Categorias
Esportes

Série A: Internacional vence Palmeiras na despedida de D’Alessandro

Foram 517 jogos, 95 gols, sete títulos estaduais, duas Recopas Sul-Americanas e uma Libertadores. Vestindo a camisa do Internacional, Andrés D’Alessandro escreveu uma das mais belas histórias de um jogador estrangeiro no futebol do Brasil. Neste sábado (19), o meia de 39 anos se despediu do Colorado como ele queria: com vitória no Beira Rio. O time gaúcho bateu o Palmeiras por 2 a 0, pela 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro e assumiu o quarto lugar, com 44 pontos, ultrapassando o próprio Verdão (41), que caiu para sexto.

D’Alessandro era cotado para sair jogando, mas o técnico Abel Braga optou pelo jovem meia Praxedes, de 20 anos, que vinha sendo titular antes de integrar a seleção brasileira sub-20. Aos 41 minutos da etapa final, o argentino entrou em campo no lugar do meia Patrick. Ao pisar no gramado, recebeu do volante Rodrigo Dourado a braçadeira de capitão. O sistema de som do vazio Beira Rio ecoou as músicas que a torcida canta em homenagem ao camisa 10.

Emocionado, D’Ale foi cumprimentado e erguido pelos companheiros após o apito final, além de receber o carinho da família e assistir a um vídeo com momentos dele vestindo a camisa do Inter e depoimentos de atuais e antigos parceiros de equipe. Em breve discurso, o meia agradeceu à torcida colorada pelo apoio ao longo dos 12 anos em que atuou pelo clube.

Inter decide na eficiência

O primeiro tempo foi truncado, com o Palmeiras tendo a posse na maior parte do tempo (54%), mas finalizando uma vez, sem perigo, e cometendo o dobro de faltas do adversário. O Inter, mais reativo, foi também mais perigoso. Aos dez minutos, após cruzamento do lateral Moisés da esquerda, cabeçada de Rodrigo Dourado e grande defesa do goleiro Weverton, a bola sobrou para o meia Edenilson, na pequena área, concluir para o gol vazio. O Colorado quase ampliou em escorada do atacante Thiago Galhardo aos 23 minutos, por cima da meta.

Na etapa final, as equipes mostraram mais ímpeto ofensivo. Especialmente o Palmeiras, que, em 15 minutos, criou cinco situações de gol, sendo duas com o volante Gabriel Menino, uma com o lateral Matías Viña e duas com os meias Zé Rafael e Gustavo Scarpa – que acabaram sendo travadas pela zaga colorada. O Inter respondeu aos 16, em cabeçada de Thiago Galhardo que resvalou no travessão antes de sair. Aos 21, o travessão salvou os gaúchos de gol contra do zagueiro Victor Cuesta, após cruzamento do lateral palmeirense Mayke.

O Alviverde seguiu pressionando. Dos 23 aos 33 minutos, foram mais quatro oportunidades, todas com finalizações imprecisas. Na máxima do “quem não faz, toma”, o Inter chegou ao segundo gol. Aos 37 minutos, o atacante Yuri Alberto foi lançado por Edenilson, ganhou da marcação na velocidade e tocou por cima de Weverton para ampliar. O Colorado administrou a vantagem a partir daí, dando tempo para D’Alessandro dar os últimos trotes e passes como jogador do clube gaúcho.

Sem D’Ale, o Colorado volta a campo no outro domingo (27), às 16h (horário de Brasília), contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 27ª rodada do Brasileiro. No mesmo dia, às 18h15, o Palmeiras recebe o Red Bull Bragantino no Allianz Parque, em São Paulo. Antes disso, nesta quarta-feira (23), o Verdão joga em casa contra o América-MG, às 21h30, no duelo de ida do confronto pela semifinal da Copa do Brasil.

Confira a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro

Categorias
Esportes

Damiris brilha e Vera Cruz leva o bi do Paulista Feminino de Basquete

O Vera Cruz Campinas conquistou na noite deste sábado (19) o bicampeonato paulista de basquete feminino ao derrotar o Ituano por 92 a 57 no ginásio Paineiras, em Campinas (SP). O título coroa uma campanha quase perfeita, com 12 vitórias e apenas uma derrota. Com o cancelamento da edição 2020 da Liga de Basquete Feminino (LBF) após apenas três partidas realizadas – o torneio foi suspenso devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) -, o Estadual evitou que a temporada passasse em branco para os times de São Paulo.

