Categorias
Esportes

Flamengo fecha acordo para venda de Gerson ao Olympique de Marselha

O volante Gerson está de saída do Flamengo. Nesta quarta-feira (9), o Rubro-Negro anunciou um acordo para negociação do jogador de 24 anos para o Olympique de Marselha (França). O clube francês também confirmou o acerto.

As equipes não revelaram os valores da negociação. O site Transfermarkt, especializado em transferências e valores de mercado no futebol, avalia o camisa 8 em 20 milhões de euros (R$ 124 milhões, na cotação atual). É o segundo atleta mais valioso do elenco rubro-negro, atrás somente do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol (26 milhões de euros, ou cerca de R$ 160 milhões).

A janela de transferências do futebol europeu só abre em julho, o que significa que Gerson ainda pode defender o Flamengo até lá. O volante estava com a seleção olímpica masculina na Sérvia, onde realizou dois amistosos, contra os anfitriões (vitória por 3 a 0) e Cabo Verde (derrota por 2 a 1), iniciando ambos os jogos como titular. Ele, inclusive, já deve estar em campo pelo Rubro-Negro nesta quinta-feira (10), às 19h (horário de Brasília), contra o Coritiba, no Couto Pereira, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Contratado em julho de 2019 por 11,8 milhões de euros (R$ 49,7 milhões, na cotação da época), Gerson levantou oito taças em quase dois anos de clube. Foram dois títulos do Campeonato Brasileiro (2019 e 2020), duas Supercopas do Brasil (2020 e 2021), uma Libertadores (2019), uma Recopa Sul-Americana (2020) e dois Campeonatos Cariocas (2020 e 2021).

Categorias
Esportes

Copa do Brasil: Flu visita Bragantino em busca de vaga nas oitavas

Bragantino e Fluminense voltam a se enfrentar nesta quarta-feira (9), pela Copa do Brasil, dessa vez no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). O time carioca entra em campo com vantagem, pois venceu o jogo de ida por 2 a 0, no Maracanã. Já a equipe paulista, precisa, no mínimo, devolver o placar para definir a classificação na cobrança de pênaltis. O duelo começa às 21h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, e comentários de Waldir Luiz e Bruno Mendes. 

“A gente espera um adversário forte e que vai buscar tirar esta diferença”, afirmou Roger Machado, técnico do Tricolor carioca, que não perde há quatro partidas. 

Nesta noite, o Fluminense não que, nesta noite, não vai poder contar com o ter o zagueiro Nino, convocado para a seleção olímpica brasileira.não poderá contar com o zagueiro Nino, convocado para os últimos dois amistosos da seleção olímpica brasileira. Outro desfalque será o meia Cazares. O equatoriano já vestiu a camisa do Corinthians nesta edição da Copa do Brasil e, pelo regulamento, não pode mais defender nenhum clube.

A esperança Fluminense é de que o atacante Fred, em grande fase, balance as redes. Atual artilheiro da competição, com 34 gols, Fred busca empatar Romário,  maior goleador da Copa do Brasil, que marcou marcou 35 vezes.

O Bragantino vem de um empate em 3 a 3 com o Bahia, pela Série A pelo Campeonato Brasileiro. O técnico Maurício Barbieri tem três titulares no departamento médico, além da ausência do meia Claudinho e do goleiro Cleiton, ambos chamados para a seleção olímpica.

“O Tricolor Carioca é favorito porque vem jogando bem e construiu uma boa vantagem no primeiro duelo. O Bragantino pode reverter a situação, mas o time do Barbieri perde muito com a ausência do Claudinho”, analisa Waldir Luiz, comentarista da Rádio Nacional

Categorias
Esportes

Em nota, jogadores da seleção criticam Copa América, mas negam boicote

Os jogadores da seleção brasileira se manifestaram contra a organização da Copa América no Brasil. Na madrugada desta quarta-feira (9), o elenco se pronunciou pelas redes sociais, em uma nota conjunta, criticando a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pela maneira como a entidade se portou após a impossibilidade de sediar o evento na Argentina e na Colômbia, como previsto inicialmente.

Apesar das críticas, os atletas afirmaram que disputarão a competição, que inicia no domingo (13). O Brasil estreia às 18h (horário de Brasília), contra a Venezuela, no Mané Garrincha, em Brasília. Atual campeã, a seleção dirigida por Tite está no Grupo B, ao lado também de Colômbia, Equador e Peru. A convocação para o torneio será anunciada ainda nesta quarta.

