Categorias
Esportes

Vôlei de Praia: novas duplas e parcerias olímpicas jogam no RJ

Desta quinta-feira (21) até domingo (24), acontece o torneio feminino da sexta etapa do Circuito Nacional da temporada 20/21. O primeiro dia será dedicado à fase de classificação com a participação de 28 duplas, com as menores pontuações no ranking. Serão eliminatórias simples e as oito parcerias que vencerem na última rodada entrarão na chave principal. As duplas inscritas neste qualifying são: Fabrine/Solange (BA/DF), Ana Luiza/Tory (SC/CE), Izabel/Teresa (PA/DF), Talita Simonetti/Victoria Strehl (CE/RS), Flávia Moura/Bárbara Ferreira (RJ), Lucília/Alana (SP), Thainara/Sandressa (RN/AL), Rupia/Carol Goerl (MG/RS), Cris/Rita (SP/RJ), Dany Neves/Thais (MS/RJ), Carol Cavaleiro/Mylena (PR/RJ), Fernanda/Mayara (SE/MG), Mariana Abdala/Larissa (RJ/CE), Thais/Maria (ES/MG), Cypreste/Nayanny (ES/MA), Welly/Indiara (SP/BA), Kedma/Manu (SP/RJ), Pam/Jaquelina (ES/BA), Vitoria/Carol (CE/PE), Luana Rezende/Isabella (RJ), Manu/Tamara (MG/CE), Nina/Carolina (RJ), Anne Kolbow/Lara (RJ), Laura Vidal/Anna (RJ) e Duda/Julia (RS). Todos os jogos ocorrerão no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

Já na fase principal da disputa, as 24 duplas serão divididas em seis grupos, com quatro parcerias cada. As 16 primeiras do ranking entram diretamente e se juntam as oito vindas do qualifying. Todos os jogos serão transmitidos. Os fãs poderão acompanhar cada confronto por meio do site voleidepraiatv.cbv.com.br, na fanpage da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) no Facebook, no aplicativo da CBV.

A participação de novas duplas e as equipes classificadas para defender o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio serão as principais atrações. Líderes do ranking da temporada, e com três ouros nos cinco torneios disputados até agora, Ágatha e Duda (PR/SE) têm motivos extras para entrarem em quadra. Elas, e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), são os times classificados à Olimpíada. “Neste ano as etapas têm um peso e um valor muito grande para nós. É um ano olímpico, e, por enquanto, só temos confirmadas as competições do Circuito Brasileiro. Ainda não há um calendário internacional confirmado, apenas previsões. Portanto, sem termos a real noção de como será a temporada em geral, nós valorizamos ainda mais as etapas do nosso circuito. Vamos buscar um aprendizado de cada uma e buscar evoluir para chegar muito bem na Olimpíada”, contou Ágatha, campeão mundial e medalhista de prata nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016.

A estreia do time composto pela medalhista olímpica Bárbara Seixas e Carol Solberg, campeã brasileira na temporada 17/18, também vai chamar a atenção dos fãs da modalidade. “Estou super feliz nessa nova parceria com a Carol Solberg. Ela é muito experiente, uma jogadora que adora treinar, é competitiva e tem gana de vencer. Agregando isso ao excelente trabalho e experiência da nossa técnica Letícia, e ao que a equipe vem fazendo só traz mais motivação para nós”, contou Bárbara.

Além das duplas olímpicas e Bárbara Seixas/Carol Solberg (RJ), a lista das 16 parcerias já garantidas na chave principal inclui Josi/Juliana (SC/CE), Elize Maia/Thâmela (ES), Tainá/Victoria (SE/MS), Érica Freitas/Thati (MG/PB), Andressa/Vitória (PB/RJ), Hegê/Ângela (CE/DF), Taiana/Paula Pequeno (CE/SP), Carol Horta/Cacá Richa (CE/RJ), Aline/Neide (SC/AL), Verena/Juliana Simões (CE/PR), Val/Vivian (RJ/PA), Andrezza/Rosimeire Lima (AM/AL) e Rafaela/Jéssica (PA).