A ala-pivô Damiris foi a cestinha da noite, com 20 pontos, sendo também eleita a MVP ( Most Valuable Player na sigla em inglês, cuja tradução é jogadora mais valiosa) da decisão. Ela é vinculada ao Minnesota Lynx, da WNBA (liga norte-americana de basquete feminino), onde foi uma das principais jogadoras na última temporada. Damiris foi contratada pelo Vera Cruz somente para a disputa do Paulista, onde pôde se manter em atividade antes da próxima edição da liga dos Estados Unidos.

“Estou muito feliz de ter voltado e ajudado o Vera Cruz a conquistar o bicampeonato paulista. Foi uma semana emocionante. Passou um filme na cabeça, de ter reencontrado as amigas, de voltar ao Brasil, disputar uma final de Campeonato Paulista. Quero parabenizar as equipes que fazem o basquete feminino acontecer”, disse Damiris, após a partida, à transmissão da Federação Paulista de Basquete (FPB).

A equipe campineira teve o controle do jogo desde o primeiro quarto. No intervalo, a vantagem já era de 16 pontos. Ao fim do terceiro período, a diferença aumentou para 23 pontos. Nos 10 minutos finais, o Vera Cruz disparou ainda mais, definindo a partida com 39 pontos de frente.

Categorias
Esportes

Série A: com um a menos, Grêmio busca empate com Sport no Recife

O empate por 1 a 1 entre Sport e Grêmio, pela 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, agradou mais aos gaúchos do que aos pernambucanos. Com a igualdade deste sábado (18) na Ilha do Retiro, no Recife, o Leão foi aos 29 pontos e pode encerrar o fim de semana um só ponto a frente da zona de rebaixamento. O Tricolor acumula 42 pontos e permanece no G-6, independente do resultado de Internacional e Palmeiras, que se enfrentam pela rodada.

Como há quatro dias, na goleada por 4 a 1 sofrida para o Santos pela Libertadores, o Grêmio sofreu com a dificuldade de transformar posse de bola (quase 70%) em lances de perigo e com os espaços deixados para o contra-ataque rival. Aos nove minutos, uma veloz troca de passes culminou no primeiro gol do Sport. O meia Lucas Mugni abriu na direita, o lateral Patric cruzou e o atacante Dalberto abriu o placar. A melhor chegada tricolor foi uma cabeçada por cima do atacante Diego Churín, aos 40 minutos, após bola alçada na área.

O Rubro-Negro voltou melhor do intervalo e perdeu duas boas chances em dez minutos. Uma com Mugni, que não alcançou uma bola desviada pelo zagueiro Iago Maidana na pequena área. Outra com o meia Thiago Neves, em chute perigoso. Para dificultar a missão gremista, o zagueiro Walter Kannemann foi expulso ao receber o segundo amarelo. Mesmo com um a menos, o Tricolor igualou aos 27, em pênalti marcado com auxílio do árbitro de vídeo (VAR) e convertido pelo atacante Pepê. Dali em diante, os times pouco se agrediram e o placar não se alterou.

O Sport só volta a jogar pelo Brasileirão no próximo sábado (26), às 19h (horário de Brasília), contra o lanterna Goiás, no estádio da Serrinha, em Goiânia. O Grêmio entra em campo no dia seguinte (27), às 20h30, para encarar o Atlético-GO em casa, pela 27ª rodada. Antes, o Tricolor tem compromisso pela semifinal da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (23), às 21h30, a equipe recebe o São Paulo, em Porto Alegre, no jogo de ida do confronto.

Confira a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro

Categorias
Esportes

Série B: Náutico domina Sampaio e respira na luta contra o descenso

O Náutico ganhou fôlego na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (19), o Timbu derrotou o Sampaio Corrêa por 1 a 0, em partida movimentada no estádio dos Aflitos, no Recife, pela 30ª rodada da competição.

