chapecoense venceu o Confiança por 3 a 1, com um gol de Anselmo Ramon aos 51 minutos do segundo tempo e conquistou o pela primeira vez título da Série B do Campeonato Brasileiro.

O time catarinense precisava derrotar o Confiança e fazer um saldo superior ao do América-MG, caso o Coelho também vencesse sua partida. Em Minas Gerais, o América-MG passou pelo Avaí por 2 a 1. Melhor para a Chapecoense, que lutou até o fim, chegou aos 73 pontos e, com 21 gols de saldo, um a mais que o rival mineiro, saiu da Arena Condá com a taça de campeã

O jogo

A Chape começou fazendo sua parte. Logo aos 3 minutos de jogo, o Verdão do Oeste abriu o placar. Denner recebeu passe de Mike pela direita e tocou na medida para Anselmo Ramon. O camisa 9 dominou dentro da área e chutou no canto direito do goleiro Rafael Santos. Quatro minutos depois quase veio o segundo. Mike apareceu bem novamente e encontrou Denner, que finalizou de primeira, acertando o travessão.

O Confiança só assustou aos 18 minutos. Serginho dominou dentro da área, mas não conseguiu chutar. A bola sobrou para Silva, que soltou a bomba de longe, passando perto do gol de João Ricardo. O time visitante equilibrou a partida e passou a assustar a Chapecoense. Aos 32 minutos, Everton arriscou de fora da área e levou perigo. No fim da primeira etapa, João Ricardo evitou o empate ao defender um chute firme de Serginho.

No segundo tempo, o Confiança empatou aos 9 minutos. Altemar lançou para Reis finalizar com precisão, de cabeça, e deixar tudo igual. A Chape partiu para o tudo ou nada e quase sofreu a virada. Aos 30 minutos, Rafael Vila tocou para Alyson, que apareceu na frente do goleiro João Ricardo, mas chutou em cima do camisa 1.

Aos 33 minutos começou a reação do time campeão e o Verdão do Oeste chegou ao segundo gol. Anselmo Ramon cruzou na área e Perotti, que entrou no decorrer do segundo tempo, apareceu de carrinho para finalizar e fazer 2 a 1.

A Chapecoense marcou novamente aos 41 minutos, com Perotti, mas a arbitragem assinalou impedimento do camisa 77. A equipe do técnico Umberto Louzer não desistiu e foi premiada. Aos 48 minutos, Bruno Silva fez boa jogada, disputou com a zaga, caiu na área e o árbitro assinalou pênalti. Anselmo Ramon cobrou com cavadinha e decretou a vitória: 3 a 1 e o título ficou na Arena Condá.

América-MG x Avaí

Na Arena Independência, o América-MG teve todas as chances de ser campeão da Série B. Depois de um primeiro tempo impecável, o Coelho abriu 2 a 0 com gols de Rodolfo e Ademir. Na segunda etapa, o Avaí melhorou e diminuiu com Getúlio de cabeça. Após o apito final do árbitro, alguns jogadores do América acompanharam os últimos momentos do jogo entre Chapecoense e Confiança e assistiram ao gol de Anselmo Ramon, que deu o título aos catarinenses.

Confira as tabelas de classificação de campeonatos esportivos

Categorias
Esportes

Floresta-CE e Mirassol-SP começam a decidir título da Série D

O acesso à Série C era o primeiro objetivo de Floresta-CE e Mirassol-SP. Alcançada a meta, cearenses e paulistas passaram a sonhar com o título da Série D do Campeonato Brasileiro. Uma conquista de nível nacional que seria inédita para qualquer lado. Neste sábado (30), o Lobo da Vila Manoel Sátiro e o Leão da Alta Araraquarense começam a decidir a competição na Arena Castelão, em Fortaleza, a partir das 16h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Brasil. O duelo de volta será no próximo sábado (6), no mesmo horário, no estádio municipal José Maria de Campos Maia, o Maião, em Mirassol (SP).

O Floresta chega para a decisão como o time que menos perdeu até o momento. Foram só duas derrotas em 22 jogos, com dez vitórias, dez empates e 40 pontos somados. O Mirassol tem números um pouco melhores: 44 pontos e 13 vitórias. Ao longo do mata-mata, o Lobo se acostumou a enfrentar – e eliminar – rivais que estavam à frente dele na pontuação. Foi assim contra Itabaiana-SE na segunda fase, América-RN nas quartas de final e Novorizontino-SP na semifinal.

