Categorias
Esportes

Seleção de rugby derrota Japão no adeus aos Jogos de Tóquio

A seleção feminina de rugby de 7 encerrou, na última sexta-feira (30) no Estádio de Tóquio, a participação na Olimpíada de Tóquio (Japão) com uma vitória de 21 a 12 sobre o Japão.

Com este resultado, as Yaras (como a seleção brasileira é conhecida) ficaram com a 11ª posição na classificação final do evento.

A vitória brasileira foi construída com tryes (que valem cinco pontos cada) de Marina Fioravanti, Bianca Silva e Raquel Kochhann, além de duas conversões (valendo dois pontos cada uma) de Isadora Cerullo e Raquel Kochann.

Categorias
Esportes

Olimpíada: no hipismo CCE, Brasil fecha adestramento em 11º

O cavaleiro Carlos Parro, montando Goliath, fechou a participação nacional no adestramento do hipismo Concurso Completo de Equitação (CCE) na Olimpíada de Tóquio (Japão). Na noite desta sexta-feira (30), no Parque Equestre, o brasileiro ficou com -36,10 pontos, 63,9% de aproveitamento.

No final dessa etapa, o Brasil encontra-se em 11º lugar com -103 pontos, computando também os resultados de Marcelo Tosi e Genfly, -39,10 pontos, 38,5%, e do conjunto Rafael Losano com Fuiloda G, -36 pontos.

A Grã Bretanha lidera com -78,30 pontos, seguida pela Alemanha (-80,40 pontos) e Nova Zelândia (-86,40 pontos), entre um total de 15 países.

A 2ª fase do Concurso Completo começa com o cross-country, nesse sábado (31), a partir das 19h45 (horário de Brasília), com 63 participantes. Na segunda-feira (2) acontece a prova de salto final por equipes e no individual, a partir das 5h, com 25 participantes.

Categorias
Esportes

Cruzeiro empata em casa com Londrina e Mozart pede demissão

O Cruzeiro empatou em 2 a 2 com o Londrina, na noite desta sexta-feira (30) no estádio do Mineirão, e deixou a zona do rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Porém, o resultado acabou levando ao pedido de demissão do técnico Mozart, após a Raposa ficar, pela nona partida seguida, sem vitória.

Jogando em casa, o Cruzeiro chegou a abrir o placar com Bruno José. Porém, ainda no primeiro tempo, o Londrina virou o marcador graças a gols de Matheus Bianqui e Douglas Santos. Na etapa final o time mineiro conseguiu o empate final graças a gol de Marcelo Moreno.

Com a igualdade, a Raposa alcançou a 16ª posição da classificação com 13 pontos, mas podendo retornar ao Z4 no decorrer da atual rodada. Já os visitantes chegaram à 15ª posição, com a mesma pontuação. Diante de mais um resultado negativo, o técnico Mozart deixou o comando da Raposa.

Categorias
Esportes

Thiago Braz garante vaga na final do salto com vara em Tóquio

O campeão olímpico no salto com vara Thiago Braz segue vivo na briga pelo bicampeonato. O brasileiro alcançou a marca de 5,75 metros (m) na noite desta sexta-feira (30) no Estádio Olímpico e se garantiu na final da prova na Olimpíada de Tóquio (Japão).

“Vamos para a final com boas expectativas, mas espero conseguir fazer um bom salto na final. A qualificação é sempre nervosa, mas acabou dando tudo certo. Na final, espero fazer um ótimo salto. Tudo depende do início de prova, de sentir o ambiente e aquela sensação da final, fora ajustar o aquecimento. A minha cabeça está voltada para repetir os ótimos saltos que fiz nos treinos, tentar ao máximo não errar nenhuma tentativa e, se eu precisar me adaptar, que eu consiga o mais rápido possível”, declarou Thiago ao Comitê Olímpico do Brasil (COB) após a prova.

Augusto Dutra, o outro brasileiro na prova, acabou ficando fora das finais ao só alcançar a marca de 5,65 m. A decisão será na próxima terça-feira (3), a partir das 7h20.

Final no lançamento de disco

No lançamento do disco, Izabela da Silva conseguiu a marca de 61,52 m no Grupo B, e se garantiu entre as finalistas com o 12º lugar. As outras duas brasileiras na prova acabaram eliminadas. Após conseguir reverter uma suspensão por doping às vésperas dos Jogos, Fernanda Borges participou do Grupo A e ficou no 10º lugar da chave com 57,9 m. No mesmo grupo, Andressa de Morais, na última chance, conseguiu sua única marca válida, 58,9 m, mas não foi o suficiente para avançar.