O time alvirrubro foi a 32 pontos, assumindo o 17º lugar, ainda no Z-4. A equipe tem a mesma pontuação do Paraná, primeira equipe fora da zona de rebaixamento, que fica à frente por ter uma vitória a mais. Os paranaenses ainda jogam nesta rodada – segunda-feira (21), às 17h30 (horário de Brasília), contra o Brasil de Pelotas, em Curitiba. Os pernambucanos torcem por um tropeço do Tricolor para terem a chance de sair da zona de rebaixamento na próxima rodada.

A derrota nos Aflitos foi péssima para o Sampaio, que chega a quatro jogos sem vencer na Série B. Com 45 pontos e na quinta posição, a Bolívia Querida está quatro pontos atrás do Juventude, quarto colocado e último time na zona de acesso à primeira divisão. A equipe maranhense ainda pode ser ultrapassada se o Guarani (43 pontos) superar o Figueirense no domingo (20), às 18h15, em Campinas (SP).

Durante o primeiro tempo, uma pessoa que trabalhava na partida passou mal e foi atendida pela ambulância designada para o estádio. Após cerca de 15 minutos de paralisação, o jogo foi retomado, com as duas equipes demonstrando mais ímpeto ofensivo. Melhor em campo, o Náutico teve ao menos três boas chances, com os atacantes Paiva e Bryan e o zagueiro Camutanga. Os dois últimos pararam em defesas do goleiro Gustavo.

Na etapa final, o Sampaio teve a primeira oportunidade, em cabeçada do atacante Caio Dantas que passou rente ao gol. O Timbu respondeu duas vezes, com o meia Jean Carlos, mas Gustavo levou a melhor. O goleiro não teve a mesma sorte aos 22 minutos, quando Camutanga, de cabeça, enfim balançou as redes. O Náutico quase ampliou, aos 39 em escanteio fechado batido por Jean Carlos, que quase surpreendeu Gustavo. A Bolívia Querida pouco conseguiu fazer para empatar.

O Náutico volta a campo na terça-feira (22), às 21h30, contra o Cuiabá, novamente nos Aflitos. Na quarta-feira (23), às 19h, o Sampaio Corrêa tenta a recuperação diante do Guarani, no estádio Castelão, em São Luís. Os duelos são válidos pela 31ª rodada da Série B.

Cuiabá se firma no G-4

Na sexta-feira (18) à noite, o Cuiabá garantiu mais uma rodada no G-4 ao derrotar o Operário-PR na Arena Pantanal, em Cuiabá, por 2 a 0. Gols do meia Rafael Gava e do atacante Jenison. Com a vitória, o Dourado foi aos 50 pontos, na terceira posição da Série B, cinco pontos a frente do Sampaio. O Fantasma é o 12º, com 38 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Brasil de Pelotas na segunda-feira.

Confira a tabela completa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Categorias
Esportes

Vila Nova se recupera e aumenta jejum do Santa Cruz na Série C

O Vila Nova conquistou a primeira vitória na segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (18), o Tigre visitou o Santa Cruz no Arruda, em Recife, e venceu o duelo por 2 a 1. Os goianos foram a três pontos no Grupo C, assumindo a segunda posição, enquanto os pernambucanos seguem com apenas um ponto, em quarto e último lugar. Os dois primeiros da chave asseguram o acesso à Série B e o líder faz a final contra a melhor campanha do Grupo D.

A partida marcou o retorno do técnico Márcio Fernandes ao Vila Nova, onde foi campeão da Série C em 2015. A equipe visitante abriu o marcador aos 24 minutos do primeiro tempo, em cabeçada do atacante Henan. O também atacante Rafhael Lucas ampliou aos 32 da etapa final, em chute de fora pouco depois de entrar em campo. Dois minutos depois, o atacante Victor Rangel, de cabeça, ainda diminuiu para o Tricolor – que apesar de ter a melhor campanha geral, chegou a sexta partida seguida sem vencer.

Os times voltam a campo no próximo sábado (26). O Santa Cruz visita o Ituano no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), às 19h (horário de Brasília). O Vila Nova também joga fora de casa. Às 21h, enfrenta o Brusque no estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC).

Confira a classificação da Série C do Campeonato Brasileiro.