Categorias
Esportes

Cruzeiro evita queda na Série B e distancia Operário-PR do acesso

Sem chances de retornar à Série A em 2021, o Cruzeiro, pelo menos, livrou-se matematicamente de qualquer possibilidade de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Nessa quarta-feira (20), a Raposa venceu o Operário-PR por 2 a 1 no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 36ª rodada da competição. O tropeço, por sua vez, praticamente tirou o Fantasma da briga por vaga na próxima temporada da primeira divisão nacional.

Os mineiros subiram para o 13º lugar, com 47 pontos, não podendo mais serem alcançados pelo Figueirense, 17º colocado e primeiro time na zona de rebaixamento, que tem 39 pontos e só pode chegar aos 45 pontos. Os paranaenses caíram para a nona posição, com 51 pontos. A duas rodadas do fim da Série B, a equipe de Ponta Grossa (PR) está cinco pontos atrás do CSA, que aparece em quarto e fecha a zona de acesso à próxima Série A.

Os primeiros 30 minutos foram de domínio do Operário. Aos 11 minutos, o atacante Rafael Oller recebeu um cruzamento do lateral Alex Silva pela direita e acertou um bonito voleio, que passou rente ao travessão. Aos 18 minutos, o atacante Ricardo Bueno cobrou falta com perigo, e o goleiro Fábio defendeu. Aos 23, o meia Marcelo finalizou próximo à trave cruzeirense. Logo na primeira chegada real da Raposa, porém, o gol saiu. Aos 31 minutos, o atacante Rafael Sobis foi lançado, deu um chapéu no goleiro Martín Rodríguez e completou de cabeça para as redes.

O Cruzeiro administrou a vantagem e quase ampliou no primeiro lance do segundo tempo, em chute do atacante William Pottker, que Martín Rodríguez defendeu no canto. O intervalo, no entanto, fez bem ao Fantasma, que recuperou o ímpeto do começo da partida. Aos nove minutos, Ricardo Bueno arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Manoel e foi para as redes de Fábio. Os paranaenses poderiam ter virado dois minutos depois com o volante Pedro Ken, mas a arbitragem viu falta do camisa 8 no volante Machado, para revolta do banco do Operário.

A equipe de Ponta Grossa seguiu melhor, mas, assim como na primeira etapa, foi o Cruzeiro quem balançou as redes. Aos 30 minutos, William Pottker foi lançado por Manoel e bateu na saída de Martín Rodríguez. O Operário se lançou ao ataque em busca de novo empate, mas a última boa chance foi da Raposa, com o atacante Wellinton, aos 41 minutos, quase debaixo do travessão. Nos acréscimos, o técnico do Fantasma, Matheus Costa, e o atacante Diego Cardoso (que havia acabado de entrar), também do time do Paraná, foram expulsos.

Pela 37ª rodada da segunda divisão, o Cruzeiro volta a campo no domingo (24), às 16h (horário de Brasília), novamente no Independência, diante do Náutico. Já o Operário recebe a Chapecoense na segunda-feira (25), às 17h, no estádio Germano Krüger.

Náutico goleia e respira

Próximo adversário cruzeirense, o Náutico goleou pela 36ª rodada da Série B. O Timbu recebeu o já rebaixado Oeste e venceu por 4 a 1 no estádio dos Aflitos, em Recife. O resultado levou o time alvirrubro ao 15º lugar, com 42 pontos, três pontos a mais que o Figueirense, que abre o Z-4. O Rubrão, com a derrota, não tem mais como deixar a lanterna da competição. A equipe de Barueri (SP) soma 26 pontos e pode, no máximo, chegar a 32 pontos. O Botafogo-SP, que é o penúltimo, tem 34 pontos.

O lateral Hereda, o meia Jean Carlos e os atacantes Kieza e Erick balançaram as redes para o Náutico, que pode dar enorme passo para garantir a permanência na Série B se vencer o Cruzeiro neste domingo. O atacante Pedrinho fez o gol de honra do Oeste, que disputa o penúltimo jogo pela segunda divisão antes do retorno à Série C nesta terça-feira (26), às 19h15, diante do Paraná, na Arena Barueri.