No manifesto, os jogadores declararam que não quiseram tornar a discussão sobre a Copa América “política” e que estão insatisfeitos “por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional” com a condução da competição, “fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil”. Eles concluem a nota dizendo que possuem “uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo” e “nunca diremos não à seleção brasileira”.

A expectativa pelo posicionamento dos jogadores era grande desde o anúncio como sede da Copa América. As tradicionais entrevistas coletivas dos atletas nos dias que antecedem as partidas foram canceladas e somente Tite atendeu à imprensa. Sempre que questionado, o técnico se esquivou de responder sobre o assunto.

Categorias
Esportes

Brasil quebra tabu de 35 anos e vence Paraguai pelas Eliminatórias

A seleção brasileira voltou a derrotar o Paraguai fora de casa após 35 anos. Nesta terça-feira (8), os comandados de Tite superaram os anfitriões por 2 a 0 no estádio Defensores del Chaco, na capital paraguaia Assunção, pela oitava rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, em 2022.

O Brasil foi a 18 pontos em seis partidas, na ponta das eliminatórias, seis pontos a frente da vice-líder Argentina. Os quatro primeiros colocados vão direto à Copa do Mundo, enquanto o quinto disputará uma repescagem mundial. Os jogos válidos pela quinta e sexta rodadas do classificatório haviam sido adiados (e ainda não remarcados) devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Tite promoveu mudanças na equipe que superou o Equador por 2 a 0 no Beira-Rio, em Porto Alegre, na última sexta-feira (4). No gol, Ederson assumiu o lugar de Alisson. O meia Lucas Paquetá saiu para o atacante Roberto Firmino sair jogando. Também na frente, Gabriel Jesus foi utilizado na vaga que, no jogo anterior, foi de Gabriel Barbosa.

Os brasileiros precisaram de três minutos para saírem na frente. Lançado pelo lateral Danilo, Gabriel Jesus subiu na direita e cruzou. A bola sobrou para o também atacante Neymar, quase na pequena área, concluir para o gol. Os paraguaios tentaram reagir, mas a melhor oportunidade foi um chute de fora da área do zagueiro Omar Alderete, aos sete minutos, que explodiu no travessão. O escrete canarinho teve oportunidades para ampliar. Nos acréscimos da etapa inicial, o atacante Richarlison balançou as redes, mas em posição de impedimento – o lance foi anulado.

No segundo tempo, o Brasil encontrou mais dificuldades para entrar na área paraguaia. Mesmo assim, criou oportunidades. Aos nove minutos, após escanteio batido por Neymar na direita, o zagueiro Marquinhos cabeceou rente à trave direita. Aos 18, Gabriel Jesus tomou a bola na intermediária e abriu para Neymar na área, pela esquerda. O camisa 10 arrematou cruzado, também muito próximo à trave dos anfitriões.

Aos poucos, o Paraguai foi tomando o controle das ações ofensivas, dificultando a saída de bola brasileira, mas sem criar chances realmente claras. Na melhor delas, aos 41 minutos, o lateral Alberto Espínola teve a chance do empate em uma bola que sobrou na área pela direita, mas parou em Ederson. No contra-ataque, o Brasil liquidou a partida. Nos acréscimos, Neymar avançou pelo meio e rolou na direita para Lucas Paquetá, da entrada da área, chutar cruzado, de primeira, no canto do goleiro Antony Silva, fechando o placar.

O próximo compromisso do Brasil será a Copa América. A estreia é domingo (13), às 18h (horário de Brasília), diante da Venezuela, no Mané Garrincha, em Brasília. A seleção de Tite está no Grupo B da competição, ao lado de Colômbia, Equador e Peru.

Categorias
Esportes

São Paulo atropela 4 de Julho-PI e vai às oitavas da Copa do Brasil

O São Paulo levou um susto com menos de um minuto de jogo, mas fez jus ao enorme favoritismo e eliminou o 4 de Julho-PI na Copa do Brasil. Nesta terça-feira (8), o Tricolor atropelou o Gavião Colorado por 9 a 1, de virada, no Morumbi, na capital paulista, garantindo vaga às oitavas de final da competição. O adversário da próxima fase será definido por sorteio.

Os anfitriões foram a campo precisando reverter a vantagem dos piauienses, que venceram o jogo de ida, há uma semana, por 3 a 2, no Albertão, em Teresina. Na ocasião, o técnico Hernán Crespo optou por escalar o São Paulo com reservas, preservando os titulares para a estreia no Campeonato Brasileiro. No prejuízo, o argentino decidiu ir com força máxima para o jogo desta terça.