Categorias
Esportes

Série D: Goiânia busca empate e segura pressão do Novorizontino

Ninguém saiu em vantagem no confronto entre Goiânia-GO e Novorizontino-SP pelas oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (19), as equipes ficaram no 1 a 1 no estádio Olímpico da capital goiana, em jogo transmitido ao vivo pela TV Brasil. Galo Carijó e Tigre se reencontram no próximo domingo (27), às 18h (horário de Brasília), no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP). Em caso de novo empate, a decisão da vaga às quartas de final será nos pênaltis.

Balançar as redes cedo era tudo que o Novorizontino queria. Aos seis minutos, o meia Pereira recebeu na intermediária pela esquerda, escapou da marcação e chutou no canto direito do goleiro Weverton, abrindo o placar. Em vantagem, o time paulista passou a cadenciar a partida, que tinha iniciado em ritmo intenso. Aos 19 minutos, o Tigre quase ampliou: Guilherme Queiroz fez o pivô na área e rolou para o também atacante Cléo Silva finalizar por cima. Nos acréscimos, Pereira acertou a trave esquerda do Goiânia, em cobrança de falta.

Goiânia e Novorizontino se enfrentam pela Série D 2020. Goiânia e Novorizontino se enfrentam pela Série D 2020.

Pereira marcou o gol do Novorizontino, mas o Goiânia chegou ao empate. – Maria Paula Laguna/ Assessoria Novorizontino

O Novorizontino perdeu nova chance logo aos quatro minutos do segundo tempo. Após boa troca de passes, Guilherme Queiroz recebeu cruzamento da direita mas pegou mal na bola, próximo à pequena área. A punição pelos gols perdidos veio dois minutos depois. O meia Anthony cobrou escanteio na esquerda, a defesa do time paulista ficou parada e o zagueiro Dedé testou com força para as redes, igualando para o Goiânia. O Tigre tentou acelerar a partida novamente e até teve mais oportunidades, mas pecou na finalização, parando também nas defesas de Weverton.

Goiânia e Novorizontino lutam por uma vaga nas quartas de final da Série D.Goiânia e Novorizontino lutam por uma vaga nas quartas de final da Série D.

Goiânia e Novorizontino duelam na primeira partida das oitavas de final da Série D. –  Maria Paula Laguna/ Assessoria Novorizontino

No outro jogo de sábado (19), o Marcílio Dias-SC superou o Goianésia-GO por 2 a 1 no estádio Gigantão, em Itajaí (SC). O atacante Zé Vitor abriu o marcador para o Marinheiro aos 11 minutos da etapa inicial. O atacante Dudu Itapajé igualou aos 29. No segundo tempo, Zé Vitor recolocou os catarinenses em vantagem aos 17 minutos. Os times também se reencontram no próximo domingo, mas às 16h, no estádio Valdeir José de Oliveira, em Goianésia (GO). O Marcílio tem a vantagem do empate.

Categorias
Esportes

Circuito brasileiro de surfe profissional define campeões de 2020

A terceira e última etapa do circuito brasileiro de surfe profissional, realizada na praia da Gávea, em Lauro de Freitas (BA), definiu os campeões nacionais da modalidade em 2020. Neste sábado (19), o pernambucano Ian Gouveia assegurou o título entre os homens. Na sexta-feira (18), a cearense Yanca Costa garantiu o troféu na disputa feminina.

Ian Gouveia comemora o título brasileiro de surfe de 2020 na praia da Gávea, em Lauro de Freitas (BA),Ian Gouveia comemora o título brasileiro de surfe de 2020 na praia da Gávea, em Lauro de Freitas (BA),

Ian Gouveia comemora o título brasileiro de surfe de 2020 na praia da Gávea, em Lauro de Freitas (BA), – Alexandre de Toledo Piza / CBSurf

Ex-integrante do CT (elite do surfe mundial), Gouveia chegou a Bahia em sexto na classificação geral, mas contou com o tropeço dos principais rivais – entre eles Marcos Corrêa, que era líder do circuito após as duas etapas anteriores – e foi à bateria final precisando, pelo menos, de um segundo lugar para ficar com o título. O pernambucano foi além, vencendo a disputa na Gávea, batendo Edgard Groggia, Bino Lopes e Franklin Serpa na decisão.

“Estava confiante em meu trabalho, no que tenho feito nesses últimos tempos, e também entrei bem confiante nas baterias. Sei do meu potencial, do meu merecimento, e trabalhei muito pra isso. Estou muito feliz por finalmente conquistar um título. Isso é muito importante pra mim e quero agradecer a toda a equipe que cuida de mim”, comemorou Gouveia.

