Categorias
Esportes

Libertadores Feminina: Corinthians goleia de novo e está nas quartas

O time feminino do Corinthians aplicou mais uma goleada na tarde desta segunda-feira (8) na Libertadores Feminina de Futebol. Jogando no Estádio Nuevo Francisco Urbano, em Buenos Aires, as paulistas massacraram o Universitário de Deportes do Peru por 8 a 0 pela pela 2ª rodada do Grupo A.

As corintianas começaram com um ritmo arrasador. Logo aos dois minutos a rede já balançou. Grazi recebeu bom passe, dominou na entrada da área e chutou bem no canto. Aos 11, outro gol. Gabi Nunes recebeu o cruzamento de Tamires e não perdeu a chance. Depois de perder várias chances, o Timão fez o terceiro aos 36. De novo Grazi. Ela chutou na trave. A bola bateu nas costas da goleira e entrou. Aos 42, as paulistas fecharam o placar do primeiro tempo. Gabi Nunes driblou a goleira e Gi Crivelari só concluiu para fazer o quarto gol.

Na volta do intervalo, Andressinha cobrou muito bem uma falta e ampliou aos seis minutos. Apesar da folga no placar, as brasileiras seguiram jogando firme e fizeram outro gol aos nove minutos. Tamires cobrou o escanteio na cabeça de Gabi Nunes que pulou livre e fez o sexto. Na reta final do jogo, o Corinthians teve tempo para fazer o sétimo. Depois da bela jogada da Gabi Portilho pela direita, Diany aproveitou bem o cruzamento e testou firme para o fundo das redes peruanas. Aos 44, saiu o oitavo gol. Depois do cruzamento da Tamires, Grazi, com oportunismo, fez o terceiro dela. São dois jogos do Corinthians na competição, e a jogadora já tem dois hat-tricks (três gols em uma mesma partida).

A equipe brasileira tem seis pontos e lidera o Grupo A da competição e já está classificado às quartas de final. O América de Cali, que venceu na estreia por 5 a 0 o Universitário, está em segundo com três pontos. O Nacional e o Universitário estão na lanterna com zero pontos. Nacional e América de Cali se enfrentam no encerramento da rodada nesta segunda. O Corinthians volta a atuar na quinta-feira (11) contra o América de Cali às 17h (horário de Brasília). 

Avaí/Kindermann empata e precisa de pontos na última rodada

A equipe do Avaí/Kindermann não saiu do 0 a 0 contra o Santiago Morning na tarde desta segunda-feira (8) no Estádio José Amalfitan, em Buenos Aires. A partida foi válida pela 2ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores da América de Futebol Feminino. Depois de golear o Deportivo Tropico na rodada inicial por 8 a 0, o time de Caçador (SC) ocupa provisoriamente a liderança da chave com 4 pontos. O Santiago Morning que empatou com o Boca Juniors no jogo inicial tem um ponto. Nesta segunda, Boca Juniors e Deportivo Tropico se enfrentam no fechamento da rodada. Na quinta-feira (11), Avaí/Kindermann e Boca Juniors e Santiago Morning e Deportivo Tropico fecham a fase de classificam. Os dois jogos começam às 19h30. Avançam às quartas de final os dois primeiros colocados.

Categorias
Esportes

Blackstar/Unisociesc vence Vila Nova/AEGB pelo Brasileiro de basquete

Nesta segunda-feira (8), o Blackstar/Unisociesc, de Joinville (SC), venceu o Vila Nova AEGB, de Goiânia, por 76 a 70, pelo returno do Campeonato Brasileiro de basquete adulto masculino, em partida válida pela Conferência Gerson Victalino. O duelo aconteceu no Ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro, sede do Botafogo, e só foi decidido na prorrogação.

O destaque da partida foi Mauro Junior com 18 pontos, 11 rebotes e três assistências. Do lado do Vila Nova AEGB, o destaque foi Pezão com 21 pontos, 11 rebotes e duas assistências. A partida foi transmitida ao vivo pela TV Brasil.

“Estávamos muito ansiosos. Fazia bastante tempo que não jogávamos, mas dentro do padrão que o nosso coach pediu a gente conseguiu desenvolver bem o jogo. Agora que passou a ansiedade do primeiro jogo é só melhorar daqui pra frente”, disse o atleta Mauro Junior à assessoria da Confederação Brasileira de Basquete.

