Categorias
Esportes

Copa do Brasil: Avaí e Athletico-PR empatam em jogo de ida em SC

O Avai empatou em 1 a 1 com o Athletico-PR nesta quinta-feira (3), na Ressacada, em Florianópolis, e adiou para a próxima quarta (9) a decisão da vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. O segundo e último jogo da terceira fase da competição será na Arena da Baixada, em Curitiba. Quem vencer, passa de fase. Como o gol fora de casa não serve mais de critério de desempate no torneio, qualquer igualdade em Curitiba levará a definição da vaga para as penalidades. 

Na casa do time catarinense, quem abriu o placar foi o Furacão, com o atacante Renato Kayzer. E foi um gol bem esquisito. Aos 34 minutos da etapa inicial, depois do bate e rebate dentro da área, a zaga do Avaí deu um balão para afastar o perigo, mas a bola bateu no avante do Athletico e foi para o fundo das redes. Antes disso, no primeiro tempo, a partida teve pouca emoção. Aos quatro, depois da falha do goleiro do Avaí, Kayzer driblou um adversário, mas bateu em cima do goleiro. E, aos 25, Carlos Eduardo bateu de esquerda, mas Glédson do Avaí fez a defesa com segurança.

Na etapa final, o cenário da partida teve pouca alteração. Os paranaenses seguiram com um leve domínio do jogo, mas sem criar grandes oportunidades. Até que aos 29 minutos, os donos da casa arrancaram o empate. O atacante Jonathan recebeu passe na área e girou para acertar um belo chute cruzado.

O próximo compromisso do Furacão será no domingo (6) contra o Juventude, em Caxias do Sul (RS), pela Série A do Campeonato Brasileiro. Também no domingo (6), o Leão da Ilha encara em casa o Vila Nova, pela Série B. 

Categorias
Esportes

Fora de casa, Inter bate Vitória e abre vantagem na Copa do Brasil

Na noite desta quinta-feira (3), o Internacional superou o Vitória por 1 a 0 no Barradão, em Salvador, com um gol de pênalti de Thiago Galhardo, na primeira partida terceira fase da Copa do Brasil. Reultado bom para o time gaúcho que depende apenas de um empate na próxima quinta (10), no Beira-Rio, em Porto Alegre, para assegurar a classsificação às oitavas de final da competição. Já o time baiano terá de vencer por, pelo menos dois gols de diferença para seguir adiante no torneio. Se devolver devolver o placar de hoje, a definição da vaga ser na cobrança de pênaltis. 

O primeiro tempo foi de muita lentidão e pouco futebol das duas equipes. O Rubro-Negro baiano ameaçou apenas aos 34 minutos. O atacante Guilherme Santos recebeu na direita, cortou para o meio e mandou um belo chute no ângulo. Mas o goleiro gaúcho Daniel saltou e evitou o gol. A melhor chance do Inter aconteceu aos 38 minutos. O meia Edenílson recebeu sozinho quase na marca do pênalti, mas pegou muito mal na bola e mandou longe do gol.

Logo na abertura da etapa final, o Colorado quase marcou. Depois da escorada do centroavante Yuri Alberto, Taison achou Caio Vidal livre na área. O jovem atacante, cara a cara com o goleiro Ronaldo, desperdiçou a chance. Aos 27 minutos, já com várias alterações nas duas equipes, saiu o gol do Colorado. O artilheiro Galhardo foi derrubado pelo zagueiro Wallace Reis. O próprio avante do time de Porto Alegre bateu no meio do gol e definiu a vitória da equipe gaúcha. Em vantagem, o Inter ainda conseguiu mais uma bela oportunidade. Taison, aos 34, chutou de longe e, depois do desvio na zaga, a bola bateu na trave. Aos 39 minutos, o lateral Roberto, do Vitória, foi derrubado na área, mas o árbitro mandou o lance seguir. Os baianos reclamaram muito, mas o placar não mudou. A vitória foi mesmo dos gaúchos por 1 a 0.    
O Colorado pega o Fortaleza fora de casa no domingo (6) pela Série A do Campeonato Brasileiro. Já o Vitória volta a campo na segunda (7) contra o Náutico, em Salvador, pela Série B.