Yanca Costa se consagrou como campeã brasileira de surfe profissional de 2020.Yanca Costa se consagrou como campeã brasileira de surfe profissional de 2020.

Yanca Costa se consagrou como campeã brasileira de surfe profissional de 2020. – Rodrigo Calzone / CBSurf

Entre as mulheres, Yanca chegou para a etapa de Lauro de Freitas como líder do circuito, mas foi superada já na primeira bateria por Juliana dos Santos e Silvana Lima – que será uma das representantes brasileiras na Olimpíada de Tóquio (Japão), em 2021. A cearense, porém, foi beneficiada pela queda das três principais concorrentes (Julia Duarte, Ariane Gomes e Taís Almeida) já nas semifinais, o que lhe garantiu o título.

“Venho batalhando há muito tempo, batendo na trave por vários anos, desta vez deu certo. Estou muito feliz e quero agradecer a Deus, que estava aqui comigo e me ajudou”, celebrou Yanca, de 21 anos. “Agora eu vou focar no QS [divisão de acesso do circuito mundial de surfe]. Quero competir nas etapas do Brasileiro também, mas nas que forem possíveis, pois quero focar no QS para já deixar ali o meu nome, para a galera me conhecer e, se Deus quiser, batalhar por uma vaga no CT”, emendou a campeã.

A etapa baiana foi vencida por Silvana Lima – que assim como Ian Gouveia entre os homens, levou R$ 12 mil de premiação pelo triunfo. Duas vezes vice-campeã mundial e bicampeã do QS, a cearense de 35 anos teve que trocar de prancha durante a final feminina, onde superou Júlia Santos (campeã brasileira em 2019), Tainá Hinckel e Bianca Macedo.

Categorias
Esportes

Atlético bate Cruzeiro nos pênaltis e conquista Mineiro Feminino

A equipe do Atlético-MG conquistou neste sábado (19) o título mineiro de futebol feminino de 2020. Na decisão, realizada no Mineirão, em Belo Horizonte, as Vingadoras buscaram o empate por 2 a 2 com o rival Cruzeiro nos acréscimos e garantiram a taça nos pênaltis. É a sexta vez que o Galo vence o Estadual, sendo a primeira desde a volta da modalidade no clube, em 2018. O Alvinegro disputa atualmente a Série A2 (segunda divisão) do Campeonato Brasileiro.

As atleticanas saíram na frente aos 31 minutos do primeiro tempo, com um golaço por cobertura da atacante Gabizinha. O empate do Cruzeiro saiu aos 45. A zaga alvinegra parou após lançamento do meio-campo e a atacante Vanessinha mandou para as redes. A própria camisa 7 das Cabulosas virou o marcador aos 37 da etapa final, com outro golaço por cobertura. As jogadoras cruzeirenses até já celebravam o título no banco de reservas quando, aos 52 minutos, a volante Marcella arriscou de longe, a bola desviou na zaga e foi para o gol celeste.

O empate no minuto final dos acréscimos levou a decisão para os pênaltis. Amanda, goleira do Atlético, defendeu a primeira cobrança do Cruzeiro, da meia Duda. As demais batidas foram convertidas. Coube à experiente atacante Dani, de 37 anos, fazer o gol do título alvinegro, fechando a disputa de penalidades em 5 a 3.

“[O Atlético] Era o time que merecia, porque tinha a melhor campanha, contra o time que tinha a obrigação [Cruzeiro] porque é um time de A1 [primeira divisão do Campeonato Brasileiro] e era o atual campeão. O time que mais merecia levou. É uma emoção muito grande conquistar esse título com as meninas, um ano diferente, com cinco meses de trabalho remoto. Elas merecem muito”, destacou o técnico Hoffmann Tulio, após a partida.

Quatro equipes disputaram o Mineiro Feminino em 2020. Na primeira fase, as equipes se enfrentaram em dois turnos. As duas melhores campanhas – Atlético, 14 pontos, e Cruzeiro, 10 – foram para a decisão. Na primeira fase, Galo e Raposa empataram duas vezes sem gols. América-MG e Ipatinga foram os outros participantes da competição.