Categorias
Esportes

Brasileirão: Fluminense marca no fim e arranca empate com o Coritiba

Um gol do atacante Caio Paulista, aos 45 minutos do segundo tempo, salvou o Fluminense de uma derrota no Couto Pereira e evitou o que seria a segunda vitória seguida do Coritiba pela Série A do Campeonato Brasileiro. O empate por 3 a 3 nesta quarta-feira (20), porém, não ajuda muito nem as pretensões do Coxa, nem as do Tricolor.

Os paranaenses foram a 26 pontos e assumiram a 18ª posição, que era do Goiás (que ainda joga pela 31ª rodada), por terem uma vitória a mais. O time de Curitiba segue na zona de rebaixamento. Os cariocas chegaram aos 47 pontos, em sétimo lugar, e continuam quatro pontos atrás do Grêmio, sexto colocado e último time na zona de classificação à Libertadores.

O Coritiba abre a 32ª rodada do Brasileirão no sábado (23), às 19h (horário de Brasília), diante do São Paulo. No domingo (24), o Fluminense tem o clássico contra o Botafogo em São Januário, no Rio de Janeiro, às 20h30.

Coxa abre vantagem

O Coritiba precisou de apenas dois minutos para abrir o placar. O meia Luiz Henrique dominou na intermediária, avançou sem marcação e soltou a bomba de fora da área, no canto direito do goleiro Marcos Felipe. Com mais posse de bola, o Fluminense tentou responder. Aos 14 minutos, o chute do atacante Lucca, da entrada da área, saiu à esquerda, rente ao gol alviverde. Cinco minutos depois, o lateral Calegari invadiu a área pela direita e chutou cruzado. O goleiro Wilson defendeu e a bola ainda foi no travessão.

Com as linhas avançadas atrás do empate, o Tricolor deu espaços e o Coxa aproveitou. Aos 32 minutos, o meia Hugo Moura lançou Natanael pela direita. O lateral disparou em velocidade, entrou na área e tocou na saída de Marcos Felipe, ampliando a vantagem do time da casa.

Promessa inicia reação

Após o intervalo, o técnico Marcão promoveu a estreia de John Kenedy. A jovem promessa tricolor não decepcionou. No 13º minuto em campo, o atacante de 18 anos aproveitou o rebote de Wilson em chute do meia Michel Araújo e mandou para as redes. Mesmo em meio a uma segunda etapa truncada, o Fluminense chegou ao segundo gol. Aos 26 minutos, o lateral Egídio levantou e o atacante Fred, de cabeça, deixou tudo igual.

O duelo seguiu com poucas chances, mas com os times aproveitando as oportunidades que apareciam. Aos 30 minutos, o atacante Robson finalizou de fora da área e recolocou o Coritiba à frente. Aos 45, dois atletas que saíram do banco salvaram o Fluminense: Caio Paulista (que entrou no lugar de Michel Araújo) recebeu do também atacante Wellington Silva (que substituiu Lucca) e chutou por baixo de Wilson, dando números finais ao jogo. Nos acréscimos, Caio e Robson foram expulsos.

Acompanhe aqui a tabela da Série A do Campeonato Brasileiro

Categorias
Esportes

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro

A noite de quarta-feira (20) foi mágica para o Inter no Morumbi. No mesmo estádio em que o Colorado abriu caminho para o título da Libertadores em 2006, com a vitória por 2 a 1 na primeira final, o time gaúcho atropelou o São Paulo por 5 a 1 e voltou à liderança do campeonato brasileiro. Com a goleada, o Colorado chegou aos 59 pontos e ultrapassou o próprio São Paulo, que segue com 57.