Mesmo disputando, simultaneamente, a Taça Fares Lopes (que reúne times cearenses e dá ao campeão vaga na próxima Copa do Brasil), o foco do Floresta é a final da Série D. Tanto que, no torneio estadual, o técnico Leston Júnior tem utilizado uma equipe formada por reservas e jogadores da base, poupando a força máxima para a competição nacional. Ainda assim, o Lobo avançou à semifinal da Fares Lopes e o próximo adversário será o Icasa. O primeiro jogo será terça-feira (2 de fevereiro) e o segundo uma semana depois, no dia 9, ambos às 15h30.

O técnico do Floresta não tem desfalques para o duelo contra o Mirassol e deve repetir a formação que bateu o Novorizontino-SP por 2 a 0 no último fim de semana, em São Paulo. O provável Lobo terá: Douglas Dias, Lito, William Goiano, Alisson e Fábio Alves; Jô, Marconi e Thalison; Deysinho, Núbio Flávio e Flávio Torres.

Do lado mirassolense, a aposta principal é a força do ataque, que balançou as redes 47 vezes em 22 partidas da Série D. Com 11 gols, Fabrício Daniel é o protagonista do setor e ainda briga pela artilharia geral da competição. Ele tem um gol a menos que os também atacantes Zé Love (Brasiliense-DF) e Wallace Pernambucano (América-RN). Mas, nos últimos duelos, curiosamente, é outro jogador de frente que tem roubado a cena: João Carlos. Contratado após disputar a Série C pelo Volta Redonda-RJ, ele já fez cinco gols em oito jogos pelo Leão.

É apenas a segunda vez nesta Série D que o Mirassol começa a decidir um confronto fora de casa. A única ocasião em que isso ocorreu foi na segunda-fase, quando os paulistas superaram o Caxias-RS. Após uma derrota por 1 a 0 em Caxias do Sul (RS), o Leão venceu pelo mesmo placar no interior de São Paulo e se classificou nos pênaltis. Nas fases seguintes, o time construiu a vantagem no Maião e a administrou nas partidas de volta, contra Brasiliense, Aparecidense-GO e Altos-PI.

Assim como Leston Júnior, o técnico Eduardo Baptista tem força máxima à disposição. A novidade deve ser a volta do lateral Vinícius, que cumpriu suspensão na vitória por 1 a 0 sobre o Altos, há uma semana, no Piauí. O Leão deve ir a campo com: Jeferson; Vinícius, Danilo Boza, Heitor e Moraes; Daniel, Alisson e Cássio Gabriel; Netto, Fabrício Daniel e João Carlos.

Categorias
Esportes

Glória Eterna: Santos e Palmeiras decidem Libertadores no Maracanã

A constelação de craques que Palmeiras e Santos ostentaram entre os anos 50 e 60 fez com que o encontro entre alviverdes e alvinegros ganhasse o apelido de “Clássico da Saudade”. Seis décadas após embates que reuniam gênios como Ademir da Guia e Dudu de um lado, e Pelé e Coutinho de outro, os rivais paulistas irão protagonizar, provavelmente, o principal embate em mais de cem anos de história. Neste sábado (30), Verdão e Peixe decidem, às 17h (horário de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro, o campeão da edição 2020 da Libertadores. A partida terá transmissão ao vivo da Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz e plantão de Bruno Mendes.

O Palmeiras busca o segundo título continental na história. Em 1999, o Verdão superou o Deportivo Cali (Colômbia) na final e levantou a taça. A equipe da capital paulista ainda esteve em outras três finais (1961, 1968 e 2000). O Santos, que também disputa sua quinta decisão, mira o tetracampeonato, podendo se isolar como a equipe brasileira com mais títulos de Libertadores – hoje, o posto é dividido com São Paulo e Grêmio, ambos também tricampeões. O Peixe levou a melhor em 1962, 1963 e 2011, sendo vice em 2003.

A edição de 2019, vencida pelo Flamengo em Lima (Peru), foi a última com jogos de ida e volta. A final da Liberta nesta tarde no Maracanã será a primeira em jogo único. Quis o destino que o novo formato de decisão de título em solo fluminense fosse 100% brasileira. Apesar de não terem times cariocas envolvidos, Palmeiras e Santos estão longe de serem estranhos naquele que outrora foi o maior estádio do mundo. Ambos já tiveram o gostinho de levantar taças no Maracanã, e mais de uma vez.