Nesta terça-feira (9), o Blackstar/Unisociesc encara o Basket Osasco às 14h e a TV Brasil transmite ao vivo, às 16h30, a partida entre Vila Nova AEGB e Anápolis Vultures. Ambos os jogos no Rio de Janeiro, no Ginásio Oscar Zelaya.

Categorias
Esportes

Bia Figueiredo é nomeada coordenadora nacional do FIA Girls on Track

Nesta segunda-feira (8), a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) nomeou a piloto Bia Figueiredo para o cargo de coordenadora nacional do programa FIA Girls on Track. O programa da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) visa fomentar a participação feminina no automobilismo. Na edição 2020, participaram as kartistas brasileiras Julia Ayoub e Antonella Bassani. A dupla nacional disputou uma vaga na academia Ferrari até a última rodada.

A primeira atividade da Bia Figueiredo no novo posto será na quarta (10). Será o seminário online “FIA Stronger Together Webinar – FIA Girls on Track” na função de assessorar a diretoria da CBA quanto à participação brasileira no programa da FIA, bem como em ações no âmbito nacional. “Fiquei muito feliz pelo fato de a Bia Figueiredo ter aceitado o convite para fazer parte do time da CBA. Ela conhece como ninguém as dificuldades para se firmar como pilota no automobilismo, tanto brasileiro quanto internacional, e toda essa experiência será muito útil nos programas que estamos desenvolvendo”, comentou Giovanni Guerra, presidente da CBA, à assessoria da entidade.

“Quando recebi a ligação, nem precisei pensar. Aceitei de imediato, pois conheço muito o trabalho do Giovanni e conheço a seriedade do programa. Vou ocupar uma posição importante e sei que posso contribuir muito, pois incentivar mulheres no esporte é a minha causa. Estou feliz e é uma grande honra para mim”, disse a piloto. Bia Figueiredo tem quase 30 anos de experiência em diversas categorias do automobilismo brasileiro e mundial. Em 2008, ela começou a carreira nos Estados Unidos na Indy Lights e, na mesma temporada, se tornou a primeira mulher a vencer uma prova na categoria e finalizou a temporada em terceiro lugar. Em 2014, ela se tornou a primeira piloto a participar da Stock Car Brasil, a principal categoria do automobilismo nacional.

Categorias
Esportes

Ginástica artística: seleção simula competição ao vivo na internet

Entre os dias 10 e 11 de março, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) promoverá uma avaliação técnica com os atletas da seleção brasileira masculina de ginástica artística na Arena do Time Brasil no Rio de Janeiro. O grupo de 10 ginastas está reunido para o trabalho que tem como objetivo substituir as competições que ocorreriam na etapa da Copa do Mundo de Doha, no Catar, foi adiada recentemente pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Com direito a notas atribuídas por um corpo de árbitros, nos dois dias, o evento começará às 15h e terá transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da CBG. “O objetivo desse camping é oferecer aos atletas um cenário próximo ao competitivo e garantir a manutenção da preparação. Dessa forma, realizaremos avaliações com banca de arbitragem e formato de competição através da plataforma Zoom, trabalho junto a experts das modalidades, estágios de treinamento e monitoramento contínuo do grupo”, disse Marcos Goto, coordenador da seleção e treinador de Arthur Zanetti, à assessoria da CBG.

Marcos Goto é o coordenador da seleção de ginástica artística masculina.Marcos Goto é o coordenador da seleção de ginástica artística masculina.

Marcos Goto é o coordenador da seleção de ginástica artística masculina. – Ricardo Bufolin/CBG

“Os dias da competição serão os de avaliações, os treinamentos também serão como faríamos em véspera da competição, vai ser uma Copa do Mundo Seleção CT Rio de Janeiro, exclusiva só para o Brasil”, comentou o campeão olímpico nas argolas em Londres/2012 e medalhista de prata na Rio/2016, Arthur Zanetti.