A festa gaúcha em São Paulo começou bem cedo. Aos sete, em cruzamento perfeito do lateral-esquerdo Moisés, o zagueiro Victor Cuesta mandou para a rede. Aos 23, veio o segundo gol colorado. O meia Patrick lançou o centroavante Yuri Alberto, que só rolou para o garoto Caio Vidal. Ele dominou e tocou na saída do goleiro Volpi. A atuação do Inter no Morumbi era praticamente perfeita, mas, depois de uma falha do zagueiro Cuesta, o São Paulo teve um escanteio. Na cobrança, o sistema defensivo do Inter parou e o centroavante Luciano fez o gol do Tricolor aos 35 minutos.

Só que quem esperava uma recuperação do São Paulo na etapa final estava muito enganado. A festa seguiu sendo completa do Inter. Aos 14, o artilheiro da noite Yuri Alberto entrou em cena. Depois de uma lambança na saída de bola do São Paulo, o centroavante fez o terceiro. Aos 20, o atacante Peglow tocou para Yuri Alberto. Na corrida, ele driblou Volpi e estufou a rede paulista. Logo depois, aos 22, mais um dele. Daniel Alves perdeu a bola e o meia Patrick lançou o centroavante do time gaúcho. Ele invadiu a área e bateu rasteiro para fechar o placar em 5 a 1.   

Essa é a maior goleada da história do confronto e foi a 7ª vitória seguida do Inter, um recorde para o clube na história do Campeonato Brasileiro. O time ainda fica a uma vitória de igualar as melhores marcas dos torneios de pontos corridos, desde 2003, que são do Cruzeiro (campeão em 2003) e do Flamengo (campeão em 2019).

O próximo compromisso do Colorado será o Gre-nal no Beira-Rio no domingo (24). O São Paulo enfrenta o Coritiba no Morumbi no sábado (23).

Bragantino goleia Vasco

No Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Bragantino goleou o Vasco da Gama por 4 a 1. O gol foi marcado pelo volante Ramires aos 14 minutos do primeiro tempo de cabeça depois de um bom cruzamento do Claudinho da esquerda. 

Aos 26 do segundo tempo, o meia Claudinho aproveita uma bela jogada ensaiada para ampliar o placar para o Bragantino. Aos 32, o meia vascaíno Gabriel Pec ainda descontou aproveitando rebote do goleiro. Aos 40, Claudinho do Bragantino fez o terceiro. E aos 47 Hurtado ainda teve tempo de marcar o quarto e fechar o placar. 

Nos últimos quatro jogos, a equipe do interior paulista tem três vitórias e um empate. Com esses resultados, o Bragantino chega à 10ª colocação com 41 pontos. Enquanto isso, o Vasco perdeu a segunda partida seguida e se aproximou da zona de rebaixamento à Série B. O Cruzmaltino é o 16º com 32 pontos, à frente do Fortaleza, que abre o Z-4, apenas nos critérios de desempate.

O time de Bragança Paulista volta a jogar na segunda-feira (25) contra o Corinthians em São Paulo. O próximo compromisso do Vasco é contra o Atlético Mineiro no sábado (23) no Rio de Janeiro.

Acompanhe aqui a tabela da Série A do Campeonato Brasileiro.

Categorias
Esportes

Brasileirão: Grêmio arranca empate com Atlético-MG, em Porto Alegre

O Grêmio e o Atlético Mineiro empataram em 1 a 1, na noite desta quarta-feira (20), em partida válida pela 31ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Com o empate em Porto Alegre, o Galo perdeu a chance de tirar a vice-liderança do Internacional. O Atlético-MG segue em terceiro lugar na classificação geral, com 54 pontos, mas a rodada só termina amanhã (21). O Grêmio soma 51 pontos e também continua, provisoriamente, ocupando a sexta posição na tabela. Apesar do resultado, o Tricolor gaúcho manteve a invencibilidade em 16 jogos no Brasileirão, um recorde do time na história do torneio.

O Galo abriu o placar na Arena Grêmio com um gol de pênalti, convertido pelo meia Hyoran aos 31 minutos da primeira etapa. A infração foi bem marcada pelo árbitro Raphael Claus, depois de o  lateral-esquerdo Guilherme Arana ter sido derrubado dentro da grande área. O Grêmio arrancou o empate aos 39 do segundo tempo. Mesmo sem jogar bem, o atacante Everton mandou para o fundo da rede depois de boa jogada protagonizada por Ferreira.