Categorias
Esportes

Copa do Brasil: Cruzeiro supera Juazeirense e fica perto das oitavas

O Cruzeiro venceu a Juazeirense por 1 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte, nesta quinta-feira (3) e ficou mais perto da classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Na próxima quarta (9), no segundo e último jogo da terceira fase, a Raposa precisará apenas de um empate para avançar. O duelo será às 19h (horário de Brasília), no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA). Como o gol fora de casa não é mais critério de desempate na competição, qualquer vitória por um gol de diferença da Juazeirense levará o duelo aos pênaltis. Se o time baiano superar a equipe mineira por dois ou mais gols, carimba a vaga nas oitavas. 

O Cruzeiro, maior vencedor da história da Copa do Brasil, com seis títulos, começou pressionando. Antes do primeiro minuto, o atacante Bissoli quase marcou de cabeça depois de cruzamento de Cáceres. Só que, aos poucos, a Juazeirense, integrante da Série D do Campeonato Brasileiro, foi ganhando espaço. Aos oito, o meia Tony Galego chutou cruzado da entrada da área e, por muito pouco, não abriu o placar. Aos 38, o outro meia, Clébson, mandou de primeira no rebote de um escanteio e obrigou o goleiro Fábio do Cruzeiro a fazer uma bela defesa. Logo na sequência, aos 42, Clébson de novo. Ele chutou forte por cima do gol dos mineiros. A bola passou com muito perigo.

No segundo tempo, a Raposa, que participa pela segunda temporada seguida da Série B do Brasileiro, conseguiu criar mais chances. Aos 17, o meia Bruno José quase marcou um golaço de bicicleta. E, no minuto seguinte, ele mesmo balançou as redes. Depois do cruzamento da esquerda do Guilherme Bissoli, o meia completou para o gol. Aos 31, o volante Rômulo só não marcou o segundo porque a bola desviou no zagueiro Mineiro. Três minutos depois, foi a vez do atacante Airton. Depois do cruzamento da direita, ele mandou de carrinho para fora. A bola passou raspando a trave do goleiro Rodrigo Calaça.

O próximo duelo do Cruzeiro será pela segunda rodada da Série B do Brasileiro contra o CRB, no domingo (6), no Mineirão. No mesmo dia, a Juazeirense estreia na Série D contra a Itabaiana.

Categorias
Esportes

Vôlei de praia: brasileiras avançam às oitavas na República Tcheca

Das cinco duplas brasileiras de vôlei de praia que entraram em quadra nesta quinta-feira (3) na etapa de Ostrava (República Tcheca) do Circuito Mundial, apenas Ágatha e Duda (PR/SE) e Talita e Taiana (AL/CE) venceram os dois compromissos de hoje e avançaram diretamente às oitavas de final de sexta-feira (04). Nesta sexta (4), elas voltam à quadra às 11h40 (horário de Brasília). A competição está sendo transmitida ao vivo no canal da Federação internacional de Voleibol (FIVB, sigla em francês), no Youtube. A etapa Ostrava é a penúltima quatro estrelas – segunda mais importante do Circuito Mundial –  antes da Olimpíada de Tóquio. 

Já com presença garantida nos Jogos Olímpicos, Ágatha e Duda começaram vencendo as donas da casa Williams e Stochlova, por 2 sets a 0 (parciais de 21/17 e 21/13). Na sequência, repetiram os 2 sets a 0 diante das alemãs Schneider e Bieneck, com parcias de 21/15 e 21/17.

Talita e Taiana, vôlei de praia
Talita e Taiana, vôlei de praia

Talita e Taiana disputam as oitavas de final da etapa Ostrava do Circuito Mundial nesta sexta (4), às 11h40, assim como Ágatha e Duda – Pavel Lebeda (sport-pics.cz)

Talita e Taiana também triunfaram contra as russas Dabizha e Rudykh, por 2 sets a 0 (21/11 e 21/09. No segundo jogo, nova vitória por 2 sets a 0.. Dessa vez, sobre as espanholas Liliana e Elsa, com parciais de 21/14 e 21/15.

“Jogamos muito focadas e conseguimos manter um ritmo muito bom de saque. Isso facilitou muito para nosso sistema defensivo. Jogar aqui na República Tcheca é sempre muito interessante”, lembrou Talita em depoimento à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Enquanto isso, Bárbara e Carol foram superadas no primeiro duelo do dia pelas alemãs Borger e Sude: as adversárias ganharam por 2 sets a 1 (18/21, 21/15 e 10/15). Na segunda partida, a dupla brasileira superou as russas Frolova e Voronina, por 2 a 0 (21/13 e 21/10). A dupla disputará a repescagem nesta sexta(4), às 8h30. 