Cristiano Albino, treinador da seleção brasileira, de Arthur Nory e de Francisco Barretto Júnior, explicou aos assessores da Confederação o surgimento da ideia. “O principal objetivo é saber como está o nível técnico de nossos ginastas, uma vez que a etapa de Doha da Copa do Mundo foi adiada para junho. Vimos a necessidade de colocar os ginastas em situação de competição. Não será exatamente igual a uma competição, mas o fato de termos os atletas se apresentando a um corpo de arbitragem traz uma realidade diferente. Precisamos vivenciar esse tipo de situação, já que diminuiu o número de competições antes da Olimpíada. Acredito que faremos mais avaliações no decorrer dos meses”.

Segundo o treinador Ricardo Yohoyama, a CBG encontrou uma solução engenhosa e criativa para lidar com este período anômalo. “Sem competições oficiais, vamos ter que nos virar com as avaliações. Ao longo desta pandemia, nossos atletas estão se acostumando com esse tipo de solução. Teremos público que nos acompanhará online e arbitragem também online. Não haverá aquela sensação de busca por uma classificação para a final, mas tenho a certeza de que os atletas estarão muito motivados”.

“O acompanhamento de árbitros com nível internacional é imprescindível para a construção das séries, ajustes finos e um olhar além do nosso enquanto treinador. Estamos no dia a dia e precisamos ajustar o nosso foco para a melhor construção de uma rotina desde a dificuldade até a execução de cada movimento. Os árbitros exercem papel fundamental na preparação e trabalhamos em conjunto, sempre em busca da melhor preparação”, completou Marcos Goto.

Um protocolo de segurança sanitária bastante rígido está sendo aplicado durante todo o estágio de treinamento. Todos os atletas, treinadores e demais participantes da atividade foram submetidos a exames RT-PCR, para detecção do vírus da covid-19, antes de partirem para o Rio e na chegada à cidade. Todos deram negativo. Foram convocados para o camping os ginastas Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Diogo Brajão Soares, Francisco Barretto Junior, Leonardo Matheus Souza, Lucas Bitencourt, Luis Guilherme Porto, Patrick Sampaio Correia, Tomas Rodrigues Florêncio e os treinadores Cristiano Albino, Marcos Goto e Ricardo Yokoyama. Os coordenadores são Henrique Motta e Juliana Fajardo.

Categorias
Esportes

Vôlei de praia: Tainá e Victoria estão na chave principal em Doha

A segunda-feira (8) foi de vitórias para a dupla Tainá e Victória (SE/MS) no Katara Beach Volleyball, torneio quatro estrelas do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Doha, no Catar. A parceria venceu duas partidas no qualifying e está na chave principal. Elas venceram Vasiliauskaite e Kvedaraite, da Lituânia, por 2 sets a 0 (21/13 e 21/8) no primeiro confronto eliminatório, e as francesas Jupiter e Chamereau por 2 sets a 1 (21/14, 19/21 e 15/8) logo na sequência.

“Estamos muito felizes por termos conseguido a vaga para o torneio principal. Foram dois jogos difíceis. Primeiro jogamos contra uma dupla da Lituânia e depois enfrentamos o time da França, que já conhecíamos e sabíamos da qualidade delas pois são constantes e experientes no Circuito Mundial. Estudamos para o jogo, fizemos a estratégia e tudo deu muito certo. Vamos com tudo amanhã para o torneio principal e esperamos fazer uma excelente competição”, disse a sergipana Tainá à assessoria da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Outro time brasileiro no qualificatório foi Saymon e Fábio (MS/CE). A equipe venceu primeiro jogo contra Sowa e Pfretzschner, da Alemanha, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/13). Mas acabaram eliminados depois da derrota para os austríacos Seidl Rob e Waller por 2 sets a 0 (21/18 e 21/19).

Dessa forma, o Brasil ingressa no torneio principal de Doha que começa na terça (9) com seis times. Além de Tainá e Victória (SE/MS), no feminino, Bárbara Seixas e Carol Solberg (RJ), Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) e Ágatha e Duda (PR/SE) estão na briga pelo título. No masculino, Alison e Álvaro Filho (ES/PB), e Evandro, que, nesta etapa, jogará com Guto, já que Bruno Schmidt se recupera da Covid-19.

Categorias
Esportes

Bruna Takahashi e Gustavo Tsuboi avançam à fase principal no Catar

Nesta segunda-feira (8), Bruna Takahashi e Gustavo Tsuboi venceram seus compromissos no WTT Star Contender, em Doha, no Catar. Com os resultados, eles se juntam a Hugo Calderano na fase de 32 do torneio individual.