A final do lançamento de disco será na próxima segunda-feira (2), a partir das 8h.

Desclassificação nos 800 m

O representante brasileiro nos 800 m, Thiago André completou o percurso em 1min47s75, ficando em último na bateria e não seguindo adiante. “Estávamos planejando correr para 1min46s alto, mas acabou sendo 1min45s baixinho. Esse ano corri para 1min44s92, quase o meu 100%. Os atletas que venceram hoje são olímpicos, com medalha em Mundial, e têm os méritos deles”, disse o atleta.

400 m com barreiras

Na prova dos 400 m com barreiras, Chayenne Silva não conseguiu passar da primeira eliminatória. A carioca de apenas 21 anos, a mais jovem da seleção na modalidade, finalizou em último lugar na segunda bateria com 57s55. Ketiley Batista, campeã sul-americana da prova, acabou fechando a quarta bateria dos 100 m com barreiras em último lugar, com o tempo de 13s40.

Categorias
Esportes

Ana Patrícia e Rebecca perdem, mas avançam no vôlei de praia

As brasileiras Ana Patrícia e Rebecca foram derrotadas pelas norte-americanas Kelly Claes e Sarah Sponcil por 2 sets a 1 (parciais de 17/21, 21/19 e 15/11), nesta sexta-feira (30) no Parque Shiokaze, no vôlei de praia da Olimpíada de Tóquio (Japão).

Mesmo com este revés, as brasileiras garantiram a classificação para as oitavas de final como uma das melhores terceiras colocadas da fase inicial, graças ao sets average.

<blockquote class=”twitter-tweet”><p lang=”pt” dir=”ltr”>🏐🏖<br><br>Nossas 4 duplas estão classificadas para as oitavas de final 😎<br><br>Agora o negócio começa a ficar sério.<br><br>📸 Wander Roberto/COB <a href=”https://t.co/CXpYiNR73X”>pic.twitter.com/CXpYiNR73X</a></p>&mdash; Time Brasil (@timebrasil) <a href=”https://twitter.com/timebrasil/status/1421288352901259264?ref_src=twsrc%5Etfw”>July 31, 2021</a></blockquote> <script async src=”https://platform.twitter.com/widgets.js” charset=”utf-8″></script>

“No primeiro set fomos muito bem, no segundo estávamos bem, mas entrou uma sequência de pontos delas que não esperávamos, em erros que normalmente não cometemos. Aconteceu e temos de entender e melhorar para o próximo. E, no tie break, começou com uma diferença de três pontos evitáveis, que tomamos decisões erradas. Não desistimos, tentamos buscar, mas reconhecemos que podemos jogar melhor”, afirmou Ana Patrícia ao Comitê Olímpico do Brasil (COB) após a partida.

* Corrigido às 23h08 com a informação de que as brasileiras garantiram a classificação para as oitavas como uma das melhores terceiras colocadas.

Categorias
Esportes

Olimpíada: Bruno Fratus alcança final dos 50 m livre da natação

O brasileiro Bruno Fratus garantiu vaga na final dos 50 metros (m) livre da Olimpíada ao terminar a primeira semifinal da prova na segunda posição, com tempo de 21s60, nesta sexta-feira (30) no Centro Aquático de Tóquio.

Na sua semifinal, Fratus ficou apenas atrás do francês Florent Manaudou, que nadou em 21s53. No geral, o brasileiro foi o terceiro melhor (empatado com o grego Kristian Gkolomeev), atrás apenas do atleta da França e do norte-americano Caeleb Dressel, o mais rápido entre todos com o tempo de 21s42.

A final da prova dos 50 m livre acontece no próximo sábado (31), a partir das 22h30 (horário de Brasília).

Categorias
Esportes

Marcus D´Almeida se despede da Olimpíada em 9º no tiro com arco

O arqueiro carioca Marcus D´Almeida perdeu para o italiano Mauro Nespoli por 6 a 0 nas oitavas de final do tiro com arco da Olimpíada de Tóquio (Japão).

Quarto colocado nos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro), o europeu foi muito superior na disputa. Agora, o italiano aguarda o vencedor do duelo entre o alemão Florian Unruh e o canadense Crispin Duenas nas quartas de final.

Com o resultado, o brasileiro finalizou o torneio em 9º lugar, igualando o melhor desempenho da história do país, que era da Ane Marcelle, nos Jogos de 2016.