As duplas brasileiras masculinas,  André e George (ES/PB), e Alison e Álvaro Filho (ES/PB) não foram bem nos jogos de hoje.  André e George perderam para os poloneses Fijalek e Bryl, por 2 a 0 (15/21 e 14/21). Já Alison e Álvaro Filho caíram para os russos Liamin e Myskiv,  por 2 a 1 (12/21, 21/17 e 14/16). Os brasileiros fazem o segundo jogo da chave nesta sexta (14): André e George às 5h40, e Alison e Álvaro às 6h30. 

Categorias
Esportes

Brasileiro Feminino: Palmeiras segue invicto com vitória sobre Inter

Mesmo já garantido nas quartas de final, o Palmeiras não diminui o ritmo na primeira fase da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. Nesta quinta-feira (3), as Palestrinas derrotaram o Internacional por 3 a 2 no Sesc Campestre, em Porto Alegre, pela 12ª rodada da competição. As alviverdes permanecem como único time invicto até o momento.

O triunfo recolocou as paulistas na liderança do Brasileiro, agora com 30 pontos, dois a frente do Corinthians, que conclui a rodada mais tarde, às 18h (horário de Brasília), no clássico com o São Paulo, no Centro de Formação de Atletas tricolor, em Cotia (SP). As gaúchas, apesar de estacionadas nos 21 pontos e da queda para o sétimo lugar, estão em situação confortável na zona de classificação, sete pontos à frente do Flamengo, primeiro time fora do G8, com nove a serem disputados.

O Verdão precisou de um minuto para sair na frente. Em contra-ataque, a atacante Ottilia foi lançada pela meia Ary Borges, às costas da marcação, e bateu na saída de Vivi. Sete minutos depois, a goleira colorada evitou o segundo gol palmeirense duas vezes. Primeiro, travou a bola nos pés de Ottilia, após cruzamento da atacante Bia Zaneratto pela esquerda. No rebote, a lateral Thais finalizou quase na pequena área, para outra grande defesa da camisa 1.

Palmeiras 3  x 2  Internacional, Brasileiro Feminino - Ottília é a da DIREITA. -  Fabi Simões, jogadora do Inter - em 03/06/2021
Palmeiras 3  x 2  Internacional, Brasileiro Feminino - Ottília é a da DIREITA. -  Fabi Simões, jogadora do Inter - em 03/06/2021

A atacante palestrina Ottília  (à direita) precisou de apenas um minuto para abrir o placar na vitória do Verdão sobre o Inter, por 3 a 2, no Sesc Campestre, em Porto Alegre – Mariana Capra/Internacional/Direitos reservados

As anfitriãs equilibraram a partida e quase igualaram aos 19 minutos, em chute no travessão da atacante Mileninha. O Palmeiras, no entanto, foi mais eficiente. Aos 30, Bia Zaneratto cruzou pela esquerda e Ottilia, mais uma vez, mandou para as redes. A missão das Gurias Coloradas ficou ainda mais difícil pouco antes do intervalo, com a expulsão da meia Djeni pelo segundo cartão amarelo.

Mesmo com uma a menos, o Inter manteve o duelo parelho e descontou aos 27 minutos. Após cabeçada de Bia Zaneratto defendida por Vivi, a meia Mari Pires puxou contra-ataque e lançou Fabi Simões. A atacante (que é lateral de ofício) avançou em direção à área, driblou a goleira Jhully e mandou para as redes.

Aos 41 minutos, porém, a arbitragem viu toque de mão da zagueira Sorriso, na área, ao tentar cortar um cruzamento rasteiro de Ary pela esquerda. Bia Zaneratto converteu a penalidade, marcando o 11° gol dela na competição. As gaúchas não desistiram e ainda diminuíram mais uma vez aos 45, com Fabi Simões aproveitando falha de Jhully, encoberta pela quicada da bola no gramado, e completando para a meta vazia. A reação terminou aí.

Em duelo simultâneo, Real Brasília e Minas Brasília empataram por 1 a 1 no estádio Ciro Machado do Espírito Santo, o Defelê, na capital federal. O resultado foi ruim para ambos. As Leoas do Planalto, com 14 pontos e sem vencer há sete jogos, estão em décimo lugar, três pontos atrás do Avaí/Kindermann, oitavo colocado e último time na zona de classificação. As Minas, com oito pontos, estão em 14°, na zona de rebaixamento, a um ponto do Botafogo, primeira equipe fora do Z4.