A mesatenista Bruna Takahashi, número 1 do Brasil e 47 do ranking mundial, encarou a porto-riquenha Melanie Diaz (68ª) e venceu um primeiro set com muitos erros dos dois lados. Sofreu a virada. E, quando se encaminhava para perder a partida, conseguiu uma reação e levou o jogo para o desempate. Fazendo um grande tiebreak, Takahashi venceu por 3 a 2 (12/10, 8/11, 7/11, 12/10 e 11/6). Nesta terça (9), às 8h15 (horário de Brasília), encara a romena Bernardette Szocs.

Bruna Takahashi é a número 1 do Brasil e 47 do ranking mundial.Bruna Takahashi é a número 1 do Brasil e 47 do ranking mundial.

Bruna Takahashi é a número 1 do Brasil e 47 do ranking mundial. – Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Gustavo Tsuboi (36°) fez 3 a 1 no dinamarquês Jonathan Groth (30°), com as parciais 11/4, 13/11, 4/11 e 11/9. Pela frente, o brasileiro tem um duelo bem complicado. Será contra o japonês Koki Niwa (17° do mundo), às 9h35. “Hoje foi um dia muito bom para o Brasil. O Tsuboi venceu o número 30 do ranking mundial, fez um jogo bem agressivo com o saque e foi muito inteligente para achar soluções na recepção nos momentos importantes da partida. A Bruna teve alguns problemas com a recepção, mas conseguiu manter a calma e o espírito de luta para conseguir virar um jogo que estava bem difícil”, disse o técnico Francisco Arado, o Paco, à assessoria da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM).

Terceiro brasileiro no individual, Hugo Calderano, sexto do mundo na atualidade, estreia diretamente na fase de 32. O primeiro adversário é sul-coreano Cho Daeseong, às 10h, também na terça..

Dupla mista perto da medalha

Depois de ultrapassarem a fase preliminar, Bruna Takahashi e Vitor Ishiy enfrentaram, nesta segunda (8), a dupla húngara formado por Szandra Pergel e Adam Szudi (14ª do mundo). E não deram chances aos adversários: 3 a 1 (11/9, 7/11, 11/5 e 11/8). Na próxima quinta-feira (11), em busca da vaga à semifinal, a dupla adversária será composta pelos eslovacos Barbora Balazova e Lubomir Pistej. “Na dupla mista, Vitor e Bruna jogaram muito bem taticamente. Conseguimos dominar o jogo curto e sermos agressivos nos momentos importantes da partida. Sabemos da dificuldade de jogar no nível internacional e por isso temos que valorizar cada vitória”, completou o técnico.

Dupla masculina estreia

A parceria Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy estreia também nesta terça (9), nas oitavas de final do torneio masculino de duplas. E, logo no começo, o desafio já é enorme. Terão pela frente os sul-coreanos Lee Sangsu e Jeoung Youngsik (parceria número 2 do ranking mundial). O confronto acontece às 12h55. As partidas são transmitidas ao vivo pelo site oficial do WTT (mesa 1) e pelo YouTube do WTT (mesas 2 a 5, no ).

Categorias
Esportes

Depois do Pré-Olímpico, Rio de Janeiro recebe Sul-Americano de Remo

Desta terça-feira (9) até quarta (10), a Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, recebe o Campeonato Sul-Americano de remo. As competições acontecerão das 09:00 às 11:45. Se no qualificatório para os Jogos de Tóquio a equipe brasileira tinha apenas seis atletas em quatro categorias, nesse próximo desafio o time contará com 50 competidores. Os seis atletas que participaram do Pré-Olímpico: Lucas Verthein, que obteve a vaga para os Jogos de Tóquio no single skiff, Beatriz Cardoso, Vanessa Cozzi, Isabelle Falck, Emanuel Borges e Evaldo Becker também estarão nas composições dos barcos de duplas, quatro e/ou oito.

No total, o torneio terá 21 provas nas categorias masculina e feminina disputadas por seis países: Brasil, Uruguai, Paraguai, Panamá, Equador e Peru. As maiores embarcações com quatro e oito remadores são as grandes atrações. As classes individuais, skiff masculino e feminino (M1x e W1x, respectivamente), bem como as duplas de peso leve (LM2x e LW2x) ficaram de fora. Os vencedores do Pré-Olímpico da semana passada automaticamente se consagraram campeões da América do Sul. Levaram duas medalhas pela mesma competição. 