Só que antes mesmo do cronômetro completar a primeira volta, o 4 de Julho surpreendeu e saiu na frente. O meia Hiltinho recebeu de Esquerdinha e lançou o também atacante Dudu Beberibe, que bateu na saída do goleiro Tiago Volpi. Aos 11, o lateral Edy arrematou da intermediária e mandou a bola muito perto da trave direita.

Os sustos pararam por aí. O São Paulo tomou as rédeas do jogo e, antes do intervalo, tomou a frente no placar agregado. Aos 16 minutos, Luciano deixou tudo igual. Aos 21, o também atacante Pablo recebeu de Luciano e virou o placar. Aos 30, o lateral Emiliano Rigoni cruzou pela direita e o meia Gabriel Sara fez o terceiro, de cabeça. Aos 41, Esquerdinha tentou descontar em cobrança de falta, mas parou no travessão.

No segundo tempo, o Tricolor desandou a fazer gols. Nos primeiros minutos, o 4 de Julho pressionou e reclamou de um pênalti do lateral Igor Vinícius em Dudu Beberibe. Aos dez, no entanto, Pablo marcou o quarto dos anfitriões, em falha da zaga colorada, esfriando a tentativa de reação piauiense. O quinto saiu aos 17. Após pressionar a saída dos visitantes, Rigoni finalizou e a bola desviou no lateral Chico Bala, enganando o goleiro Jaílson.

Três minutos depois, o zagueiro Bruno Alves, de peixinho, assinalou o sexto. Aos 28, Chico Bala tentou cortar um cruzamento do meia Igor Gomes pela esquerda e acabou mandando nas próprias redes. Aos 37, Pablo marcou o oitavo, sendo o terceiro dele na noite. Aos 44, o camisa 9 aproveitou a sobra de um rebote de Jaílson e deixou Luciano livre para fechar a goleada.

O 4 de Julho volta as atenções para a Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (12), o Gavião Colorado recebe o Imperatriz-MA às 19h (horário de Brasília), na Arena Colorada, em Piripiri (PI), pela segunda rodada do Grupo 2. No domingo (13), às 16h, o São Paulo visita o Atlético-MG pela terceira rodada da Série A do Brasileirão.

Categorias
Esportes

Senado aprova MP que flexibiliza contratação de aeronautas

O Senado aprovou hoje (8) a Medida Provisória 1.029/2021. O texto altera a relação trabalhista dos tripulantes de aeronaves operadas por órgãos públicos. A MP, editada em fevereiro, permite ao poder público contratar empresa para fornecimento de aeronaves tripuladas sem que haja obrigatoriedade de vínculo empregatício entre os tripulantes (aeronautas) e o poder público. O texto segue para promulgação.

Atualmente, as normas determinam que os pilotos e mecânicos de voo devem ter vínculo empregatício com o operador da aeronave, não podendo exercer a atividade de forma terceirizada. A Lei 7.565 de 1986 define que o operador de aeronave é “o fretador que reservou a condução técnica da aeronave, a direção e a autoridade sobre a tripulação”. Dessa maneira, as operações realizadas pelos órgãos e entidades da Administração Pública os colocam na condição de operador, mesmo nas hipóteses de contratação de aeronaves e/ou tripulação nas operações aéreas.

“Como a Lei dos Aeronautas não permite a terceirização da mão de obra, tais operações ficam realmente prejudicadas, sobretudo nos órgãos em que há escassez de aeronaves e tripulação próprias, como bem apontado na Exposição de Motivos que acompanha a medida provisória”, explicou o relator da matéria no Senado, Zequinha Marinho (PSC-PA).

Segundo justificativa da Secretaria-Geral da Presidência, à época da edição da MP, ela é necessária devido à inviabilidade da realização de operações aéreas por órgãos e entidades da administração pública que não detenham no seu quadro de pessoal servidores habilitados em número suficiente para compor a tripulação das aeronaves.

Senadores reclamaram do pouco tempo para discussão do tema. O último dia de vigência da MP era amanhã (9) e haveria pouco tempo hábil para aprovar alterações e ser votada novamente na Câmara. Segundo o próprio relator, o tema merecia tempo para debates. Ele destacou que não houve nenhuma audiência pública sobre o assunto na Câmara ou no Senado.

“Muito embora a terceirização do setor aéreo seja um tema relevante, que mereça um debate mais aprofundado, o ritmo de tramitação das medidas provisórias, especialmente durante a pandemia da covid-19, não permitirá que o tema seja debatido com a profundidade necessária”, disse Marinho.