O Real saiu na frente aos 12 minutos. A atacante Dani Silva escapou pela direita e recuou para a meia Camila Pini arriscar de primeira, de fora da área, e marcar um golaço, encobrindo a goleira Karen. O Minas empatou o clássico aos 22 minutos, com a atacante Nenê aproveitando lançamento na cara de Flávia Guedes e batendo na saída da goleira.

O resultado beneficiou a Santos e Ferroviária, que asseguraram classificação às quartas de final. As equipes também se enfrentaram nesta quinta-feira, na Arena Barueri, com triunfo das Guerreiras Grenás por 2 a 1. Foi a quarta vitória seguida do time de Araraquara (SP). A Ferrinha assumiu o quarto lugar, de forma provisória, com 23 pontos, aguardando o resultado do São Paulo diante do Corinthians para saber se permanece na posição ou se termina a rodada em quinto. Com 24 pontos, as Sereias da Vila seguem em terceiro, podendo ser ultrapassadas pelo Tricolor em caso de vitória em Cotia.

Aos dois minutos do primeiro tempo, a meia Rafa Mineira cruzou pela direita, a bola parou no travessão e a volante Luana aproveitou a sobra para abrir o marcador em favor da Ferroviária. Aos 45 da etapa final, a meia Aline Milene cobrou falta com perfeição no canto esquerdo da goleira Michelle, aumentando a vantagem grená. As santistas descontaram no ataque seguinte. A volante Brena ficou cara a cara com a goleira Luciana e rolou à esquerda para a lateral Bruninha concluir para o gol vazio.

Categorias
Esportes

Após disputa acirrada, Brasil perde para França na Liga das Nações

A seleção brasileira masculina de vôlei sofreu nesta quinta-feira (3) o primeiro revés na Liga das Nações, em Rimini (Itália). Após três vitórias consecutivas, o Brasil perdeu para a França,3 sets a 0 (37/39, 18/25 e 28/30). Os ponteiros Leal e Lucarelli foram os maiores pontuadores no lado verde e amarelo, com 12 acertos cada um. A equipe volta à quadra nesta sexta (04), contra o Japão, às 8h (horário de Brasília). 

“Acredito que a França teve seus méritos na vitória por ter saído de uma situação complicada no começo do primeiro set. Isso deu a eles uma motivação extra saindo da adversidade. Pecamos um pouco na finalização de contra-ataques e isso nos custou o primeiro set. Tentamos ao máximo, nunca falta nem faltará a entrega dos jogadores dentro de quadra”, disse o técnico interino Carlos Schwanke. em depoimento ao site da Confederação Brasileira da modalidade (CBV). 

Sob comando de Schwanke – enquanto o treinador Renan Dal Zotto se recupera da covid-19 – o Brasil superou Argentina, Estados Unidos e Canadá na semana passada. 

Após ficar hospitalizado por 36 dias, Dal Zotto falou ontem (2) pela primeira vez, em postagem no Instagram, como está a reabilitação da covid-19 após a internação. 

Categorias
Esportes

Olimpíada de Tóquio: COB apresenta uniformes oficiais do Time Brasil

A 50 dias da abertura de Tóquio 2020, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) lançou nesta quinta-feira (3) os uniformes oficiais do Time Brasil que serão utilizados durante os Jogos no Japão. A entidade aproveitou a data redonda para o início do evento para veicular um desfile protagonizado por dez atletas olímpicos, previamente gravado, no Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro. O desfile completo está disponível o Canal Olímpico.

“Hoje, misturei bermuda de treino com camisa de pódio. E já vou deixar registrado que quero usá-la lá também. O uniforme de treino precisa ser confortável como esse”, disse Rosângela Santos, recordista sul-americana dos 100m rasos e medalhista olímpica em Pequim 2008.

Rosângela Santos, atletismo, desfile de uniformes, Tóquio 2020, olimpíada, time brasil, apresentação
Rosângela Santos, atletismo, desfile de uniformes, Tóquio 2020, olimpíada, time brasil, apresentação

A velocista Rosângela Santos e outros nove atletas olímpicos desfilaram com os uniformes do Time Brasil para a Olimpíada de Tóquio (Japão) – Alexandre Loureiro/COB/Direitos Reservados

Além da velocista, participaram do desfile  Aldemir Junior (Atletismo); Allan do Carmo (Maratonas Aquáticas); Gabrielle Roncatto (Natação); Hugo Calderano (Tênis de mesa); Laura Miccuci (Nado Artístico); Luisa Borges (Nado Artístico); Milena Titoneli (Taekwondo); e Nathália Almeida (Natação).  além de Cassius Duran, colaborador do COB e atleta olímpico de saltos ornamentais.

