Categorias
Esportes

Eurocopa: com gol de Thorgan Hazard, Bélgica derrota Portugal

Graças a um gol de Thorgan Hazard, a Bélgica derrotou Portugal por 1 a 0, neste domingo (27) em Sevilha (Espanha), e garantiu vaga nas quartas de final da Eurocopa.

Na próxima fase da competição continental, os belgas medem forças com a Itália, na próxima sexta-feira (2) em Munique (Alemanha) a partir das 16h (horário de Brasília).

Com este resultado, o craque português Cristiano Ronaldo vê chegar ao fim o sonho de alcançar o bicampeonato na principal competição de seleções do Velho Continente.

O gol de da vitória da Bélgica, saiu dos pés de Thorgan Hazard, o irmão menos famoso do camisa 10 Eden Hazard. Aos 41 minutos o camisa 16 acertou um belo chute cruzado para superar o goleiro Rui Patrício.

República Tcheca avança

Quem também garantiu sua vaga nas quartas de final neste domingo foi a República Tcheca, que superou a Holanda por 2 a 0 graças a gols de Schick e Holes.

O próximo compromisso da República Tcheca na competição será no próximo sábado (3), quando pega a Dinamarca, a partir das 13h, em Baku (Azerbaijão).

Categorias
Esportes

Fluminense arranca empate com Corinthians em São Januário

O Fluminense recebeu o Corinthians neste domingo (27) no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o resultado da partida foi um empate por 1 a 1. O placar final acabou sendo positivo para a equipe das Laranjeiras, que atuou grande parte do segundo tempo com um jogador a menos.

Após este jogo, o Tricolor ocupa a 8ª posição da classificação com 10 pontos, já o Timão é o 10º, com nove pontos.

Fluminense e Corinthians fizeram um primeiro muito amarrado, com poucas oportunidades claras de lado a lado. Mas, em jogada de contra-ataque, o atacante Gustavo Mosquito acabou sendo derrubado pelo zagueiro Luccas Claro dentro da área aos 34 minutos. Pênalti indiscutível. Jô foi para a cobrança e abriu o placar.

O placar permaneceu inalterado até o segundo tempo, no qual, logo aos 4 minutos o Fluminense viu sua situação se complicar ainda mais quando o uruguaio Abel Hernández foi expulso após entrar de forma dura em Gabriel.

O técnico Roger decidiu então tirar um meio-campista, Yago, para colocar em campo outro homem de área, Bobadilla. O Tricolor melhorou na partida, e conseguiu igualar aos 24 minutos, quando Egídio avançou pela esquerda e cruzou com perfeição para o equatoriano Cazares marcar de cabeça.

O time das Laranjeiras se animou, e chegou a marcar novamente com Bobadilla em belo chute por cobertura, mas o argentino naturalizado paraguaio recebeu a bola em posição de impedimento. Assim, o jogo terminou mesmo em igualdade.

O Fluminense volta a entrar em campo pelo Brasileiro na próxima quarta-feira (30), quando enfrenta o Athletico-PR. No mesmo dia o Corinthians tem o clássico contra o São Paulo.

Categorias
Esportes

Rugby: Brasil vence primeira na busca por vaga na Copa do Mundo

Na noite do último sábado (26), a seleção brasileira de rugby deu o primeiro passo rumo a uma classificação inédita para a Copa do Mundo da modalidade, que será disputada na França em 2023. Os tupis brasileiros derrotaram o Paraguai por 29 a 0 no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP), na abertura das Eliminatórias.

O destaque brasileiro da partida foi Moisés Duque, que anotou três penais, dois drop kicks (quando o atleta chuta logo após a bola tocar o chão) e duas conversões.

“No início, não conseguimos colocar em prática nosso plano ofensivo e compensamos com um jogo defensivo bem executado. Na segunda etapa, arrumamos melhor a disposição tática e transformamos a diferença física em ações positivas. O objetivo agora é definir melhor essas ações dentro do que acreditamos que somos capazes de produzir em campo”, disse o técnico Fernando Portugal, em declaração enviada pela assessoria de imprensa.

O triunfo diante dos paraguaios foi o primeiro do Brasil na caminhada que visa culminar na vaga para o Mundial. Agora, os tupis terão pela frente um triangular com o Uruguai e o vencedor do duelo entre Chile e Colômbia, que se enfrentam no dia 3 de julho. Esta fase seguinte será jogada em Montevidéu (Uruguai) com o primeiro duelo acontecendo no dia 11, contra este adversário ainda a ser definido e o compromisso seguinte marcado para o dia 25, diante dos donos da casa. Os dois primeiros do triangular se classificam à penúltima etapa das Eliminatórias, que colocará frente a frente os dois melhores da América do Sul e os dois melhores da América do Norte, com duas vagas para a Copa do Mundo em jogo.