A MP foi aprovada por 59 votos favoráveis e 16 contrários. Entre esses contrários, está o do senador Paulo Paim (PT-RS), para quem a medida precariza as relações de trabalho da categoria. “Todo mundo sabe que precariza direitos. Se aprofundássemos poderia resguardar o que seria possível. Como não foi, nos obrigamos a votar não”.

Categorias
Esportes

Seleção masculina de rugby é convocada para eliminatórias da Copa

A seleção masculina de rugby foi convocada nesta terça-feira (8) para as eliminatórias da Copa do Mundo da modalidade, que será realizada em 2023, na França. Os brasileiros buscam uma classificação inédita. Um total de 36 jogadores foram chamados para um período de treinos no Núcleo de Alto Rendimento (NAR), em São Paulo. Deles, 23 serão relacionados para as partidas.

Os Tupis, como a equipe é conhecida, estreiam no dia dia 26 de junho, em horário ainda a ser definido, contra o Paraguai, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP). Em seguida, enfrentam o vencedor do confronto entre Chile e Colômbia (11 de julho) e o Uruguai (25 de julho) em um triangular em Montevidéu (Uruguai). Os dois primeiros disputam um playoff contra Estados Unidos e Canadá, ainda sem previsão de data, no qual dois times se classificarão diretamente para a Copa, e o terceiro terá pela frente uma repescagem internacional.

Dos convocados, 28 representaram a franquia brasileira Cobras na Superliga Americana de Rugby (Slar), principal torneio interclubes do continente, e quatro atuam no exterior: Felipe Rosa (Benfica, de Portugal), Lorenzo Massari (Colorno, da Itália), Matteo Dell’Acqua (Valorugby Emilia, da Itália) e Wilton “Nelson” Rebelo (United New York, dos EUA). A comissão liderada por Fernando Portugal e que tem Emiliano Bergamaschi como assistente, foi reforçada por dois treinadores argentinos: Damian Rotondo e Nicolas Fernandes Lobbe.

“Durante a Slar, notamos que precisaríamos de mais olhos para trabalharmos detalhes na preparação dos Tupis. Queríamos também a experiência e conhecimento específico que Nico e Damian possuem, são técnicos que já passaram pelo nosso Sistema de Alto Rendimento, moraram no Brasil e conhecem muitos dos nossos atletas. Outro ponto é que, além de treinarmos a estrutura do jogo, queremos trabalhar o desenvolvimento individual do atleta”, explicou Portugal, ao site da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu).

Categorias
Esportes

Triathlon: Vittoria Lopes e Luísa Baptista estão confirmadas em Tóquio

A Confederação Brasileira de Triatlon (CBTri) e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) confirmaram nesta terça-feira (8) que a dupla Luísa Baptista e Vittoria Lopes está garantida nos Jogos de Tóquio (Japão). As atletas nem precisaram aguardar o término do prazo para obtenção de pontos do ranking olímpico, que seria na próxima segunda (13), pois já não podem mais ser ultrapassadas pelas rivais. 

Luísa (28º no ranking olímpico mundial) e Vittoria (38º) foram medalhistas de ouro e prata, respectivamente, nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019.

Vittoria participou recentemente de dois eventos na Itália e na Inglaterra, finalizando os torneios no top 20. Pelas redes sociais, a atleta comemorou a conquista.

“A primeira meta foi atingida, estarei na largada da prova feminina, no dia 27 de julho, em Tokyo Bay, mas não quero só isso. Não basta participar, eu vou para competir e fazer acima do meu melhor. Não esperem nada menos do que isso de mim. Quero colocar o Brasil na frente, honrar o meu esporte e trazer alegria para o nosso povo em um momento tão difícil”, disse Vittoria, em postagem o Instagram.

Sem competir desde novembro, quando ficou em quarto lugar na etapa de Valência (Espanha) da Copa do Mundo de Triathlon, Luísa Baptista disputa no próximo sábado (12) a etapa do México, da mesma competição. 

Nas últimas três edições da Olimpíada, o Brasil teve apenas representantes femininas:Mariana Ohata em 2008, e Pâmela Oliveira em 2012 e 2016.

O país ainda pode garantir uma vaga masculina na modalidade com Manoel Messias  A CBTri deve definir a classificação nos próximos dias. Até o momento, o Brasil já conta com 246 vagas confirmadas para Tóquio 2020. 