O próximo compromisso do Atlético-MG será contra o Vasco,  em São Januário, no sábado (23). Já o Triolor gaúcho terá pela frente o clássico Gre-Nal, fora de casa, no domingo (24), no Beira-Rio. 

Categorias
Esportes

Botafogo abre o placar em casa, mas perde de virada para o Atlético-GO

Lanterna da Série A do Campeonato Basileiiro, o Botafogo perdeu de virada por 3 a 1 para o Atlético Goianiense na tarde desta quarta-feira (20), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O Alvinegro carioca segue em último lugar na classificação geral, com apenas 23 pontos, e já soma 12 derrotas nos últimos 13 jogos. Enquanto isso, o time goiano subiu para a 13ª posição, chegou aos 39 pontos, e passou a lutar por uma vaga na próxima Copa Sul-Americana.

No primeiro tempo foram poucas as chances de gol. Cada time teve uma oportunidade clara. Aos 24 minutos, o meia Wellington Rato desviou com a coxa um cruzamento da direita e mandou para fora do gol do Botafogo. Aos 36, o zagueiro Marcelo Benevenuto subiu muito e cabeçou após o escanteio, obrigando o goleiro Jean a salvar o Dragão.

Na etapa final, o atacante Babi forçou o goleiro Jean a fazer mais um milagre, aos oitos minutos, com um chute à queima roupa.E foi o próprio Babi, aos 17 minutos, que abriu o placar para o Glorioso no Engenhão, após aproveitar um contra-ataque rápido e, no rebote do goleiro Jean, mandar  a  bomba para o fundo do gol. Só que a vantagem carioca durou muito pouco. Três minuto depois, o atacante Danilo Gomes recebeu livre quase na marca do pênalti e deixou tudo igual com um chutaço.  Aos 33, veio a virada. Depois do cruzamento da direita, o centroavante Zé Roberto chegou antes da zaga para balançar a rede do goleiro Diego Loureiro. Aos 46, saiu o gol que sacramentou a vitória dos goianos: o atacante Vitor recebeu de Janderson e fez o terceiro.

O próximo compromisso do Botafogo será o clássico regional contra o Fluminense, no domingo (24), em São Januário, no Rio de Janeiro. O Tricolor será o mandatário da partida válida pela 32ª rodada da Série A. Também no domingo (24), o Atlético-GO recebe o Fortaleza, no estádio Antonio Accioly, em Goiânia.

Categorias
Esportes

Após dois meses, Bahia volta a vencer e deixa Z-4 do Brasileirão

O Bahia voltou a vencer pela Série A do Campeonato Brasileiro após dois meses de jejum.  Nesta quarta-feira (20), o Tricolor de Aço superou o Athletico-PR por 1 a 0 na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 31ª rodada da competição. A equipe dirigida por Dado Cavalcanti encerrou uma sequência de oito jogos sem vitórias (sete derrotas e um empate).

O resultado tirou, ao menos até quinta-feira (21), o Bahia da zona de rebaixamento (Z4). Os baianos subiram da 17ª para a 15ª posição com os mesmos 32 pontos de Vasco (16º) e Fortaleza (17º), ficando à frente dos rivais pelo número de vitórias. O Tricolor se manterá fora do Z-4 se o Cruzmaltino ou o Leão do Pici perderem, respectivamente, para Red Bull Bragantino e Santos.

O Athletico teve interrompida uma invencibilidade de cinco partidas e perdeu a chance de se aproximar das primeiras colocações. O Furacão é o décimo colocado, com 39 pontos, mas pode cair até duas posições na sequência da rodada, se o Bragantino superar o Vasco e o Ceará bater o Goiás.