Caso o Brasil chegue até esta etapa, mas não consiga se classificar, ainda resta uma última chance: a repescagem mundial contra seleções da Europa, da Ásia/Oceania e da África.

Categorias
Esportes

Renan Dal Zotto convoca seleção para a Olimpíada

O técnico Renan Dal Zotto, que ainda se recupera da internação pelo novo coronavírus (covid-19), divulgou neste domingo (27) a relação com os 12 atletas convocados para defender a seleção brasileira masculina de vôlei na Olimpíada de Tóquio. A relação, baseada na equipe que conquistou o título inédito da Liga das Nações neste domingo, não tem surpresas.

Dal Zotto, que acompanhou a campanha do título à distância, escolheu os seguintes atletas para ir em busca do segundo ouro olímpico consecutivo (e quarto no geral) do vôlei masculino brasileiro: os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza e Isac; os ponteiros Lucarelli, Leal, Maurício Borges e Douglas e o líbero Thales.

Seis dos doze convocados estiveram na campanha do ouro olímpico no Rio, em 2016: Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Maurício Borges e Lucarelli.

O Brasil estreará nos Jogos diante da Tunísia, no dia 24 de julho. Antes disso, a equipe desembarca no Brasil nesta segunda-feira (28) e inicia os treinamentos de preparação para Tóquio no dia 1º de julho, em São Paulo.

Categorias
Esportes

Gramado traiçoeiro ajuda e Juventude derrota Flamengo

A chuva que caiu nos últimos dias em Caxias do Sul acabou sendo determinante para a vitória do Juventude sobre o Flamengo por 1 a 0, na manhã neste domingo (27), na abertura da sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Uma poça de água no gramado do estádio Alfredo Jaconi facilitou o trabalho dos donos da casa, que marcaram com Matheus Peixoto no primeiro tempo. Com o resultado, ambas as equipes possuem nove pontos na tabela. O Rubro-Negro, com mais vitórias, aparece à frente, em oitavo lugar. Já o Juventude é o décimo. O Flamengo fez apenas cinco jogos na competição até agora, já que teve duas partidas adiadas.

Desde o começo, era possível perceber que o gramado do Alfredo Jaconi, castigado pelas chuvas, seria um empecilho para um bom futebol. Havia muitas poças de água. Uma delas foi decisiva para o único gol do duelo. Aos 25 minutos, o lateral-direito Matheuzinho tentou um recuo para Gustavo Henrique, mas a bola rasteira acabou parando em cima da poça. Matheus Peixoto sequer precisou dominar. Ele chutou de primeira e estufou as redes do goleiro Diego Alves.

Menos habituado a jogar nestas condições, o Flamengo, atual bicampeão brasileiro, demorou a se encontrar na partida. No segundo tempo, a equipe conseguiu enfim levar mais perigo ao gol defendido por Marcelo Carné. Bruno Henrique acertou a trave, Filipe Luís e Rodrigo Muniz criaram boas chances e o atacante Pedro passou muito perto com um chute rasteiro da entrada da área.

O Juventude, no entanto, conseguiu se segurar e garantir o triunfo por 1 a 0. Depois de não vencer nas primeiras quatro rodadas da competição, o time gaúcho, que retornou à primeira divisão neste ano, emendou três jogos sem perder, com duas vitórias.

Na próxima rodada, a equipe dirigida por Marquinhos Santos faz o clássico local contra o Grêmio, também no Alfredo Jaconi, na quarta-feira (30). Já os comandados de Rogério Ceni entram em campo apenas no dia seguinte. O Flamengo visita o Cuiabá na Arena Pantanal.

Categorias
Esportes

Série D: Boavista derrota Bangu e assume liderança do Grupo 7

Em confronto que contou com transmissão da TV Brasil na tarde deste domingo, o Boavista foi até o estádio Moça Bonita e venceu o Bangu por 2 a 0, pela quarta rodada do Grupo 7 da Série D. Com o resultado, a equipe de Saquarema segue invicta e pulou provisoriamente para a liderança da chave, com oito pontos, à espera do desfecho do jogo entre Cianorte e Madureira (uma vitória do time carioca o coloca em primeiro lugar, com os mesmos oito pontos). Os gols da partida foram marcados por Jefferson Renan e Luís Felipe.

O período decisivo do jogo aconteceu na reta final da primeira etapa. Aos 41, Jefferson Renan completou o cruzamento rasteiro da esquerda para as redes, já na pequena área, para abrir o placar. Quatro minutos depois, Luís Felipe fez bela jogada individual pelo lado direito, passando por dois marcadores antes de acertar um belo chute no canto esquerdo do gol defendido por Isaac.

No segundo tempo, o Bangu buscou diminuir a desvantagem, mas acabou esbarrando no goleiro Klever, sem conseguir furar o bloqueio adversário.