Desta vez as disputas estarão entre as duplas de peso pesado (também conhecida como classe aberta) que engloba todos os atletas com peso superior ao da categoria leve, que tem limite de 59 kg para mulheres e 72,5 kg para homens; além das provas com quatro e oito remadores, com e sem timoneiro. Na quarta-feira haverá uma prova extra, incluída a pedido do Brasil: a de Oito Feminino, que é significativa para o desenvolvimento da categoria no continente.

Na última edição do sul-americano, o Brasil ficou na quarta colocação no quadro geral com 16 medalhas, oito de prata e oito de bronze. O campeão foi o Chile que não participa desta vez.
O Campeonato Sul-Americano, inicialmente, seria disputado no final de semana, dias 13 e 14/03 como é habitual no calendário desportivo, mas em função da pandemia do coronavírus (covid-19), inclusive antes do Pré-Olímpico, o Comitê Organizador e a Confederação Sul-Americana de Remo decidiram adiantar as datas para que as delegações estrangeiras possam regressar aos seus destinos o quanto antes, pelos riscos de fechamento de aeroportos e fronteiras.

Categorias
Esportes

Taekwondo: na volta dos eventos, brasileiros ganham medalhas na Europa

Neste domingo (7), Ícaro Miguel e Milena Titoneli, da seleção brasileira de taekwondo, faturaram medalhas no Aberto de Sofia, na Bulgária. O evento marcou a retomada das competições internacionais depois de um ano de paralisação pela pandemia do coronavírus (covid-19). Já classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Ícaro Miguel ficou com a medalha de prata e Milena Titoneli levou o bronze. 

A final da categoria até 87 quilos do lutador brasileiro foi contra Daniel Gomez, da Espanha. No duelo, Ícaro acabou sendo superado por apenas dois pontos de diferença no placar. Mas, o brasileiro, que havia vencido três lutas até chegar à decisão, comemorou a volta às competições e esta sua mais nova conquista. “Estar de volta às competições é algo que me deixa feliz. Fazendo uma final e conquistando uma medalha é ainda mais marcante. A gente sabe que o mundo está uma loucura, mas ver nossa esporte seguindo me deixa contente. Sei que a minha equipe e eu estamos no caminho certo até Tóquio e temos que continuar trabalhando”, comemorou o atleta à assessoria da Confederação Brasileira da modalidade (CBTk).

Na categoria até 67 quilos, Milena venceu os dois primeiros confrontos. Só que, na semifinal, acabou caindo para Julyana Al-Sadeq, da Jordânia, e conquistou a medalha de bronze. “Foi muito bom estar de volta aos tatames. Essa competição estava com um nível altíssimo, com diversos atletas classificados ou que estão em processo de classificação olímpico. Um modelo diferente por conta do período que estamos passando, mas foi gratificante poder representar meu país”, comentou a atleta. 

Edival Marques, Netinho, que também vai representar o Brasil em Tóquio não conseguiu chegar na disputa pelas medalhas. Além deles, o país também foi representado por Henrique Precioso e Gabriel Campolina. O time brasileiro contou com o suporte dos treinadores Clayton dos Santos e Diego Ribeiro.

Categorias
Esportes

Blackstar e Vila Nova miram reabilitação no Brasileiro de Basquete

Após um primeiro turno discreto no Campeonato Brasileiro Masculino de Basquete, Blackstar/Unisociesc e Vila Nova/AEGB se enfrentam nesta segunda-feira (8), às 16h30 (horário de Brasília), na primeira rodada do segundo turno. A partida será no ginásio Oscar Zelaya, do Botafogo, na sede General Severiano, zona sul do Rio de Janeiro, e terá transmissão ao vivo da TV Brasil.

As duas equipes fazem parte da Conferência Gerson Victalino, que também reúne Botafogo, Osasco, Flamengo/Blumenau e Anápolis/Vultures. O Blackstar, de Joinville (SC), terminou a primeira metade do Brasileiro em quinto lugar, com uma vitória (sobre o próprio Vila Nova, por 101 a 52) e quatro derrotas. O Tigre de Goiânia perdeu os cinco duelos que disputou.