O chute cruzado do lateral Nino Paraíba, que o goleiro Santos mandou para escanteio, foi o lance mais claro de gol do primeiro tempo. Os 45 minutos iniciais foram de muito equilíbrio. Apesar de ter a bola por mais tempo (55% de posse, de acordo com as estatísticas do Sofascore) e trocar quase o dobro de passes (249 contra 195), o Athletico teve dificuldades para entrar na área do Bahia – curiosamente, o time com a defesa mais vazada do Brasileiro, com 51 gols sofridos.

No segundo tempo, o Furacão seguiu com problemas para se aproximar da área tricolor e começou a dar mais espaços. O time da casa aproveitou. Aos 19 minutos, o volante Gregore lançou Rossi, que tinha acabado de entrar em campo. Ele invadiu a área pela direita e cruzou rasteiro. O também atacante Thiago Andrade, de carrinho, mandou para as redes e marcou o primeiro gol dele como profissional.

O gol animou a equipe baiana, que quase ampliou aos 29 minutos, com o próprio Thiago Andrade, que, na cara de Santos, finalizou por cima do gol após um escanteio batido pelo meia Rodriguinho. Satisfeito com a vantagem, o Bahia passou a administrar a tentativa desordenada de pressão do Athletico, que não conseguiu assustar o goleiro Douglas até o apito final.

Os dois times voltam a campo no domingo (24). O Athletico-PR recebe o Flamengo na Arena da Baixada, em Curitiba, às 16h (horário de Brasília). Já o Bahia visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife, às 18h15. Os duelos valem pela 32ª rodada do Brasileirão.

Categorias
Esportes

Série B: Vitória ganha do Guarani em São Paulo e sai do Z-4

O Vitória venceu o Guarani fora de casa por 2 a 1 nesta quarta-feira (20), em jogo válido pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Resultado bom para a equipe baiana que pulou para o 15º lugar com 42 pontos e não volta mais à zona de rebaixamento (Z4). Já o Guarani estacionou na 11ª posição, com 48 pontos, e deu adeus ao acesso à elite do futebol brasileiro na próxima temporada. A 36ª rodada da Série B termina amanhã (21).

O duelo disputado na tarde de hoje (20) no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), colocou frente a frente duas equipes em posições diferentes na tabela de classificação, e fase complicadas no campeonato. O Bugre de Campinas, afetado por um surto do novo coronavírus (covid-19) nos últimos dias, não vencia há quatro partidas. O time começou a rodada com 48 pontos, na 11ª posição, e precisava da vitória para continuar sonhando com o acesso à Série A. Enquanto isso, o Leão de Salvador amargava seis jogos sem vencer. Mas hoje (20), foram os baianos que levaram a melhor. 

O primeiro tempo foi de muito equilíbrio. Quem saiu na frente foi o Vitória. Logo aos cinco minutos, o atacante Léo Ceará completou para a rede de cabeça o bom passe do companheiro de ataque Mateusinho. Aos 17, depois de perder boas chances, o Guarani igualou tudo. O volante Marcelo apareceu sozinho dentro da área, depois do escanteio para mandar ao gol. A etapa final começou no mesmo ritmo, com chances dos dois lados. O Guarani quase virou aos dois minutos com o meia Lucas Crispim. E o Vitória, por muito pouco, não pulou de novo na frente do placar com o volante Fernando Neto em jogada individual. Aos dez minutos, Gabriel, goleiro do Bugre, fez um milagre para evitar o segundo gol dos baianos. E logo depois, o meia Lucas Crispim derrubou o zagueiro Wallace do Vitória dentro da área. O pênalti foi marcado e o jogador do Guarani foi expulso. Aos 12, o centroavante Léo Ceará bateu forte no canto direito, ampliou para o Vitória, que administrou a vantagem até o final da partida.

Nos dois últimos jogos, o Guarani apenas cumpre tabela contra o Avaí, em Florianópolis, no próximo dia 23, e contra o Juventude, em Campinas (SP), dia 30. Ainda precisando de pontos para se manter na Série B, o Vitória tem pela frente o Botafogo-SP , em Salvador, na terça (26), e no dia 30, fora de cassa, o  Brasil de Pelotas.