A equipe da Zona Oeste do Rio de Janeiro segue sem vencer na competição, com apenas dois pontos em quatro partidas, no último lugar do grupo 7. O próximo adversário do Bangu é o Madureira, fora de casa, no próximo domingo, dia 5. Já o Boavista recebe o Cianorte na véspera.

Outros jogos da Série D:

Grupo 3
ABC 0 x 2 Atlético-CE
Central 0 x 1 Campinense

Grupo 6
Rio Branco-ES 0 x 3 Ferroviária

Grupo 8
Juventus-SC 0 x 0 Rio Branco-PR
Aimoré 1 x 3 Cascavel

Categorias
Esportes

Brasil bate Polônia e conquista Liga das Nações de vôlei

Em um duelo recheado de rivalidade, com duas das equipes mais vitoriosas do vôlei mundial nos últimos anos, o Brasil se impôs e, de virada, venceu a Polônia por 3 a 1 (22-25, 25-23, 25-16 e 25-14) e conquistou o inédito título da Liga das Nações, em Rimini (Itália). De quebra, ainda viu o oposto Wallace ser escolhido o MVP (jogador mais valioso) da competição, ao lado do polonês Bartosz Kurek.

Brasil e Polônia possuem uma história entrelaçada nos últimos anos, com vantagem para os poloneses em confrontos decisivos. Eles conquistaram os dois últimos títulos mundiais (2014 e 2018) justamente em finais contra o Brasil, além de terem tirado do Brasil a possibilidade de subir ao pódio na Liga das Nações de 2019, quando venceram a disputa pelo terceiro lugar. Por outro lado, os brasileiros se sagraram campeões olímpicos em 2016, sem cruzar com os poloneses no caminho.

Neste domingo, na bolha montada em Rimini, os poloneses deram trabalho no primeiro set, vencendo por 25 a 22. Mas o que poderia ter se desenhado como mais um episódio de domínio da Polônia sobre o Brasil acabou se tornando uma afirmação da equipe comandada na quadra por Carlos Schwanke (o técnico Renan Dal Zotto, ainda se recuperando da internação por covid-19, acompanhou a equipe no Brasil).

Nos três sets seguintes, o Brasil recuperou o bom vôlei que o fez registrar a melhor campanha da competição, sobrando principalmente no terceiro e no quarto sets, sem dar chances para o adversário, que anotou apenas 30 pontos no total. Wallace, com 22 pontos, foi a principal arma brasileira na final.

Wallace foi coroado com o prêmio de MVP, que dividiu com Kurek. Outros três brasileiros entraram para a seleção do campeonato: o ponteiro Leal, o central Maurício Souza e o líbero Thales.

Na terceira edição do torneio, o Brasil enfim alcançou seu primeiro título da Liga das Nações de vôlei. No entanto, na Liga Mundial, competição que precedeu o novo campeonato, a seleção brasileira ganhou mais títulos do que qualquer outro país. Foram nove troféus, o último deles conquistado em 2010.

Categorias
Esportes

Olimpíada: com 13 anos, Rayssa Leal é a caçula da delegação brasileira

Modalidade que estreia no programa da Olimpíada, o skate ganha, dia a dia, cada vez mais popularidade. E uma das responsáveis é a maranhense Rayssa Leal, de apenas 13 anos. A caçula da delegação brasileira em Tóquio encoraja, com sua trajetória, meninas e meninos a praticarem o esporte.

Rayssa Leal garantiu sua vaga em Tóquio durante o Mundial de Street, disputado em Roma (Itália) em junho. Ela foi a única brasileira a subir no pódio da competição, garantindo a medalha de bronze.

O Brasil é um dos destaques do skate, e em Tóquio será representado no street por Pâmela Rosa, Leticia Bufoni, Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo e Giovanni Vianna, além de Rayssa. Já no park, a seleção brasileira é formada por Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Luizinho Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas.

Sendo um dos principais nomes de uma modalidade que é vista como uma esperança de medalhas olímpicas, a maranhense de 13 anos conquistou o respeito dos moradores de sua cidade. “Aqui na cidade muita gente olhava o skate de uma forma negativa. Após o mundial e a vaga olímpica eles começaram a olhar de uma forma positiva, o que é muito bom”, disse Rayssa em entrevista ao Tarde Nacional – Amazônia.

Com mais de 600 mil seguidores no Instagram, a skatista compartilha vídeos de seus treinos. Além disso, é pelas redes sociais que recebe mensagens de crianças e jovens que se inspiram nela: “Isso me faz não querer desistir do skate. É muito gratificante saber que muitas meninas e meninos, que queriam andar de skate e não podiam, conseguiram após mostrarem meus vídeos para os pais”.

A maranhense aproveita para mandar um recado para aqueles que pensam que o skate é um esporte apenas para meninos: “Estamos nas Olimpíadas provando que o esporte não é só para eles. As meninas arrasam também”.