Real leva o bi no Distrito Federal

Outro campeonato estadual feminino a terminar neste sábado(19) foi o do Distrito Federal. A decisão reuniu os dois representantes brasilienses na Série A1 do ano que vem. Semifinalista da A2 deste ano e garantido na elite em 2021, o Real Brasília superou o Minas Brasília – que encerrou a primeira divisão de 2020 na 12ª posição – por 2 a 1 no estádio Bezerrão, no Gama (DF), garantindo o bicampeonato distrital.

O Real abriu a contagem aos 25 minutos do primeiro tempo. A meia Camila Pini cobrou falta na área e a volante e capitã Luciana cabeceou para as redes. Na etapa final, Camila Pini fez grande lançamento para a atacante Dani Lins bater cruzado e ampliar. Aos 27, cobrando pênalti, a meia Katrine diminuiu para o Minas, que pressionou atrás do empate, sem sucesso.

O Brasiliense Feminino foi disputado por seis clubes, que se enfrentaram em turno único na primeira fase. Os quatro primeiros (Minas, Real, Cresspom e Ceilândia) avançaram à semifinal. Gama e Paranoá foram os outros dois participantes. No mata-mata, o Minas fez 9 a 1 no Ceilândia, enquanto o Real bateu o Cresspom por 3 a 2, assegurando as respectivas vagas na final deste sábado (19).

Categorias
Esportes

Neymar só deve voltar aos campos em janeiro, diz Paris Saint-Germain

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (PSG), deve voltar a jogar somente em janeiro, depois de sofrer uma lesão no tornozelo contra o Olympique de Lyon no último fim de semana, informou neste sábado (19) o atual campeão francês.

O brasileiro, que sofreu lesões graves nos pés em 2018 e 2019, chorou ao ser carregado em uma maca após entrada de Thiago Mendes, do Lyon, que recebeu cartão vermelho direto.

“Após a torção no tornozelo esquerdo, há alguns hematomas no osso e ele continua em tratamento no centro de treinamento”, disse o PSG em um comunicado. “Ele deve voltar em janeiro.”

Com essa previsão, Neymar deverá estar em campo para o jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões contra seu ex-clube, o Barcelona, em fevereiro.

Ele se junta a Pablo Sarabia, Mauro Icardi, Abdou Diallo, Juan Bernat e Danilo Pereira entre os desfalques para o confronto de domingo do PSG contra o Lille.

Categorias
Esportes

Coritiba recebe Botafogo em duelo direto para fugir do rebaixamento

O Coritiba recebe o Botafogo, a partir das 21h (horário de Brasília) deste sábado no estádio Couto Pereira, em um duelo entre equipes que lutam para fugir da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O Coxa chega à partida válida pela 26ª rodada ocupando a 18ª posição com 21 pontos, enquanto o time de General de Severiano é o lanterna com 20 pontos.

Completo em busca da vitória

O Coritiba recebe o Botafogo em casa sabendo que, mesmo vencendo, não deixa a zona do rebaixamento na atual rodada. Porém, isto não é motivo para o time comandado pelo técnico interino Pachequinho desanimar.

Isto porque o comandante do Coxa terá força máxima para enfrentar a equipe de General Severiano. Nesta partida o treinador pode contar com o retorno do lateral William Matheus e dos atacantes Matheus Sales e Matheus Galdezani, que não enfrentaram o Sport por motivo de suspensão. Esta é uma boa notícia para a equipe, que não vence há seis rodadas.

Sete derrotas consecutivas

Situação mais preocupante vive o Botafogo, que não vence há sete partidas no Brasileiro. No jogo contra o Coritiba, o técnico Eduardo Barroca não poderá com Bruno Nazário, suspenso por acúmulo de cartões amarelos.

Com isso, o marfinense Kalou deve entrar na equipe titular para cumprir a função de segundo atacante, jogando numa posição mais centralizada do que aquela em que é escalado normalmente. Mas, independente de quem entrar em campo, o importante para o Botafogo é voltar a vencer na competição.

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Coritiba e Botafogo com locução de André Luiz Mendes, comentários de Bruno Mendes, reportagem de Mauricio Costa e plantão de Astrid Nick. Você escuta o Show de Bola Nacional, a partir das 21h, aqui:

Veja a classificação atualizada da Série A do Brasileiro.