Categorias
Esportes

Palmeiras foi o 2º melhor do mundo em 2020, atrás apenas do Bayern

Finalista na Copa do Brasil e na Libertadores, o Palmeiras foi eleito o segundo melhor clube de 2020 pela Federação Internacional de Histórias e Estáticas (IFFHS), ficando atrás apenas do Bayern de Munique (Alemanha), e à frente do Paris Saint-Germain (França), o terceiro colocado. O clube brasileiro é o único sul-americano entre os dez primeiros da lista da IFFHS, elaborada anualmente. 

O levantamento leva em conta desempenho, vitórias e respectivas pontuações em competições O Verdão somou 230, ficando 30 atrás do Bayern (260), enquanto o PSG somou 226.  Os outros clubes brasileiros no ranking mundial são Grêmio (16º colocado) e Santos (32º)

De acordo com a entidade, é a primeira vez que o time paulista alcança o segundo lugar, em 21 anos. O clube já havia ocupado a posição quando conquistou a LIbertadores de 1999.

Confira abaixo os 12 primeiros clubes do ranking mundial da IFFHS:

1º – Bayern de Munique (Alemanha ) – 260 pontos

2º- Palmeiras (Brasil) – 230 

3º – Paris Saint-Germain (França) – 226

4º – Inter de Milão (Itália) – 223

5º – Manchester City (Inglaterra) – 221

6º – Milan (Itália) -220

7º – Juventus (Itália) – 218

8º – Sevilla (Espanha) – 213

9º – Manchester United (Inglaterra) – 212

10º – Arsenal (Inglaterra) – 206

11º – Guaraní (Paraguai) – 205

12º – Rangers (Escócia) – 203

Categorias
Esportes

Brasiliense-DF goleia Vitória-ES no jogo de abertura da Copa Verde

Começou nesta quarta-feira (20) a edição 2020 da Copa Verde. O Brasiliense-DF aplicou uma goleada de 4 a 0 sobre o Vitória-ES e avançou às oitavas de final. O duelo no estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF), foi transmitido ao vivo pela TV Brasil A próxima fase será no domingo (24), às 17h (horário de Brasilia): o Jacaré pega o Luverdense-MT no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT). O confronto também será decidido em jogo único.

Com nove desfalques por conta dos infectados pelo novo coronavírus (covid-19) e apenas um treino com a escalação do time que foi a campo, o Vitória-ES sofreu com a falta de entrosamento e a improvisação em alguns setores. Na lateral direita, por exemplo, atuou o volante Reynald, que foi muito exigido com os avanços do Brasiliense. Nos 45 minutos iniciais, o Alvianil praticamente não teve presença no ataque e se viu forçado a rifar a maioria das bolas que o sistema defensivo conseguia recuperar.

O time da casa teve o controle do primeiro tempo, mas demorou a tomar proveito da situação que lhe era favorável. O Jacaré conseguiu assustar pela primeira vez aos 25 minutos, em chute cruzado do atacante Zé Love, que desviou no zagueiro Igor Pimentel e quase enganou o goleiro Harisson, que afastou o perigo. No lance seguinte, Zé Love foi lançado na grande área pelo lateral Diogo, novamente pela esquerda, mas bateu por cima.

A pressão dos mandantes enfim deu resultado aos 45 minutos, outra vez em lance pela esquerda. Após o cruzamento, o zagueiro Léo Breno tentou afastar, mas acabou cabeceando na direção da meta. A bola passou entre os braços de Harisson e foi parar nas redes.

O gol fez com que o Brasiliense voltasse para o segundo tempo menos afobado e com mais paciência para trabalhar a bola. Logo aos sete minutos, o atacante Jefferson Maranhão deu grande passe para o meia Luquinhas ficar na cara com Harrison e marcar por cobertura, na saída do goleiro. O Jacaré passou a chegar com mais facilidade no campo do Vitória, quase sempre com Zé Love, mas o atacante, em tarde pouco inspirada, perdeu pelo menos três grandes chances.