O skate estreia em Tóquio no dia 25 de julho, com a disputa do street masculino. No total serão 80 skatistas buscando a glória olímpica.

* Colaboração de Thamiris Teza (estagiária) sob supervisão de Verônica Dalcanal.

Categorias
Esportes

Fluminense recebe Corinthians em busca de recuperação no Brasileiro

Fluminense e Corinthians se enfrentam, a partir das 16h (horário de Brasília) deste domingo (27) no estádio de São Januário, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após perder a invencibilidade na competição na última quarta-feira (23), ao perder de 1 a 0 para o Atlético-GO, o Tricolor das Laranjeiras, com nove pontos, busca a retomada das vitórias.

Para bater os paulistas, o técnico Roger aposta na recuperação da estabilidade da equipe e na diminuição de erros. O lateral Calegari, que saiu de campo durante a última partida sentindo um desconforto, está recuperado e irá para o jogo. Por outro lado, Samuel Xavier, que entrou no lugar de Calegari em Goiânia, ainda sente dores na coxa esquerda e será desfalque. Ainda sem a definição do time, uma provável escalação tem Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê; Gabriel Teixeira (Kayky), Caio Paulista e Fred.

Pelo lado corintiano, a vitória de 2 a 1 sobre o Sport no meio da semana deixou o Timão com oito pontos. Com o resultado, o técnico Sylvinho obteve o primeiro resultado positivo em casa.

Antes disso, atuando fora de casa, a equipe do Parque São Jorge já tinha superado o América-MG como visitante por 1 a 0, além de empatar sem gols com o Bahia e ficar no 1 a 1 com o Palmeiras.

Já atuando em casa, o Timão tem duas derrotas, para o Atlético Goianiense e para o Bragantino. Um dos atletas que devem seguir recebendo chances do comandante alvinegro é o centroavante Jô. Ele marcou o segundo gol do time de São Paulo na última vitória, o 55º gol com a camisa do Corinthians, o que o torna o maior goleador do clube no século ao lado de Dentinho.

Uma provável escalação do Corinthians para a partida é: Cássio; Fágner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo, Gabriel e Vitinho (Roni); Gustavo Mosquito, Jô e Mateus Vital (Xavier).

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Fluminense e Corinthians ao vivo com a narração de André Luiz Mendes, os comentários de Mário Silva e o plantão de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional, a partir das 15h30, aqui:

Categorias
Esportes

Copa América: já classificado para as quartas, Brasil enfrenta Equador

Já classificado para as quartas de final da Copa América, o Brasil enfrenta o Equador, neste domingo (27) a partir das 18 (horário de Brasília) no estádio Olímpico do Goiânia, pela 5ª rodada do Grupo B da Copa América.

Em um contexto muito favorável (na qual lidera a chave com nove pontos em três partidas), o técnico Tite promoverá algumas mudanças na formação inicial da equipe. Uma já está confirmada, o volante Douglas Luiz, que entra no lugar de Fred para fazer sua estreia na competição.

“Vou dar o meu melhor para ajudar a seleção. A gente veste uma camisa muito pesada na nossa seleção, temos que entrar em campo para ganhar todos os jogos. O resultado é consequência do nosso trabalho. Temos que jogar bem para poder vencer. Esse é o nosso lema”, declarou o jogador em entrevista coletiva concedida no último sábado (26).

Segundo o técnico Tite, também em entrevista, os dois jogadores apresentam características diferentes: “O Douglas é um jogador mais de força, sustentação maior, finalização de média distância, bola longa de inversão, bom pé, passe. O Fred é um jogador mais móvel, articulador, que dá ritmo, transição curta muito rápida”.

Além de Douglas Luiz, outros dois atletas devem ter oportunidades nesta partida, o lateral Emerson e o atacante Vinícius Júnior. Com isso, o Brasil deve entrar em campo com a seguinte formação: Alisson; Emerson, Éder Militão, Marquinhos e Renan Lodi; Fabinho, Douglas Luiz e Everton Ribeiro; Richarlison, Neymar e Vinícius Júnior.

Em busca da classificação

Se o Brasil chega em situação confortável, o Equador ainda busca sua classificação. Com apenas dois pontos em três partidas, a La Tri terá um desfalque na busca de sua primeira vitória na competição, o meio-campista Damián Diaz, que testou positivo para o novo coronavírus (covid-19).

Assim, caso o técnico Gustavo Alfaro mantenha a formação adotada na última partida na competição (empate de 2 a 2 com o Peru), o Equador deve entrar em campo da seguinte forma: Galíndez; Ángelo Preciado, Arboleda, Hincapié e Estupiñán; Jhegson Méndez, Moisés Caicedo, Franco, Mena (Jordy Caicedo) e Ayrton Preciado; Campana.