As 39 mil peças – calças, agasalhos, camisas, bermudas, tops, bonés, bolsas e calçados – foram produzidas pela empresa chinesa Peak Sports.

“Estamos muito felizes com o resultado. São roupas que atendem aos requisitos técnicos para enfrentar o calor e a umidade do Japão, mas com um importante toque de brasilidade e modernidade, através do jogo com as cores da nossa bandeira”, explicou Manoela Penna, diretora de Comunicação e Marketing do Comitê, em depoimento ao COB.

Categorias
Esportes

Roland Garros: Bruno Soares avança às oitavas do torneio de duplas

O brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray avançaram nesta quinta-feira (3) às oitavas de final de duplas de Rolang Garros, em Paris (França). A parceria Brasil-Reino Unido se classificou após derrotar a dupla formada pelo austríaco Oliver Marach e do paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 6/1, após uma hora e meia de jogo.

“Foi uma grande atuação. Bem melhor e bem diferente da primeira rodada, jogamos muito mais confiantes e executamos as coisas melhor. Muito feliz mesmo. O primeiro set foi muito disputado, com chances para os dois lados. O 5/5 foi o momento mais importante, nós salvamos alguns break points e dali crescemos muito no jogo, ganhamos 8 dos últimos 9 games e matamos o jogo em dois sets”, avaliou o mineiro após o jogo, em depoimento à assessoria de imprensa.

Nas oitavas de final, a dupla de Bruno Soares, atual número 12 do ranking de duplas da ATP,  enfrentará os vencedores do duelo desta sexta (4), entre entre o alemão Krawietz e o romeno Tecau e Lu Yen, de Taiwan, e o japonês Nishioka. 

Atual vice-campeão de Roland Garros, Bruno vai em busca do título inédito e do quarto troféu de Grand Slam (torneios mais importantes do tênis). Além do título no US Open em 2020 com Pavic, Bruno também foi campeão do Australian Open e do US Open em 2016, ambos com Jamie Murray.

Categorias
Esportes

Tênis de mesa: Brasil terá sexta decisiva em seletiva paralímpica

A seletiva paralímpica do tênis de mesa para os Jogos de Tóquio (Japão) não começou bem para os brasileiros. Os quatro atletas do país em Lasko (Eslovênia) foram superados nas partidas em que atuaram nesta quinta-feira (3). Três (Jennyfer Parinos, Paulo Henrique Fonseca e Cláudio Massad) ainda nutrem esperança de avançar ao mata-mata, enquanto Ecildo Lopes não tem mais chances de classificação. Apenas o campeão de cada uma das dez classes ganha vaga na Paralimpíada. A competição é transmitida ao vivo pelo canal oficial do evento no YouTube.

Parinos será a primeira representante brasileira a definir o futuro na seletiva. Na madrugada desta sexta-feira (4), às 4h (horário de Brasília), ela enfrenta a alemã Lena Kramm e precisa ganhar para se classificar à semifinal da classe 9 feminina com a segunda melhor campanha do Grupo B. Medalhista de bronze por equipes na Paralimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, a paulista foi derrotada pela russa Olga Komleva por 3 sets a 0 (7/11, 4/11 e 5/11) na estreia.

Pelo Grupo B da classe 7 masculina, Fonseca encara o argentino Aleksy Kaniuka às 6h, também com necessidade de vitória. O catarinense largou com derrota por 3 sets a 0 (7/11, 9/11 e 4/11) para o alemão Jochen Wollmert. Mais cedo, às 5h20, Massad tem o iraquiano Abdulrahman Shafeeq pela frente no jogo que vale o segundo lugar do Grupo C da classe 10 masculina e a classificação para o mata-mata. Na estreia, o paulista perdeu do montenegrino Luka Bakic por 3 a 0 (7/11, 4/11 e 9/11), que já se garantiu na fase seguinte.

Lopes, que compete na classe 4 masculina, não tem mais chances de avançar no Grupo D, após derrotas para o sul-coreano Kim Gyujeong por 3 a 2, de virada (12/10, 8/11, 11/7, 9/11 e 12/14), e para o iraquiano Muntadher Al Sarraji por 3 a 0 (5/11, 9/11 e 6/11). O potiguar de 57 anos se despede da seletiva nesta sexta, às 6h, diante do tcheco Filip Nachazel.