Categorias
Esportes

Atletismo: velocistas fazem índices no 1ª dia de seletiva paralímpica

Começou nesta terça-feira (8) a seletiva que definirá a seleção brasileira de atletismo na Paralimpíada de Tóquio (Japão). No primeiro dia do evento, realizado no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, dois velocistas estabeleceram marcas para representar o país nos Jogos: Christian Gabriel da Costa e Thomaz Moraes. Eles aguardam o fim da seletiva, no próximo dia 19, e a convocação pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para confirmarem as vagas. 

As disputas prosseguem nesta quarta-feira (9), a partir das 9h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no canal do YouTube do CPB e na página oficial da entidade no Facebook. Até sábado (12), a seletiva é voltada aos velocistas. A partir da próxima terça (15), será a vez dos atletas de provas longas e de campo, além do salto em distância.

Christian, que compete na classe T37 (paralisia cerebral), cravou 11s29 nos 100 metros, cinco centésimos mais veloz que o índice exigido (11s34). Thomas, da classe T47 (amputados de braço), correu os 400m em 48s74 e também bateu a marca da categoria (49s).

Já garantido em Tóquio por ter sido campeão mundial em 2019, em Dubai (Emirados Árabes Unidos), Petrúcio Ferreira também participa da seletiva, como forma de preparação para os Jogos. Nesta terça, ele fez 10s42 nos 100m da classe T47, ficando a três centésimos de quebrar o próprio recorde mundial.

“Fiquei muito feliz com o tempo. Durante todo este período de pandemia [do novo coronavírus], precisei me reinventar com treinamentos no sítio, em casa, ou em outros locais adversos. Com um ano e três meses sem competir e fazer esse tempo, mostra que fizemos uma boa preparação e conseguimos manter a minha performance apesar de todos os desafios”, disse Petrúcio ao site oficial do CPB.

O atletismo brasileiro pode ter até 54 representantes em Tóquio. Além de Petrúcio, outros 12 atletas já estão com vaga assegurada graças ao título mundial há dois anos: Daniel Martins (classe T20, deficiência intelectual), Jerusa Geber, Lucas Prado, Thalita Simplicio, Júlio César Agripino, Alessandro Rodrigo (todos T11, cego total), Rayane Soares (T13, baixa visão), João Vitor Teixeira (F37, paralisia cerebral), Beth Gomes (F52), Claudiney Batista (F56), Cícero Valdiran (F57) e Thiago Paulino (F57). Os quatro últimos competem em cadeira de rodas.

Categorias
Esportes

Seleção olímpica vence Sérvia no último desafio antes de Tóquio

 A seleção olímpica masculina (sub-24) de futebol levou a melhor no último compromisso antes da Olimpíada de Tóquio (Japão). Nesta terça-feira (8), o escrete canarinho derrotou a Sérvia por 3 a 0 no estádio Rajko Mitic, o Marakana (em alusão ao Maracanã brasileiro), na capital sérvia Belgrado. A lista dos 18 jogadores que irão a Tóquio 2020 será anunciada no próximo dia 17. Vale lembrar que, entre eles, podem ser chamados até três atletas com mais de 24 anos.

Dominante desde o início do jogo, o Brasil saiu na frente aos 33 minutos do primeiro tempo, com Guilherme Arana, pela esquerda, aproveitando um cruzamento do também lateral Gabriel Menino pela direita e chutando de primeira. Seis minutos depois, o atacante Pedro acertou o travessão depois de uma bola alçada na área por Gabriel Menino. A redonda ainda quicou em cima da linha. Aos 43, novamente pelo alto, o zagueiro Gabriel Magalhães cabeceou praticamente do lado da trave, mas o goleiro Milos Gordic salvou os anfitriões.

Na etapa final, a seleção dirigida por André Jardine continuou melhor e criando oportunidades, mas pecando na finalização. Até que aos 29 minutos, o atacante Malcom lançou Pedro, que driblou o goleiro sérvio e ampliou para os brasileiros. Na sequência, aos 31, Guilherme Arana recebeu do volante Matheus Henrique pela esquerda e cruzou para Pedro concluir e marcar o segundo gol dele.

Reabilitada da derrota por 2 a 1 para Cabo Verde no último sábado (5), também em Belgrado, mas no estádio Partizan, o time olímpico masculino do Brasil só volta a campo pelos Jogos de Tóquio. A seleção está no Grupo D do torneio masculino de futebol, com Costa do Marfim, Arábia Saudita e Alemanha. Os alemães, inclusive, serão os primeiros rivais dos brasileiros, em 22 de julho, no estádio Internacional de Yokohama (Japão).