Foi no “Maraca” que o Verdão conquistou a Copa Rio de 1951 ao superar a Juventus (Itália). Um feito que o clube entende ter sido o primeiro título mundial de clubes da história e cujo reconhecimento, ainda hoje, é motivo de discussão. Já em 1967, o Alviverde paulista foi campeão da Taça Roberto Gomes Pedrosa (equivalente ao Campeonato Brasileiro da época) ao bater o Náutico na final.

Apesar de o rival deste sábado (30) ter dado a volta olímpica primeiro, o Peixe é quem tem currículo mais campeão no estádio. São oito títulos, sendo quatro brasileiros (1962, 1964, 1965 e 1968), três edições do extinto Torneio Rio-São Paulo (1963, 1964 e 1997) e o principal, o título do Mundial de 1963, o segundo do clube, ao vencer o Milan (Itália), mesmo sem Pelé em campo. Com mais uma taça, o Santos se iguala ao Flamengo como maior detentor de conquistas nacionais e internacionais no Maracanã – o Rubro-Negro tem nove.

O Palmeiras é quem chega com a campanha mais positiva. O Verdão ganhou nove jogos, empatou dois e perdeu somente uma vez, justamente a partida de volta da semifinal, contra o River Plate (Argentina), por 2 a 0, em São Paulo – a vitória por 3 a 0 na ida, em Buenos Aires, foi determinante para a classificação dos paulistas. O Peixe também só tem uma derrota, além de três empates e oito vitórias, sendo a mais recente por 3 a 0 sobre o Boca Juniors (Argentina), em Santos (SP), no segundo duelo entre as equipes, na outra semifinal.

Independente do campeão, uma coisa é certa: pela primeira vez, o “Maraca” será palco da conquista da América por um time brasileiro. A primeira (e até então única) vez que uma equipe do país teve a possibilidade de celebrar o mais importante título sul-americano no estádio foi em 2008, quando Fluminense e LDU de Quito (Equador) fizeram a final, com vitória equatoriana nos pênaltis, após os cariocas terem ganhado no tempo normal por 3 a 1 – na partida de ida, em Quito, havia dado LDU por 4 a 2.

Além de se garantir na edição de 2021 da Libertadores, o campeão será o representante da América do Sul no Mundial de Clubes, que será realizado entre 4 e 11 de fevereiro no Catar. Palmeiras ou Santos entrarão direto na semifinal do torneio, tendo pela frente o vencedor entre Tigres (México) ou Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) no próximo dia 7, no Education City Stadium, em Doha (Catar), às 15h.

Mistério pré-jogo

Sobre os times que irão à campo neste sábado, mistério total, de ambos os lados. Na sexta-feira (29), em entrevista coletiva promovida pelos organizadores da Libertadores, o técnico palmeirense Abel Ferreira deixou no ar uma dúvida no ataque (William Bigode ou Rony) e outra no meio-campo, sobre a escalação de Felipe Melo. O volante se recuperou de uma lesão no tornozelo esquerdo, mas só participou de dois jogos desde que voltou da fratura.

“Tenho sido honesto com a comunicação que tenho feito com vocês desde que cheguei aqui. O Felipe é o mais titular do Palmeiras, com uma experiência muito grande, uma vibração enorme, ajuda dentro e fora de campo. Ele pode ajudar, se vai ser de início ou entrando, cabe a mim decidir. Ele é um colecionador de títulos. Faremos de tudo para acrescentar mais um aos que já possui”, disse o treinador do Verdão.

Do lado santista, o técnico Cuca também evitou confirmar o time que iniciará a partida. A principal dúvida se a escalação terá o volante Sandry ou o atacante Lucas Braga.

“Tivemos fora o [Yeferson] Soteldo nas duas partidas contra o Grêmio [pelas quartas de final]. Nas duas eu joguei com Sandry e Lucas Braga. Então podemos incluir o Soteldo também [entre as dúvidas]. Você pode mudar a forma de jogar, mas não a maneira com que o time joga. Forma é uma coisa, o sistema tático. Mas mesmo mudando as peças, teremos nosso jeito”, comentou Cuca, também em entrevista coletiva, mencionando a possibilidade de não iniciar com o camisa 10 venezuelano.

Caso não tenha surpresas, o Palmeiras deve atuar com Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Zé Rafael, Gabriel Menino e Raphael Veiga; Rony e Luiz Adriano. O Santos, por sua vez, pode ir a campo com: John, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Yeferson Soteldo; Marinho, Kaio Jorge e Lucas Braga.