O duelo transcorreu em ritmo cadenciado e total controle do Brasiliense. Aos 31 minutos, o meia Peninha cobrou escanteio e o volante Aldo, de cabeça, acertou a trave. Aos 38 minutos, o lateral Carlinhos bobeou na entrada da área, pela direita, e foi desarmado por Carlos Eduardo. O ex-meia de Grêmio e Flamengo rolou e o atacante Rodrigo Fumaça bateu rasteiro, no cantinho de Harisson. Já aos 44 minutos, o atacante Tobinha cabeceou e contou com uma falha do goleiro para fechar o marcador.

Outros classificados

Em outro jogo da Copa Verde iniciado às 15h30 desta quarta-feira (20), o Independente-PA bateu o Fast Clube-AM por 2 a 0 no estádio Defelê, em Brasília, classificando-se para encarar o Rio Branco-AC nas oitavas de final. O duelo será próxima quarta-feira (27), às 18h, na Arena Acreana, em Rio Branco. Os meias Fagner e Railson marcaram os gols da classificação da equipe de Tucuruí (PA).

Nas partidas iniciadas às 16h, a Aparecidense-GO atropelou a Aquidauanense-MS por 7 a 0 no estádio Annibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO). O atacante Alex Henrique balançou as redes duas vezes. Também marcaram gols os atacantes Uederson, Cardoso, Bessa e Édipo e o meia Washington. Nas oitavas, o Camaleão enfrentará o Cuiabá na Arena Pantanal. O jogo está marcado para a próxima segunda-feira (25), às 21h.

Outro classificado é o Palmas-TO, que venceu o Real Noroeste-ES por 2 a 0 no estádio Nilton Santos, na capital tocantinense. O meia Tchô fez os dois gols do Tricolor, que terá pela frente o Vila Nova na segunda, às 16h, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. 

Já o Sinop-MT goleou o Águia Negra-MS por 4 a 0 no estádio Gigante do Norte, em Sinop (MT). O volante Augusto, o lateral Cristian e os meias José Ednaldo e Edimar marcaram para o Galo do Norte, que será o adversário do Atlético-GO nas oitavas de final, também na segunda, às 16h, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Jogo adiado

O duelo entre Santos-AP e Gama, que seria realizado às 16h desta quarta-feira, no estádio Zerão, em Macapá, foi adiado. Um decreto do Governo do Amapá proibiu a realização de jogos de futebol no estado por causa do aumento de casos e internações causadas pela covid-19. Conforme o site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a partida foi transferida para domingo, às 16h, no estádio Mangueirão, em Belém.

Regulamento

A edição 2020 da Copa Verde reúne 24 participantes das regiões Norte e Centro-Oeste e do Espírito Santo. O torneio é disputado em formato eliminatório. A primeira fase envolve 16 equipes, em confrontos decididos em jogo único, com mando do time mais bem colocado no ranking da CBF.

Nas oitavas de final, os oito classificados se juntam aos oito clubes com as melhores posições no ranking da CBF entre os participantes (Paysandu, Atlético-AC, Remo, Rio Branco-AC, Vila Nova, Cuiabá, Luverdense e Atlético-GO), que serão os mandantes dos duelos, também em jogo único. Das quartas de final até a decisão, os confrontos serão em partidas de ida e volta, com a ordem das sedes decidida por sorteio. O campeão assegura vaga direta à terceira fase da Copa do Brasil de 2021.

O torneio regional foi realizado pela primeira vez em 2014, com título do Brasília sobre o Paysandu. Em 2015, o Cuiabá levantou a taça, superando mais um paraense na final, o Remo. Nessas duas edições, o campeão ganhou vaga para a Copa Sul-Americana.

A partir de 2016, o vencedor da Copa Verde passou a entrar direto nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Paysandu garantiu o troféu naquele ano (batendo o Gama na decisão) e também em 2018 (derrotando o Atlético-ES). Em 2017, a Luverdense foi a campeã contra o próprio Papão da Curuzu. O time paraense ainda voltaria a ser vice em 2019, vencido pelo Cuiabá, que assegurou o bicampeonato.