Na primeira fase, são duas conferências (Gerson Victalino e Hélio Rubens), com cinco times em cada. Os dois primeiros dos grupos seguem direto às quartas de final do Brasileiro. Os demais disputam um playoff para definir mais quatro classificados. Para conseguirem encerrar a chave nas duas primeiras colocações, Blackstar e Vila Nova precisam de um aproveitamento perfeito nos cinco jogos do returno e contarem com tropeços dos líderes Botafogo e Osasco.

No Blackstar, o destaque é Mauro Júnior, um dos dez jogadores com maior média de rebotes por jogo (9,2). O ala/pivô, inclusive, foi o destaque na vitória sobre o próprio Vila no primeiro turno, com 17 pontos, nove rebotes e duas assistências. Além dele, o ala-armador Eduardo Crespo aparece no top-10 de média de assistências (quatro por partida) e o ala Michel Lourencini encabeça a estatística de roubos de bola (3,4 por duelo, em média).

No lado goiano, o ala Guilherme Bento (ex-Bauru, Corinthians, Pinheiros e Brasília) é o protagonista, aparecendo entre os dez principais assistentes (média de 3,8 por partida) e ladrões de bola (2,6 por jogo) do campeonato. O armador Guilherme Santos, por sua vez, é top-10 entre os maiores cestinhas do Brasileiro, com 63 pontos anotados ao longo do primeiro turno.

Os jogos do segundo turno da Conferência Gerson Victalino serão disputados até sábado (13) no ginásio Oscar Zelaya. Para evitar a disseminação do novo coronavírus (covid-19), a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) realiza a competição com sedes fixas, sem público nas arquibancadas e exigi que os atletas e as comissões técnicas façam o teste PCR e apresentem resultado negativo para a covid-19.

Antes de Blackstar e Vila Nova irem para quadra, Flamengo/Blumenau e Osasco abrem o segundo turno do grupo às 13h30. Às 19h30, por sua vez, o Botafogo pega o Anápolis Vultures.

Na Conferência Hélio Rubens, estão os paranaenses ADRM/Maringá, APVE/Londrina e Ponta Grossa; os catarinenses Brusque e Joinville e o gaúcho União Corinthians.

Categorias
Esportes

Botafogo sobra diante do Resende e sobe para terceiro lugar no Carioca

O Botafogo brilhou na noite deste domingo (7) no estádio Nilton Santos, o Engenhão, ao conquistar a primeira vitória no Campeonato Carioca, sobre o Resende, por 3 a 0. O triunfo, após o empate sem gols na primeira rodada, alçou o Alvinegro à terceira posição no primeiro turno do Carioca, a Taça Guanabara, com quatro pontos. Na liderança da tabela está a Portuguesa, com seis pontos, seguida pelo Flamengo, também com seis. 

O Glorioso, comandado pelo novo técnico Marcelo Chamusca, entrou com tudo em campo, e já aos 16 segundos, Matheus Babi chutou com perigo ao gol do Resende, mas a bola desviou na defesa e o goleiro Jeffeson defendeu. Mas o Alvinegro manteve a pressão e foi o próprio Babi que abriu o placar no Engenhão, aos 31 minutos, aproveitando cruzamento na medida de Ronald.  O time mal teve tempo de comemorar, e dois minutos depois, Babi marcou novamente, depois de um passe preciso do meia Bruno Nazário.

 

Na volta do intervalo, o Resende quase diminuiu aos dez minutos, com um belo de Derreti, de canhota, que desviou na zaga. Na sequência, a equipe desperdiçou outra boa chance: após escanteio, Nunes chutou de primeira, mas o goleiro Douglas Borges, estreante na equipe alvinegra,protagonizou uma defesa incrível e salvou o Botafogo. 

A partida seguiu equilibrada, mas aos 25 minutos, Nazário em jogada pela direita tocou para Warley, que bateu cruzado, de direita, para o fundo a rede, sem chances para o goleiro Jefferson. Com o placar de 3 a 0, bastou ao Glorioso administrar a vantagem até o apito final.

No próximo sábado (13), os dois times voltam a campo: o Resende visita o Madureira no estádio Conselheiro Galvão, às 15h30 (horário de Brasília) e o Botafogo encara o Bangu no Engenhão, às 21h05.