O Brasil tem dez atletas garantidos em Tóquio pelo ranking mundial ou por terem conquistado a medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Lima (Peru), em 2019. Entre as mulheres, estão confirmadas Cátia Oliveira (classe 2), Joyce Oliveira (4), Lethícia Lacerda (8), Danielle Rauen (9) e Bruna Alexandre (10). A equipe masculina, até o momento, tem Welder Knaf (classe 3), Paulo Salmin, Israel Stroh (ambos 7), Luiz Manara (8) e Carlos Carbinatti (10) assegurados. A delegação, portanto, ainda pode chegar a 13 atletas disputando medalhas na capital japonesa, conforme os resultados da seletiva.

Categorias
Esportes

Atlético-GO bate Corinthians de novo e sai na frente na Copa do Brasil

O Atlético-GO mostrou o porquê de ser um dos visitantes mais indigestos do Corinthians na Neo Química Arena. Nesta quarta-feira (2), o Dragão atingiu a terceira vitória sobre o Timão em quatro jogos no estádio alvinegro. Desta vez, por 2 a 0, no duelo de ida do confronto pela terceira fase da Copa do Brasil.

Foi o segundo triunfo rubro-negro seguida na arena corintiana. O anterior havia sido no último domingo (30), por 1 a 0, pela rodada de abertura do Campeonato Brasileiro. A vitória desta quarta, por sua vez, aproxima o clube goiano das oitavas de final – e de uma premiação de R$ 2,7 milhões.

Para reverter a desvantagem no confronto, o Timão tem de vencer por três ou mais gols de diferença o jogo de volta, na próxima quarta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. O Atlético se classifica até se perder por um gol de saldo. Em caso de empate no placar agregado, a decisão será nos pênaltis.

Ter a posse da bola por mais de 60% do tempo nem de perto significou superioridade para o Corinthians. Antes mesmo da metade da primeira etapa, o Atlético já vencia por 2 a 0. Aos nove minutos, o lateral Dudu recebeu do meia João Paulo pela direita e cruzou para o atacante Ronald abrir o placar na pequena área. Dez minutos depois, Ronald subiu em contra-ataque pela direita, entrou na área e rolou para João Paulo mandar para as redes, aumentando a vantagem.

A única chance dos anfitriões no primeiro tempo foi uma cabeçada do meia Ángelo Araos, após cruzamento do meia Ramiro, defendida pelo goleiro Fernando Miguel. O cenário não mudou depois do intervalo. O Corinthians tinha a bola, mas com dificuldades para escapar das duas linhas de marcação do Atlético. Na bola aérea, Mateus Vital até assustou aos 12 minutos, mas Fernando Miguel evitou o gol na cabeçada do atacante.

A missão alvinegra ficou mais difícil aos 17 minutos, quando o lateral Fagner travou o contra-ataque com falta em cima do atacante Zé Roberto e foi expulso pelo segundo amarelo. Aproveitando a vantagem numérica, os goianos quase ampliaram aos 32. Primeiro, o goleiro Cássio salvou um arremate de Pablo Dyego, frente a frente com o atacante. Em seguida, o atacante Lucão cabeceou no travessão. Com o duelo sob controle, o Dragão administrou o resultado.

Antes do reencontro, os times mudam a chave para o Brasileiro. Neste sábado (5), às 19h, o Atlético recebe o São Paulo no Antônio Accioly. No domingo (6), às 16h, o Corinthians visita o América-MG no Independência, em Belo Horizonte.

O América, aliás, também esteve em campo nesta quarta e não saiu do zero com o Criciúma, no Independência, no primeiro jogo do confronto pela terceira fase da Copa do Brasil. Em caso de nova igualdade na partida de volta, na quarta que vem, às 21h30, no estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC), a decisão será nos pênaltis.

O Coelho teve a chance de abrir o placar logo aos dois minutos, em pênalti sofrido por Ademir, mas o também atacante Rodolfo desperdiçou a cobrança, chutando à direita da meta. O duelo seguiu truncado no primeiro tempo, sem chances claras de gol. Na etapa final, o goleiro Gustavo salvou uma finalização do atacante Ribamar, da entrada da área, aos 33 minutos. Sem contar o pênalti, foi a melhor oportunidade da partida.

Se o América joga com o Corinthians no domingo, o Criciúma enfrenta o São José-RS no mesmo dia, às 18h, no estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre, pela segunda rodada do Grupo B da Série C do Brasileirão.