Categorias
Esportes

Coritiba tira invencibilidade do Náutico na Série B

O Coritiba derrotou o Náutico por 3 a 1, na noite desta sexta-feira (30) no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Com o triunfo na 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coxa tirou a invencibilidade do Timbu e chegou aos 28 pontos.

Mesmo com a vitória o Coritiba segue na vice-liderança, com dois pontos a menos do que o Náutico, mas tendo disputado apenas 14 jogos. O Timbu tem 30 pontos em 15 jogos.

O primeiro gol da noite fria no Paraná saiu aos 32 minutos de jogo com o atacante Igor Paixão, que aproveitou rebote de chute no travessão para marcar. Aos 40, Waguininho ampliou após receber excelente passe em profundidade do meia Robinho. Aos 23 da etapa final, o Náutico diminuiu com Matheus Carvalho. Mas, aos 35, o artilheiro Léo Gamalho cabeceou para fechar o placar.

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o Goiás na sexta-feira (6). Um dia depois, o Náutico recebe o Confiança.

Categorias
Esportes

Série B: Goiás vence Operário-PR e assume vice-liderança

O Goiás derrotou o Operário-PR por 1 a 0, na tarde desta sexta-feira (30) no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O único gol do jogo foi marcado por Rezende, aos quatro minutos do segundo tempo. Após cobrança de falta na área, David Duarte ajeitou e o volante chutou para marcar.

Com os três pontos, o time do Centro-Oeste subiu três posições na tabela e agora é o vice-líder da competição com 26 pontos. Já o Fantasma é o 8º com 21 pontos.

Os dois times voltam a jogar na próxima sexta-feira (6), quando o Goiás visita o Coritiba no Couto Pereira, enquanto o Fantasma vai até Belém enfrentar o Remo.

Categorias
Esportes

Olimpíada: por vaga na semifinal, seleção pega Egito no futebol

Brasil e Egito se enfrentam na manhã deste sábado (31), a partir de 7h (horário de Brasília) no Estádio de Saitama, pelas quartas de final do torneio de futebol masculino da Olimpíada de Tóquio (Japão).

O técnico André Jardine ainda não confirmou a equipe titular para esse confronto, mas a tendência é que a única mudança em relação ao time que venceu a Arábia por 3 a 1 seja o retorno do volante Douglas Luiz, que cumpriu suspensão, na vaga de Matheus Henrique. Assim, a seleção deve ter a seguinte formação: Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho; Antony, Matheus Cunha e Richarlison.

O camisa 10 da seleção é, inclusive, o artilheiro isolado da competição com cinco gols marcados. Em entrevista coletiva, o atacante avaliou o próximo compromisso do Brasil: “Deve ser um jogo muito difícil. Ainda mais como as equipes vêm jogando contra o Brasil. Estão vindo por uma bola, como nos últimos dois jogos. Vimos a dificuldade que é penetrar na defesa adversária, então, é estar focado nesses últimos três jogos porque é agora que vale tudo mesmo”.

Líder do Grupo D na primeira fase, o Brasil pega agora os africanos, que ficaram na segunda colocação do Grupo C. Nos três jogos na competição, contra Espanha, Argentina e Austrália, o Egito sofreu apenas um gol. Para superar essa forte defesa, Richarlison aposta na força do conjunto brasileiro: “Aqui temos um grupo muito forte, onde todos os atletas são destaques nos seus clubes. Qualquer um que jogar entre os 11 vai dar conta do recado. Quem tem entrado na segunda parte tem nos ajudado muito. Nesse último jogo, por exemplo, saíram dois gols após as substituições”.

Esse será o quinto confronto entre as equipes olímpicas dos dois países. O histórico aponta dois empates e uma vitória para cada lado. O primeiro encontro foi justamente na última vez em que os Jogos Olímpicos foram sediados em Tóquio, no Japão, em 1964, e deu empate em 1 a 1. Em 2003, no Torneio Internacional do Catar, ocorreu outro empate por 1 a 1. Nos Jogos de 2012 (Londres), a seleção brasileira triunfou por 3 a 2. O último duelo ocorreu em novembro de 2020, em amistoso no Cairo, e acabou com vitória dos donos da casa por 2 a 1.

Passando de fase, o Brasil pega o vencedor de Coreia do Sul e México nas semifinais. Do outro lado da chave, os duelos são Japão e Nova Zelândia e Espanha contra Costa do Marfim.